Concursos Abertos Concursos 2020

Coronavírus adia concursos: saiba como usar isso a seu favor

Arthur Lima Arthur Lima comentários
17/03/2020, às 11:22 • 2 meses atrás

O adiamento de alguns concursos foi inevitável, dada a situação que vive o planeta com o surto de coronavírus. Mas, neste artigo, vou trazer algumas reflexões sobre como podemos usar esse tempo a mais a favor do concurseiro!

O pessimista tende sempre a olhar as notícias com o viés negativo. Entendo, claro, que alguns candidatos da PCDF estavam prontos em 15 de março, ou que outros estudantes queriam a prova PGDF em 22 de março, ambos adiados e sem datas para as novas provas.

Além desses certames no Distrito Federal, diversas outras provas pelo país não foram realizadas pelo mesmo motivo.

Coronavírus e estudos

É claro que é difícil falar em “lado bom” de uma pandemia que deixa centenas de mortos. Não levem por esse lado, não é o objetivo aqui.

Levo um pensamento para tudo na minha vida e gostaria de compartilhar com vocês:

Foco na solução, não no problema!

Estamos diante de um problema grande, mas temos que pensar em soluções. Posso olhar para a “obrigatoriedade” de ficar em casa como uma oportunidade de aproveitar ainda melhor meu tempo de estudo, por exemplo. Não adianta absolutamente nada ficar “se martirizando”.

Outra mensagem importante é:

Foque nas coisas que você pode controlar!

Novamente… diante da crise do coronavírus, ou de qualquer outra, há uma série de fatores que fogem ao nosso controle. Não sabemos quando as provas serão realizadas, se serão de fato adiadas… e nem podemos fazer nada em relação a isso, certo? Porém, claro, seus estudos continuam sendo de total controle!

Exercício de imaginação…

Quero alertar aos candidatos que não estavam preparados para as provas adiadas. Tenho certeza que essa parcela é a maioria absoluta dos inscritos.

Façamos um exercício no caso da PCDF. Ao todo, 52.636 candidatos se inscreveram para o certame. Descontando eventuais faltas (costumam girar em torno dos 20% a 30% dos inscritos), digamos que 10% (número bem otimista) dos candidatos estivessem realmente preparados para a prova.

Portanto, 5.263 candidatos chegariam em condições reais de brigar por uma das 300 vagas imediatas, além do cadastro de reserva de 600 pessoas.

E os outros 47.373 candidatos? Eles acabam de ganhar, por motivos ruins, é verdade, várias horas a mais de estudo. Acabam de conseguir mais chances de entrar, de fato, na briga.

1,4% na disputa no TJ SP

Um exemplo na prática: o concurso do TJ SP de 2017 teve mais de 138 mil inscritos para o cargo de Escrevente.

Analisando os resultados, perceba que apenas 2 mil candidatos fizeram 83% ou mais de pontuação, valor que considero o mínimo para brigar por uma vaga em um concurso da Vunesp desse tamanho.

O número corresponde a apenas 1,4% dos inscritos. Perceba que é um valor bem menor que os 10% que eu usei no exemplo anterior. Veja o quão ínfima é a quantidade de pessoas que estão realmente no páreo.

Basicamente, é isso, pessoal.

Tente usar o tempo que você tem agora para tentar entrar na parcela de candidatos que estão na disputa real das vagas do concurso que você almeja ser aprovado.

Faça revisões, questões e acabe com aquela matéria acumulada. O tempo é precioso na vida do concurseiro, aproveite-o.

No mais, convido todos a conhecerem os cursos do Direção Concursos. Podemos ser uma boa e importante companhia durante a quarenta pelo coronavírus, hein?

No Youtube, temos conteúdo gratuito a todo momento. Em 17 de março, a partir das 19h (de Brasília), estaremos com uma live muito legal, onde prometemos te ajudar a elevar o patamar dos seus estudos:

Me sigam nas redes sociais:

Cuidem-se, fiquem em casa sempre que conseguirem, lavem as mãos, evitem contato e, claro… estudem!

Abraços e bons estudos.

concursos adiados coronavirus coronavírus coronavirus concursos covid 19

Arthur Lima

Professor em cursos para concurso há mais de 7 anos. Engenheiro Aeronáutico pelo ITA e aprovado nos concursos de Auditor e Analista da Receita Federal. No Direção Concursos é responsável pelas disciplinas de Raciocínio Lógico, Matemática, Matemática Financeira e Estatística, e é um dos coordenadores do site.

Comentários