Concursos Abertos Concursos 2021

Concurso Ministério da Economia: contrato assinado; 100 vagas

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
13/01/2021, às 09:25 • 1 semana atrás

O concurso Ministério da Economia tornou público o Extrato de Contrato com o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB), banca organizadora do novo edital.

O processo seletivo será destinado ao preenchimento de 100 vagas temporárias e o documento pode ser conferido a seguir:

As oportunidades serão destinadas a candidatos de níveis médio e superior em diversas especialidades, com salários inicias de até R$ 6.130,00. A informação foi publicada no DOU desta segunda-feira (4).

Panorama

Com a contratação da empresa o edital poderá ser divulgado a qualquer momento. As vagas serão divididas da seguinte forma:

Coordenador de análise de prestação de contas4
Analista de prestação de contas48
Agente de apoio de prestação de contas8
Analista de Instauração de tomada de contas especial40

Durante este ano de 2020, dois editais para provimento de vagas temporárias foram abertos pela pasta. O primeiro veio ofertando 350 vagas e o segundo, 39 vagas.

Ambos tiveram a banca Cebraspe como organizadora e as vagas ofertadas são para cargos da área de Tecnologia da Informação, Direito e Arquivologia.

Os salários pagos aos novos agentes públicos variavam de R$ 6,3 mil a R$ 8,5 mil.

Os dois editais previram provas na modalidade CERTO e ERRADO, clássica da banca, onde uma assertiva errada anula uma assertiva correta.

Foram 120 itens totais, divididos entre aqueles de conhecimentos gerais e aqueles de conhecimentos específicos.

Veja aqui como foi a última prova

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre concursos públicos? O Direção Concursos preparou um grupo no telegram com as principais notícias. Clique aqui e participe!

Concurso Ministério da Economia: órgão estuda edital para efetivos

O Ministério da Economia estuda a realização de um novo concurso para o preenchimento de vagas efetivas em seu quadro de servidores (concurso Ministério da Economia).

A informação foi confirmada pelo próprio órgão no dia 12 de novembro à equipe de jornalismo do Direção Concursos em resposta ao questionamento encaminhado a possível solicitação da realização de um novo concurso.

Veja maiores detalhes da resposta encaminhada clicando na imagem abaixo:

Concurso Ministério da Economia para efetivos
Concurso Ministério da Economia efetivos

Resumo

  • Situação: banca definida
  • Banca: IDIB
  • Vagas: 100 vagas temporárias
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Salários: entre R$ 3.800,00 e R$ 6.130,00
  • Último edital

Assinatura Ilimitada: 8 meses grátis

O ano de 2021 chegou e com ele vieram novas metas, oportunidades e a tão sonhada chance de aprovação nas mais diversas áreas.

Até o dia 19 de janeiro, você pode adquirir a Assinatura Ilimitada por 12 parcelas de R$ 79,90 e levar de bônus mais OITO meses de acesso. São mais de 320 cursos para certames de todas as áreas de atuação.

Detalhe: o assinante terá uma oportunidade DE OURO ainda em janeiro: fique atento!

Clique abaixo e adquira já o material mais moderno e completo do mundo dos concursos, fruto da parceria entre Direção e QConcursos:

Você já sabe o que o PDF 2.0 que todo mundo está comentando? O professor Ronaldo Fonseca preparou um vídeo com todas as explicações sobre essa ferramenta que vai fazer toda a diferença na sua preparação:

As principais notícias do mundo dos concursos públicos em um lugar. Conheça o canal Direção News e se inscreva: clique aqui e confira!

concurso ministério da economia edital concurso ministério da economia processo seletivo ME vagas ministério da economia

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.