Concursos Abertos Concursos 2022

Tudo o que você precisa saber sobre dígrafo

Redação Direção Concursos Redação Direção Concursos comentários
25/11/2021, às 16:17 • 7 dias atrás

Alguns conteúdos básicos da Língua Portuguesa são cobrados em diversos concursos. Esse é o caso do dígrafo, que é ensinado nas escolas desde o ensino fundamental.

Por mais que seja simples, o dígrafo causa algumas dúvidas e, neste texto, você poderá saber mais sobre o tema.

O que é dígrafo?

Antes de entender o que é, é essencial conhecer o conceito de fonema. Na Língua Portuguesa, os fonemas representam os sons que permitem a diferenciação das palavras.

De origem grega, a palavra dígrafo designa duas letras que, juntas na mesma palavra, formam o som de apenas uma. Nesse caso, é possível dizer que duas letras compõem um único fonema.

O dígrafo, também, como digrama, é bastante comum na Língua Portuguesa e, por isso, é dividido em dois tipos: os vocálicos e os consonantais. No próximo tópico você encontra mais informações e exemplos de cada um dos tipos.

todos os cursos direção

Quais são os tipos de dígrafo?

Conforme apontado acima, os dígrafos são divididos entre vocálicos e consonantais. Veja:

Vocálicos

Os dígrafos vocálicos acontecem quando a junção de duas letras forma um som vocálico, ou seja, um som de vogal. Nesse caso, as vogais são sucedidas pelas letras N ou M e, por isso, a Língua Portuguesa possui 10 dígrafos do tipo vocálico. Veja os exemplos:

  • am: ambiente
  • an: antena
  • em: sempre
  • en: frente
  • im: impuro
  • in: linda
  • om: ombro
  • on: conto
  • um: nenhum
  • un: mundo

Consonantais

Os dígrafos consonantais, por outro lado, ocorrem quando duas letras, juntas, formam o som de uma consoante. Na Língua Portuguesa, existem 11 dígrafos consonantais. Veja:

  • rr: carroça
  • ss: passeio
  • qu: queijo
  • gu: guilhotina
  • ch: chuva
  • lh: galho
  • nh: pinho
  • xc: excesso
  • xs: exsolução
  • sç: desço
  • sc: descida

Quais são as diferenças entre dígrafo e encontro consonantal?

Uma das dúvidas mais comuns quanto ao dígrafo se refere à sua semelhança com o encontro consonantal. Por mais que se pareçam, os termos têm significados diferentes e, em concursos, é necessário conhecê-las.

Conforme apontado acima, o termo consiste na junção de duas letras que formam um único fonema – ou seja, um único som.

Já no encontro consonantal, como o próprio nome sugere, consiste na junção de duas ou mais consoantes, sem que haja uma vogal. Nesse caso, contudo, mesmo que as consoantes estejam juntas, cada uma representa um fonema diferente. Confira alguns exemplos e veja como os sons são diferentes:

  • Psicologia
  • Advogado
  • Ritmo
  • Torta
  • Absoluto

É válido ressaltar, ainda, que o encontro consonantal pode ser perfeito ou imperfeito. No caso do perfeito, as consoantes não se separam na separação de sílabas. Enquanto isso, no imperfeito, as consoantes são separadas.

Confira mais algumas dicas

Para que você não caia em pegadinhas na hora do concurso, aqui vai algumas dicas:

  • O encontro de QU só é considerado dígrafo quando estiver seguido das letras E ou I;
  • Os encontros de XC e SC só são considerados dígrafos quando estiverem seguidos das letras E ou I;
  • Se houver dúvida se o encontro entre letras é ou não um dígrafo, faça a contagem das letras e, enfim, dos fonemas. Se o número for diferente, trata-se de um dígrafo.

Continue a acompanhar os artigos de nosso site para conferir diversos conteúdos cobrados em concursos públicos.

Assinatura Ilimitada

Já conhece a ferramenta que revolucionou a metodologia de estudos para concursos públicos? Clique na imagem abaixo e veja o que te espera:

concursos publicos
dígrafo gramática portugues em concursos regra gramatical

Redação Direção Concursos

Redação do Direção Concursos. Só passa quem está bem informado. Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de tudo no mundo dos concursos públicos.

Comentários