Concursos Abertos Concursos 2021

Concurso ANM: 150 vagas solicitadas para 2021; saiba mais

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
23/10/2020, às 10:05 • 1 mês atrás

Mais uma seleção federal pode ter edital publicado no próximo ano. A Agência Nacional de Mineração (concurso ANM) fez o pedido ao secretário de Economia, Wagner Lenhart, em ofício assinado no último dia 16/10.

Segundo informações, a Agência espera conseguir incluir esse pedido junto ao Ministério da Economia, visto que anteriormente já havia sido protocolado um outro pedido, para o provimento de apenas 40 vagas.

  • “Mais amplo, visando suprir sua demanda na área finalística”, diz a entidade.

Concurso ANM: aval é aguardado

Porém, a Agência Nacional de Mineração destaca que esse segundo pedido não possui cadastro permitido, por causa da primeira solicitação de vagas. Confira a seguir.

  • “Destaca-se que este último pedido de concurso, que não temos conseguido cadastrar, solicita nomeação para o ano de 2022, estando, portanto, dentro dos prazos legais estabelecidos”.

O protocolo seguiu para a análise de Lenhart no dia 19 de outubro e, segundo o jornal Folha Dirigida, que teve acesso a parte do pedido, o cargo ofertado será o de especialista.

Primeiro pedido

O primeiro pedido, visando ao preenchimento de 40 vagas, teria provimento escalar no órgão, na área de barragens, sendo 20 dessas vagas ocupadas em 2021 e as demais em 2022.

Segundo pedido

Já no caso do segundo pedido, a ANM quer preencher 150 cargos vagos na carreira de especialista em recursos minerais. As nomeações se dariam apenas em 2020 e, segundo o órgão, a aprovação tem caráter de urgência.

  • “Considerando o grave déficit de pessoal da Agência, que vem sendo acompanhado pelos órgãos de controle (CGU, TCU) e pelo Ministério Público, é imprescindível que a Agência consiga formalizar seu pedido de concurso, mas a solução tecnológica utilizada para este fim tem nos impedido“, diz o ofício enviado ao ME.

A divisão das 150 vaga se daria assim:

  • Engenheiro de minas, com 70 vagas
  • Geólogo, com 50 vagas
  • Contador/Economista, com 20 vagas
  • Bacharel em Direito, com 5 vagas
  • Estatístico, com 5 vagas

Ambas as especialidades exigem formação em nível superior de escolaridade variando entre as áreas de engenharia, geologia, contabilidade, economia, direito e estatística.

Ministro garantiu orçamento

De acordo com o Diário do Comércio, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou, em Belo Horizonte, que o orçamento da Agência Nacional de Mineração (ANM) será mantido em 2021.

A promessa é de que o órgão mantenha o seu orçamento preservado e seja capaz de cumprir o seu papel institucional, como reguladora e fiscalizadora das atividades minerárias no Brasil.

  • “Devemos lembrar que a ANM foi a última agência reguladora a ser criada, apenas no fim de 2018, e, logo depois tivemos a tragédia de Brumadinho. Logo de cara foi formada uma comissão para cuidar da questão das barragens. A ANM é uma prioridade para esse governo e não faltarão recursos o trabalho dela como um todo e, especialmente, a fiscalização”, disse.

Motivação e disciplina

Está te faltando motivação e disciplina? São dois fatores que mudam o seu destino no mundo dos concursos. Confira a dica rápida do professor Ronaldo Fonseca:

Concurso ANM: pedido feito em 2018

No ano de 2018, o órgão já havia feito pedido similar, encaminhando à solicitação ao Ministério da Economia para que fossem autorizadas 598 vagas nas carreiras de especialista, técnico em mineração, analista e técnico (ambos administrativos).

  • Especialista em recursos minerais: 290 vagas;
  • Técnico em atividades de mineração: 135 vagas;
  • Analista administrativo: 118 vagas;
  • Técnico administrativo: 55 vagas.

Porém, a ANM voltou atrás e fez uma análise mais técnica acerca das prioridades que existem no órgão.

  • “Ciente do contexto político-econômico pelo qual passa o país e na perspectiva de buscar um alinhamento com as diretrizes de Governo, sem, contudo, comprometer o alcance das atividades-fim para a qual foi criada”, salientou.

Atualmente, há no órgão mais de 1.300 cargos vagos e esse deficit foi apontado pelo TCU (Tribunal de Contas da União), em 2015, após a tragédia em Mariana (MG) na Barragem do Fundão.

Concurso ANM 2010

A ANM teve último edital publicado em 2010, com a banca Instituto Movens como organizadora. À época, foram ofertadas 256 vagas para provimento imediato nos cargos de analista e técnico administrativos, além do cargo de especialista em recursos minerais.

O concurso ANM 2020 teve duas etapas, sendo a primeira de provas objetivas e a segunda de provas discursivas. A primeira contou com 40 questões de conhecimentos básicos e específicos.

O salário variava entre os valores de R$ 2.219,35 a R$ 8.267,46 e as especialidades oferecidas em cada cargo foram as seguintes:

  • Analista Administrativo
    • Gestão Institucional (60),
    • Biblioteconomia (9),
    • Contabilidade (4),
    • Direito (4), Gestão de Pessoas (2),
    • Manutenção Predial (2),
    • Especialista em Recursos Minerais – Auditoria Externa (12),
    • Desenvolvimento e Economia Mineral (5),
    • Engenharia de Minas (40),
    • Geologia (29), Geologia e Mineração (19),
    • Tecnologia da Informação Mineral (6);
  • Técnico Administrativo
    • Administrativo (52),
    • Contabilidade (4),
    • Técnico de Mineração – Agrimensura e Topografia (1),
    • Geologia, Mineração (16),
    • Manutenção de Banco de Dados (1)

Disciplinas

Entre as disciplinas exigidas nos cargos previstos em edital, estavam previstas as listadas a seguir:

  • Conhecimentos Básicos
    • português
    • constitucional
    • administrativo
    • legislação específica
  • Conhecimentos Específicos (nível superior)
    • teorias administrativas
    • organização e métodos
    • gestão de processos
    • processo decisório
    • administração patrimonial e de materiais
    • marketing e comunicação administrativa
    • clima e cultura organizacional
    • administração pública
    • plano plurianual e orçamento público
    • licitações e contratos administrativos
    • convênios e contratos
    • recursos humanos
    • ética e responsabilidade socioambiental
  • Conhecimentos Específicos (nível médio)
    • administração pública
    • recursos humanos
    • arquivologia
    • ética e responsabilidade socioambiental
  • Conhecimentos Específicos (Direito)
    • constitucional
    • administrativo
    • civil
    • processo civil
    • tributário
    • comercial
    • financeiro e econômico
    • trabalho
    • processo do trabalho
    • previdenciário
    • consumidor
    • legislação específica

Black November – 18 meses de acesso com valor exclusivo

O Black November do Direção está sendo um sucesso e agora chegamos ao 3º lote! Você adquire sua assinatura ilimitada pelo valor de 12x de R$ 74,90 e garante 18 meses de acesso. É mole? É sim!

A melhor decisão para o seu ano de 2021 começa agora com uma nova experiência em estudos para concursos: uma plataforma totalmente integrada e com tecnologia avançada.

Resumo concurso ANM

notícias concurso aNM

As principais notícias do mundo dos concursos públicos em um lugar. Conheça o canal Direção News e se inscreva: clique aqui e confira!

ANM concurso anm concurso federal concursos federais

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.