Concursos Abertos Concursos 2022

Concurso Funai: entidade autoriza 776 vagas temporárias

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
21/09/2021, às 09:00 • 1 mês atrás


				<![CDATA[]]>

A Fundação Nacional do Índio (concurso Funai) está autorizado a preencher 776 vagas temporárias em 2021. Esse aind não é o tão esperado certame para efetivos na instituição.

Não custa lembrar que um novo edital para efetivos é prioridade da atual gestão. A informação foi confirmada pelo coordenador-geral de gestão de pessoas (CGGP).

Para saber mais sobre o edital de temporários clique aqui!

Concurso Funai: edital solicitado em 2020

O pedido com 826 vagas foi enviado em abril de 2020, para o provimento de diversos cargos, sendo os principais os de agente em indigenismo, de assistente social, indigenista especializado e engenheiro (diversas especialidades).

A previsão para a publicação do edital, inicialmente confirmada à equipe de jornalismo do Direção Concursos (veja aqui), era até junho de 2021. As vagas solicitadas foram para os seguintes cargos:

  • Agente em Indigenismo (médio com 502 vagas)
  • Administrador (superior com 23 vagas)
  • Antropólogo (superior com 19 vagas)
  • Arquiteto (superior com 02 vagas)
  • Arquivista (superior com 05 vagas)
  • Assistente Social (superior com 40 vagas)
  • Bibliotecário (superior com 06 vagas)
  • Contador (superior com 16 vagas)
  • Economista (superior com 03 vagas)
  • a) Engenheiro (superior com 17 vagas)
  • b) Engenheiro Agrônomo (superior com 27 vagas)
  • c) Engenheiro Florestal (superior com 05 vagas)
  • Estatístico (superior com 04 vagas)
  • Geógrafo (superior com 03 vagas)
  • Indigenista Especializado (superior com 112 vagas)
  • Médico Veterinário (superior com 02 vagas)
  • Pesquisador (superior com 11 vagas)
  • Psicólogo (superior com 04 vagas)
  • Sociólogo (superior com 12 vagas)
  • a) Técnico em Assuntos Educacionais (superior com 02 vagas)
  • b) Técnico em Comunicação Social (superior com 10 vagas)
  • Zootecnista (superior com 01 vagas)
senado e mais
Confira os cursos do Direção para este concurso

Concurso Funai: órgão esclarece detalhes em entrevista

Em meio à expectativa pela autorização, a equipe de jornalismo do Direção Concursos procurou o órgão para obter maiores esclarecimentos a respeito do andamento do processo que prevê a autorização do edital.

Já de antemão, o órgão adiantou que “foram iniciadas tratativas no âmbito da fundação para um novo pedido de concurso público para 2022, caso não haja autorização no ano corrente”.

Além disso, a Funai afirmou que houve reiteração do pedido encaminhado ao Ministério da Economia e, caso não seja possível a autorização da integralidade das vagas requeridas, a fundação solicitou a autorização para realização de concurso público a fim de recompor vacâncias.

Veja detalhes aqui!

Últimas nomeações do concurso Funai

Em portaria assinada no dia 25 de janeiro de 2019, 101 cargos de indigenista especializado e um de engenheiro civil serão preenchidos em breve. Os convocados serão do concurso Funai 2016.

Segundo dados da Funai, em dezembro de 2018, 1888 servidores faziam parte do quadro de pessoal. Entretanto, há a previsão de aposentadoria de mais de 600 funcionários até 2020.

“Temos em nosso quadro servidores muito competentes, mas precisamos de mais técnicos para garantir um serviço ágil e de qualidade aos mais de 900 mil indígenas brasileiros. A chegada desses servidores é muito bem-vinda“, comemorou Franklimberg de Freitas, presidente da Funai.

Salários Funai

Atualmente, Indigenistas especializados na área superior ganham, de remuneração inicial, de R$ 5.962,87 até R$ 6.693,87.

Os salários finais podem chegar a até R$ 9.518,54. A remuneração é formada pelo vencimento básico e pela Gratificação de Desempenho de Atividade Indigenista (GDAIN).

Veja na tabela abaixo:

Concurso Funai

Em novembro de 2018, o Ministério Público Federal entrou com um pedido para novo concurso público na Funai. O motivo apresentado foi o déficit de pessoal no órgão, de praticamente 65% do efetivo ideal.

Também foi requisitado que 220 aprovados em 2016 fossem convocados. Os 102 chamados por Bolsonaro fazem parte desta lista.

O último concurso Funai ocorreu em 2016. Na época, o requisito para participar do certame de Indigenista foi nível superior em qualquer área. Também existiam vagas para formações específicas.

Confira as vagas ofertadas em 2016:

A banca Esaf foi responsável pelo concurso. Os vencimentos variaram de R$ 5.345,02 a R$ 6.330,31. A relação entre candidatos e o número de vagas ficou da seguinte maneira:

Conteúdo concurso Funai

Em 2016, as provas foram objetivas e eram compostas por 85 questões, divididas entre conhecimentos gerais e conhecimentos específicos.

  • Conhecimentos Gerais(comuns a todos os cargos)
  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico e Quantitativo
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Legislação Indigenista
  • Informática Básica
  • Administração Pública
  • Conhecimentos Específicos (varia com a área de atuação)

Além disso, os candidatos também foram submetidos a avaliações discursivas, etapa de caráter eliminatório e classificatório, bem como as provas objetivas.

A prova foi aplicada um dia depois da avaliação objetiva. Nesta etapa, o candidato teve de responder a uma questão que abordava um Estudo de Caso, com mínimo de 45 e máximo de 60 linhas.

Resumo

  • situação: aguardando parecer do Ministério da Economia
  • banca: indefinida
  • escolaridade: nível médio e nível superior
  • remuneração: até mais de R$ 6 mil
  • vagas: 826 previstas
  • cargos: diversos
  • Último edital Funai
  • Cursos completos aqui!

Assinatura Ilimitada

Prepare-se para a sua aprovação de maneira mais ágil, enxuta e completa com o incrível PDF 2.0: fruto da parceria entre Direção e Qconcursos, a plataforma proporciona uma nova experiência em estudos para concursos, totalmente integrada, com tecnologia avançada e que te dará a segurança de estar a cada dia mais próximo do seu sonho de passar em concurso público.

Para receber todas as notícias sobre concursos públicos, salve o nosso número e envie uma mensagem com sua(s) área(s) preferida(s) de estudo.

concurso funai concursos concursos 2019 concursos públicos funai jair bolsonaro

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.