Concursos Abertos Concursos 2020

Conheça o Michael, aluno do Direção e aprovado no concurso TJ PA

Ronaldo Fonseca Ronaldo Fonseca comentários
23/03/2020, às 09:39 • 5 dias atrás

Hoje eu tive a oportunidade conversar com o Michael Anderson Soares Marinho. Ele foi aprovado no concurso do Tribunal de Justiça do Pará e trouxe uma visão completa de como se preparou, depois que saiu o edital, para essa prova.

Agora, Michael aguarda pela nomeação! Vale a pena ler tudo, com muita atenção.

Prof. Ronaldo Fonseca: Michael, conta pra gente um pouquinho da história para que o pessoal possa te conhecer mais. Você era um milionário que decidiu estudar para concursos (risos)?

Michael: Não, não era milionário (risos). Sou só mais um concurseiro em busca de um cargo público. Sou formado em Direito e natural de Teresina-PI.


Prof. Ronaldo Fonseca: Em qual concurso foi aprovado? Por quanto tempo estudou para ele? E há quanto tempo estudava para concursos?

Michael: Fui aprovado em 7º ou 9º lugar (ainda não foram aplicados os critérios de desempate) para Auxiliar Judiciário do TJPA. Para esse concurso em específico, estudei apenas no pós-edital, mas já vinha estudando para área de tribunais há uns 6 meses


Prof. Ronaldo Fonseca: Por que você decidiu estudar para concursos?

Michael: Porque só dependia de mim.


Prof. Ronaldo Fonseca: Qual sua formação? Você era bom aluno ou era mais da “turma do fundão”?

Michael: Sou formado em Direito. Não era da “turma do fundão”, mas também não era um bom aluno. Negligenciei um pouco a faculdade, deveria ter dado um maior valor a essa etapa da minha vida. Ter sido mais maduro.


Prof. Ronaldo Fonseca: O que você acha que muda na vida de uma pessoa depois que se coloca o estudo como prioridade em sua rotina?

Michael: Acho que a pergunta já deu a resposta. Você deve tratar o estudo como prioridade. Não precisa deixar de sair, de namorar, de ir pra festas, etc. Mas o seu estudo para concurso deve pautar sua rotina. Acredito que, com um bom planejamento, você consegue estudar todos os dias e ainda sobra tempo para as demais atividades. Não adianta esquecer de tudo e querer estudar 14h por dia. Talvez isso funcione para uma prova da faculdade que você não estudou, mas não para concurso público. O segredo é um estudo saudável e constante, sempre!


Prof. Ronaldo Fonseca: E se você não tivesse sido aprovado, ainda assim acha que teria valido a pena se dedicar aos estudos?

Michael: Sem dúvidas! Educação nunca é demais, aprender é sempre bom. Por exemplo, depois que comecei a estudar para concursos, melhorei meu português, minha capacidade de argumentação; aprendi sobre administração de materiais e diversos outros assuntos. Inclusive, incorporei à minha rotina de estudos conhecimentos de Arquivologia, para organizar meus materiais, e de Administração, como o Diagrama de Pareto.


Prof. Ronaldo Fonseca: Você teve receio de não conseguir uma boa colocação no concurso?

Michael: Tive sim, embora a gente se prepare bem, a concorrência também é bem forte.


Prof. Ronaldo Fonseca: Alguém já te disse que concurso era jogo de cartas marcadas, era só para arrecadar dinheiro ou coisas assim?

Michael: Sim, várias vezes. Geralmente percebo que são pessoas que desistiram do concurso após várias reprovações. Isso é normal, todo mundo reprova (eu já reprovei muito). O problema é que essas pessoas, em vez de realizarem uma autocrítica , identificarem seus erros e corrigi-los, preferem achar outro culpado.


Prof. Ronaldo Fonseca: Teve dificuldade em alguma matéria no estudo para o seu concurso? Como solucionou essa dificuldade?

Michael: Dificuldade: Processo Civil.

Solução: Henrique Santillo + lei seca + questões

Prof. Ronaldo Fonseca: Você preferia estudar por videoaulas ou PDFs? Usou algum outro formato, como livros e apostilas? Fez curso presencial?

Michael: Prefiro as aulas escritas em PDF, por possuírem uma didática superior em relação aos livros, em regra, e por serem completos com várias questões e destaques de lei seca e jurisprudência. Entretanto, as videoaulas não são dispensáveis. Se você tem dificuldade em alguma matéria ou nunca a viu, acho interessante assisti-las.


Prof. Ronaldo Fonseca: Como conheceu o Direção?

Michael: Acompanho desde a live de seu lançamento. Já conhecia a qualidade dos professores fundadores e sabia que podia apostar no Direção. Deu certo.


Prof. Ronaldo Fonseca: Você escolheu o Direção mesmo sendo um curso com menos tempo de vida que outros. Por que fez isso? Você já sabia que os professores têm muitos anos de experiência e várias aprovações em concursos ou chegou no curso por acaso?

Michael: Exatamente por conhecer os professores, que já foram concurseiros. Saber que os professores fundadores são bastante experientes. O time também é muito forte, com professores como Nathália Masson, Alexandre Salim, Patrícia Dreyer, que são os melhores na área. Também porque me identifico com o método de aulas em pdf.


Prof. Ronaldo Fonseca: Você estudava para concurso e trabalhava? Se sim, como conciliava? Se não, como conseguia ter disciplina para “só estudar”?

Michael: Fui Policial Militar por 3 anos. Pedi pra sair para terminar a faculdade e estudar pra concursos. Para o TJ-PA, estudei com exclusividade.


Prof. Ronaldo Fonseca: Você fazia revisões, ciclos de estudos, resumos, marcações. Quais técnicas você usou?

Michael: Agora vem textão. Vou dizer como eu estudo. E não como estudar, não sou ninguém pra fazer isso, há pessoas mais capacitadas que eu.

Bem, eu utilizava ciclos de estudos com umas 6 matérias por vez, não precisa começar com todas. Comece com as mais importantes.

Conheça a assinatura ilimitada do Direção

Meu estudo para concurso:

O exemplo é para um concurseiro de Tribunais que estuda 5h por dia e vai começar com 6 matérias. Você pode adaptar para sua área e rotina.

1º- Fazia meu ciclo de estudo:

2º – O tempo que iria passar em cada matéria dependia do tipo de estudo que seria realizado. Eu seguia uma etapa nesta ordem:

1ª etapa – videoaula(apenas se for necessário, primeiro contato ou muita dificuldade)

2ª etapa – leitura do pdf

3ª etapa – leitura da lei seca( apenas matérias jurídicas)

4ª etapa – questões do QConcursos

3º – Pode ser um pouco confuso, mas não é, vou explicar como funciona

DIA 1 : Estudava a 1ª matéria do ciclo ( Português). Vamos supor que tenho dificuldade em Português, então vou para videoaulas da aula 0 do Direção. Percebo que nessa aula 0 há 7 videoaulas de 4h no total. O que eu faço? Estudo até completar as 2h, se eu tiver parado na videoaula número 4, anoto isso numa agenda e estudo as demais na próxima vez de Português no ciclo.

Depois disso, vou para Direito Constitucional. Vamos supor que tenho facilidade nessa matéria. Assim, nem estudo videoaula, já vou para aula em pdf do Direção. Então, estudo o pdf por 1h30. Se o pdf tem 50 páginas, e nessas 1h30 eu estudei 30 páginas, anoto onde parei e estudo as demais na próxima vez que Constitucional entrar no ciclo.

Após isso, vou pra Administrativo. Faço igual com Constitucional, porque não tenho dificuldade nessa matéria no meu estudo para concurso.

Após concluir as videoaulas de Português, eu estudava a etapa 2 – pdfs. Após concluir os pdfs e feito as questões do pdf, eu estudava a etapa 4- questões(não há etapa 3 para Português, porque trata-se de lei seca). Ia pro QC e fazia as questões do assunto da aula por 1h. Fazia isso em todas as matérias. E até completar essas 4 etapas, seriam necessários vários dias de estudo.

Só depois de concluir a 4ª etapa, cadastrava a revisão daquela aula em um aplicativo com a frequência 24h-15dias-30dias. E o que usava para revisar? As anotações que eu fazia na videoaula( quando assistia), as minhas questões elaborativas que eu fazia no próprio pdf e os mapas mentais que fazia com base nas questões do QC. Não ficava muito bagunçado?

Não, eu guardo tudo isso em envelopes ( as anotações e as aulas em pdf). No dia da revisão, era só tirar tudo e revisar. Nos simulados que fazia, era mais fácil alimentar o mapa mental de questões. Qual o tempo que utilizava para fazer revisão? Era a primeira atividade do dia. No exemplo que dei, se tenho 5h pra estudar e se demorei 30 minutos pra fazer a revisão, seguia o ciclo por 4h 30.

Uma última coisa, como fazia as anotações no pdf? Com questões colaborativas, acho que assim deixa o estudo mais ativo. Perceba que vinculo a pergunta no pdf através de número. Assim, se não souber responder, sei onde encontrar a resposta.

Prof. Ronaldo Fonseca: O que te levava a acordar todos os dias e encarar os estudos para concurso? O que te empurrava para frente? O que te motivava de verdade?

Michael: Minha família e vontade de vencer.


Prof. Ronaldo Fonseca: Quando você saiu da prova, achou que tinha passado?

Michael:Eu tinha esperança sim, mas é muito difícil prever isso. Como disse, a concorrência é muito forte.


Prof. Ronaldo Fonseca: Teve algum momento em que você pensou em desistir e largar tudo? Se sim, por que não largou?

Michael: Não, nunca tive plano B. Já tive muitos momentos ruins, mas desistir mesmo não pensava.


Prof. Ronaldo Fonseca: E como foi o dia em que saiu o edital? O que você fez? Já começou a estudar ou parou para se organizar?

Michael: Parei pra me organizar, assisti à live do Direção com o professor Victor Dalton.


Prof. Ronaldo Fonseca: Teve algum professor que fez a diferença nos seus estudos?

Michael: Depois que assisti às palestras e li os livros do professor Pier, meus estudos mudaram muito. Tornaram-se muito mais produtivos e eficientes.

Claro que os professores do Direção também ajudaram muito, agradeço muito ao professor Ronaldo Fonseca e ao professor Arthur Lima, que já me atenderam à noite e fins de semana para dúvidas.


Prof. Ronaldo Fonseca: Quantas horas você estudava por dia? Fazia controle de horas ou “só”estudava?

Michael: Em média 5h. Fazia controle sim, usando um edital esquematizado.


Prof. Ronaldo Fonseca: O que você fazia quando o estudo para o concurso não rendia?

Michael: Muitas vezes o estudo não rende o esperado, mas você tem que ter disciplina e estudar mesmo quando tudo estiver ruim. Nesses, casos, faça questões ou revisões, evite aprender assunto novo. Claro que ninguém é robô, se nada funcionar, vai descansar, não é 1 dia que vai reprová-lo(a).


Prof. Ronaldo Fonseca: Qual recado você deixa para quem está estudando e, às vezes, sente-se desanimado ao ter tanta coisa para estudar.

Michael: “No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo.” (João 16:33).


Prof. Ronaldo Fonseca: O que vai mudar na sua vida com a nomeação no concurso? Que sonhos você pretende realizar?

Michael: Vou ter mais tranquilidade para estudar para outros concursos.


Prof. Ronaldo Fonseca: A quem deseja dedicar esta vitória, Michael?

Michael: À minha filha.


Prof. Ronaldo Fonseca: Obrigado por sua ótima entrevista. Certamente suas palavras vão ajudar milhares de pessoas que estão, neste momento, buscando o mesmo sonho que você. E, parabéns mais uma vez, Michael!

Conheça a assinatura ilimitada do Direção


aprovado concurso tj pa aprovado direcao concursos concurso tj pa direcao concursos edital tj pa

Ronaldo Fonseca

Aprovado nos concursos da Petrobras e de Auditor Fiscal da SEFAZ/SP (atualmente). Experiência como palestrante, coach, professor e coordenador especializado em concursos públicos.

Comentários