Concursos Abertos Concursos 2020

Recursos TJ PR – professores comentam possibilidades

Jornalismo Direção Concursos Jornalismo Direção Concursos comentários
25/09/2019, às 19:03 • 1 ano atrás

Após tanta espera, o gabarito do concurso TJ PR foi publicado. O concurso foi organizado pelo Cebraspe e os professores do Direção Concursos avistaram possíveis recursos no gabarito ofertado pela banca.

Aqui, você encontrará todas nossas possibilidades de entrar com recurso. No entanto, lembre-se que os professores não podem entrar com recurso, mas você, candidato, pode. Por isso, sinta-se livre para usar nossos argumentos e garantir alguns pontos a mais.

E não perca essa oportunidade. Um dado interessante sobre esse certame é a alta quantidade de faltas para realização da prova. Cerca de 90 mil inscritos não foram realizar a prova. A concorrência, com isso, diminuiu.

PROVA UTILIZADA PARA CORREÇÃO

GABARITO PRELIMINAR

Recursos Língua Portuguesa TJ PR

Possível recurso: questão 2

Ao afirmar que o astrônomo e o geógrafo leem, respectivamente, estrelas e terrenos, o autor sugere que esses profissionais

a) analisam o aspecto dessas formações de modo a obter previsões a respeito do mundo e dos seres humanos.

b) encaram tais superfícies como sinais gráficos a serem decodificados ou traduzidos.

c) estudam a configuração desses elementos para descobrir dados acerca das origens de tais elementos e das transformações por que tenham passado.

d) procuram vestígios de histórias escritas por povos remotos na superfície desses elementos.

e) deixam-se levar pela imaginação e fantasiam histórias maravilhosas que poderiam ter efetivamente acontecido nesses lugares.

Gabarito Oficial: Letra C

Proposta de Recurso

Reproduzamos abaixo o primeiro parágrafo:

O astrônomo lê o céu, lê a epopeia das estrelas. Ora, direis, ouvir e ler estrelas. Que histórias sublimes, suculentas, na Via Láctea. O físico lê o caos. Que epopeias o geógrafo lê nas camadas acumuladas em um simples terreno. Um desfile de Carnaval, por exemplo, é um texto. Por isso se fala de “samba-enredo”: a disposição das alas, as fantasias, a bateria, a comissão de frente são formas narrativas.

Notamos que o sentido de “ler” está associado a decodificar, interpretar realidades. Isso é corroborado até mesmo pelo gabarito assinalado na questão 01, que associa leitura à interpretação de objetos e processos. Portanto, no contexto, ler uma estrela, um terreno ou, até mesmo, uma partida de futebol tem a ver com buscar nesses objetos um significado, um sentido.

Metaforicamente, é como se esses objetos fossem sinais gráficos, que necessitam ser traduzidos e decodificados para o público leigo.

É esse o entendimento presente na letra B, que diz: “encaram tais superfícies como sinais gráficos a serem decodificados ou traduzidos”.

A resposta dada pela banca, no nosso respeitoso entendimento, extrapola o primeiro parágrafo. Em que passagem do primeiro parágrafo se faz presente explícita ou implicitamente algum trecho que dê a entender que a leitura de uma estrela ou de um terreno tem como objetivo entender suas origens e mapear mudanças pelas quais passaram?

Isso posto, julgamos pertinente a troca do gabarito oficial de letra C para letra B.

Possível recurso: questão 9

O texto 1A1-II é uma crônica, gênero que se caracteriza como texto de cunho pessoal, em que se imprimem opiniões e visões de mundo do autor. Considerando-se essa informação, é correto afirmar que, no segundo parágrafo do texto, o autor posiciona-se ao afirmar que

a) a Primeira Guerra Mundial foi um acontecimento europeu.

b) pessoas que assistiram à morte do mundo em 1914 ainda estavam vivas àquela época.

c) a guerra acabou com a belle époque e os hábitos vitorianos.

d) servidão civil feminina era uma questão que ainda perdurava àquela época.

e) alguns hábitos e conceitos anteriores à guerra pareciam eternos

Gabarito Oficial: Letra D

Proposta de Recurso:

A banca considerou que a redação da letra D expressa uma opinião.

Discordamos respeitosamente desse gabarito.

A única justificativa para entender essa redação como um juízo de valor é associar ao advérbio “ainda” um valor subjetivo. No entanto, isso não corresponde à realidade, pois o advérbio “ainda”, no contexto, transmite uma ideia de tempo, independente de opinião. Ao se afirmar que “a servidão civil feminina … ainda perdurava àquela época”, quer-se dizer que a servidão feminina já existia em épocas anteriores e continuava a existir àquela época. Trata-se não de uma opinião, e sim de um fato.

Já na letra E, o emprego do verbo “parecer” dá à redação um valor subjetivo. Ao se afirmar que “alguns hábitos e conceitos anteriores à guerra pareciam eternos”, o atributo “eterno” é resultado de uma percepção do indivíduo – no caso, o autor -, e não de um fato. Trata-se, assim, de uma opinião, pois seu conteúdo está sujeito a contestação.

Isso posto, julgamos pertinente a troca do gabarito oficial de letra D para letra E.

Recurso Matemática TJ PR

Possível recurso: questão 33

Cespe – TJ PR – 2019)

RESOLUÇÃO:

Sobre o ângulo em evidência, temos:

tangente = R/Q

seno = R/P

cosseno = Q/P

A tangente de beta é Q/R, de modo que a multiplicação de tangentes mostrada na alternativa A é:

(R/Q) x (Q/R) = 1

A soma dos 3 ângulos internos do triângulo é 180 graus. A alternativa E apresenta o cosseno desta soma, ou seja, cos(180) = -1. Portanto, este ângulo não tem cosseno positivo como a alternativa mostra.

Assim, entendo que NÃO temos opção de resposta válida na questão.

O Cebraspe divulgou que o gabarito definitivo seria a alternativa B (tangente = R/P). Entretanto, R é o cateto oposto ao nosso ângulo, e P é a hipotenusa. A divisão entre estes dois segmentos é a definição de SENO, e não de tangente. Por este motivo, certamente esta alternativa NÃO pode ser o gabarito. Como as demais também estão incorretas, a questão deve ser ANULADA.

Gabarito Extraoficial: SEM RESPOSTA.


Entrar com recurso para questão objetiva não é tão complicada, e temos 8 ótimas dicas para te ajudar. Mas e a etapa discursiva? A equipe do Direção Concursos montou um artigo sobre como elaborar recurso para a prova discursiva.

gabarito tj pr prova tj pr recurso gabarito tj pr recurso tj pr recursos concurso tj pr

Jornalismo Direção Concursos

Sob a coordenação do professor Arthur Lima e gerência do jornalista Victor Gammaro, a equipe de jornalismo do Direção Concursos te deixa informado sobre tudo que há de mais importante no mundo dos concursos públicos. Temos compromisso com a excelência e rapidez nas notícias, para que o (a) concurseiro (a) fique totalmente informado (a) sobre as oportunidades no funcionalismo público.

Comentários