Concursos Abertos Concursos 2020

Concurso Depen: diretor aponta necessidade urgente

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
24/09/2019, às 08:14 • 3 meses atrás

Em entrevista para o jornal O Globo, Fabiano Bordignon, diretor-geral do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), citou a falta de atenção ao órgão, que, nas palavras de Bordignon está “esquecido” e “precisa retomar o controle”.

As declarações proferidas por Fabiano vêm logo após às afirmações do ministro Sérgio Moro sobre a reestruturação do sistema carcerário brasileiro, que passa por uma das suas piores crises.

Problema histórico

Bordignon destaca que, no Brasil, as políticas carcerárias nunca foram efetivadas como deveriam e, para solucionar o problema de forma mais célere, seria importante resolver o déficit (com mais 20 mil ou 25 mil novas vagas por ano nas penitenciárias em até 8 anos) e trabalhar outras medidas ao encarceramento.

Fabiano indica que o problema carcerário brasileiro é histórico, ou seja, não surgiu da noite para o dia.

Alternativas penais e processuais penais

Mesmo apoiando alternantivas penais e processuais penais mais rápidas, além de medidas alternativas às prisões (como tornozeleiras eletrônicas e prisão domiciliar), o diretor-geral acredita que o aumento das vagas é necessário para atender as demandas já existentes:

“Precisamos de 20 mil a 25 mil vagas por ano, num período de quatro a oito anos, para resolver o défici e retoma o controle”

Concursos públicos no órgão

Quando se fala em abertura de novas vagas no sistema penitenciário nacional, logo vem em mente que, para gerir e trabalhar nesses novos postos de atuação, é necessário prover seus cargos através de concursos públicos.

O governo federal, então, deverá investir e aumentar o número de servidores do departamento através de um novo concurso Depen. Desse modo, no mês de maio (2019) o Ministério da Justiça e Cidadania confirmou que foram solicitadas milhares de novas vagas para um novo concurso Depen.

Da totalidade das vagas que poderão ser oferecidas num novo certame para o Departemento Penitenciário Nacional, a maior parte será para Agente Prisional e outra parcela para o cargo de especialistas.

veja abaixo remuneração e requisitos

vale lembrar que o ultimo concurso Depen ocoreu há quatro (4) anos, em 2015, organizado pela banca Cespe, com 258 vagas para provimento imediato.

O número de convocados pelo órgão superou às vagas prevists no edital.

Etapas do concurso Depen 2015

O concurso Depen 2015 contou com duas (2) fases distintas:

  • A primeira englobou oito (8) etapas, sendo elas: prova de conhecimentos básicos, proba de conhecimentos específicos, prova de conhecimentos complementares, prova discursiva, TAF, avaliação médica avaliação psicológica e investigaão social;
  • A segunda fase foi o curso de formação profisisonal.

Conteúdo cobrado para o cargo de Agente Penitenciário:

Foram cobradas as seguintes disciplinas para o cargo de Agente Penitenciário, nas provas básicas e complementares:

  • Português;
  • Atualidades;
  • Ética;
  • Direitos Humanos e Participação Social;
  • Leis de Referência à Execução Penal;

Jára para as provas específicas, cada especialidade de Agente Penitenciário teve sua cobrança, conforma podemos observar:

concurso depen concurso depen 2019 edital depen

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.