Concursos Abertos Concursos 2020

Como chutar nas provas da FCC

Arthur Lima Arthur Lima comentários
27/06/2019, às 11:34 • 4 meses atrás

Fala pessoal, tudo bem? Neste artigo pretendo responder a esta pergunta, pois volta e meia a recebo.

Já adianto que qualquer “técnica de chute” só funciona para quem estudou MUITO, se preparou bem, e só vai ficar em dúvida em POUCAS questões da prova.

Na prática, as técnicas de chute que conheço servem apenas para você aumentar levemente a sua pontuação. Naturalmente, se você está bem preparado, este pequeno aumento na pontuação pode significar a diferença entre ter a discursiva corrigida ou não, ou entre entrar nas vagas do seu concurso ou não.

Portanto, por mais que você faça um estudo sério, talvez seja interessante conhecer alguns aspectos interessantes das provas da FCC.

Como você sabe, as provas da FCC são do tipo múltipla escolha, com cinco opções de resposta, sendo apenas uma correta. Assim, imagine que você vai fazer uma prova com 60 questões. Dividindo 60 por 5, temos o resultado 12.

Se a prova for “bem balanceada”, esperamos que cada letra A, B, C, D e E seja o gabarito de exatamente 12 questões, certo?

Será que é isso mesmo que acontece?

Para responder a esta pergunta, analisei 10 gabaritos recentes da banca FCC. Veja-os na tabela abaixo:

A análise precisa ser feita em cima do gabarito preliminar, pois ele foi concebido pela banca. O gabarito após recursos conterá distorções que não foram previstas inicialmente pela FCC.

Como você pode ver na tabela, os gabaritos da FCC não são exatamente balanceados. Isto é, temos situações onde uma letra foi responsável por apenas 10 questões, enquanto em outras uma letra foi responsável por 14 questões.

Mas note que, nessas 10 provas, a variação é relativamente pequena! Cada alternativa (A, B, C, D, E) é responsável por de 10 a 14 questões, não menos e nem mais do que isto.

De fato, veja essa distribuição percentual que elaborei com base na tabela:

Veja que somente em 4% dos casos nós tivemos apenas 10 questões na mesma letra. E em apenas 10% dos casos nós tivemos exatamente 14 questões com a mesma letra.

Na grande maioria dos casos, cada alternativa é responsável por 11, 12 ou 13 letras (86% das vezes).

Que conclusões práticas podemos tirar?

Imagine que você se preparou muito bem para uma prova da FCC. No dia da prova, sabia responder 56 das 60 questões (é claro que você vai errar também algumas questões que você achou que sabia, ok?).

O que fazer com as 4 questões que você não sabe responder, ou não teve tempo de responder?

Você pode fazer uma rápida contagem da quantidade de questões que você marcou em cada letra (A, B, C, D ou E). Suponha que você tenha marcado assim:

A: 11 questões

B: 12 questões

C: 8 questões

D: 14 questões

E: 11 questões

Observe que, neste cenário, a alternativa D já está no limite máximo que observamos nas provas anteriores (14 questões com a mesma letra). E a alternativa C está abaixo do mínimo que observamos (apenas 8 questões, quando o mínimo observado é 10).

Neste caso, seria interessante “chutar” todas as 4 questões restantes na alternativa C. Se as suas marcações nas demais questões foram consistentes (ou seja, se você realmente estudou bem e fez uma boa prova), este procedimento pode elevar a sua chance de acertar mais algumas questões.

Espero que tenha entendido bem!

Como você percebe, não há milagre: é preciso estudar BASTANTE. Portanto, mãos à obra!

Saudações,

Prof. Arthur Lima

Conheça os meus cursos completos para concursos públicos.

Arthur Lima

Professor em cursos para concurso há mais de 7 anos. Engenheiro Aeronáutico pelo ITA e aprovado nos concursos de Auditor e Analista da Receita Federal. No Direção Concursos é responsável pelas disciplinas de Raciocínio Lógico, Matemática, Matemática Financeira e Estatística, e é um dos coordenadores do site.

Comentários