Concursos Abertos Concursos 2020

Palavras de um ano sem precedentes

Danuzio Neto Danuzio Neto comentários
17/02/2021, às 21:13 • 2 meses atrás

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.

Em 2020, o Oxford English Dictionary (OED) não conseguiu escolher sua tradicional “palavra do ano”. Segundo o OED, “Rapidamente ficou claro que 2020 não é um ano que pudesse ser perfeitamente acomodado em uma única ‘palavra do ano’ com a linguagem se adaptando rápida e repetidamente”.

Ou seja, por causa da miscelânia de novos que ganharam destaque em um período tão atípico, a entidade que já colocou em evidência termos como Selfie, Pós-Verdade e Tóxico, decidiu não escolher uma única palavra para sintetizar 2020, sob pena de restringir inadequadamente uma complexidade inédita para os nossos tempos.

Nas palavras de Casper Grathwohl, presidente dos Dicionários Oxford: “Eu nunca testemunhei um ano para a língua (inglesa) como esse que nós tivemos. É ao mesmo tempo sem precedentes e irônico que um ano que nos deixou sem palavras tenha tido novas palavras como nenhum outro”.

Os lexicógrafos da equipe de Grathwohl trabalham com um universo de 11 bilhões de palavras, sendo a escolha feita a partir de amostragem virtual baseada no uso contínuo durante o ano. O relatório da OED de 2020, intitulado “Palavras de um ano sem precedentes”, preferiu apresentar um detalhamento das palavras mais importantes em certos meses, com base em picos em uso, como podemos observar a seguir.

JANEIRO/FEVEREIRO

Queimadas (Bushfire) – Relacionada a eventos climáticos que resultaram em queimadas na Austrália.

Impeachment – Relacionado ao pedido de Impeachment contra o então presidente norte-americano Donald Trump.

Absolvição (Acquittal) – Termo relacionado à absolvição de Donald Trump no pedido de Impeachment.

MARÇO/ABRIL

Coronavírus – o termo teve uma explosão de aparecimento quando houve o anúncio da pandemia pela Organização Mundial de Saúde – OMS.

Covid-19 – Assim que anunciada em um relatório da OMS, a palavra Covid-19 superou o uso do termo Coronavírus.

Lockdown – A palavra foi considerada o termo preferido dos países de língua inglesa para definir a quarentena imposta pelos governos.

Distanciamento Social (Social Distancing) – Quando os governos adotaram medidas mais duras para o enfrentamento da doença, o termo passou a ser cada vez mais utilizado.

MAIO/JUNHO

Reabertura (Reopening) – o termo apareceu bastante quando as pessoas estavam mais otimistas em relação ao retorno de diversas atividades.

Black Lives Matters – o termo teve o seu pico em junho e está relacionado aos movimentos anti-racistas que ganharam força a partir dos assassinatos de George Floyd e Breonna Taylor nos Estados Unidos.

Cultura do cancelamento (Cancel Culture) – tensões sociais fizeram com que o termo fosse bastante utilizado para abordar o boicote e retirada de apoio a figuras públicas cujas palavras e ações foram consideradas inaceitáveis.

BIPOC – a sigla é uma abreviatura das palavras inglesas black (preto), Indigenous (indígenas) e people of color (pessoas de cor).

AGOSTO

Mail-in – o termo se refere ao meio de votação na eleição americana por meio dos correios.

Bielo-russo (Belarusian) – a palavra ganhou relevância por causa da reeleição de Alexander Lukashenko na Bielorussia.

SETEMBRO

Moonshot – Refere-se ao programa para testes em massa do Covid-19 do governo do Reino Unido

OUTUBRO

Superespalhamento (Superspreader) – Datado na década de 70, o termo reapareceu com força em outubro e está relacionado ao grande número de casos de contaminação pelo Covid-19 na Casa Branca

Energia Zero (Net Zero) – a popularização da palavra aconteceu quando houve a promessa feita pelo presidente da China, Xi Jinping, de que o país será neutro em carbono até 2060. 

Participe do canal de Atualidades no Telegram clicando AQUI.

atualidades atualidades em concurso público principais pontos de atualidades

Danuzio Neto

Professor de Geopolítica, Atualidades, Geografia e História para concursos. É Agente Fiscal de Rendas da Secretaria da Fazenda de São Paulo, tendo exercido também os cargos de Técnico Judiciário do TRT da 16ª Região e Escriturário do Banco do Brasil. É formado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão.

Comentários