Concursos Abertos Concursos 2021

Concurso PC RN: edital muito próximo; governo disponibiliza recurso

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
16/09/2020, às 09:00 • 1 semana atrás

O Diário Oficial do Rio Grande do Norte publicou o Extrato do Termo de Execução Descentralizada, com vistas à realização do concurso PC RN (Polícia Civil) para os cargos de delegado, agente e escrivão.

Segundo a publicação, o valor estima dos recursos é de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões), os quais deverão ser desembolsados 40% no corrente ano (2020) e o restante no exercício financeiro de 2021.

O Termo terá vigência a partir da data de sua assinatura e será válido por 12 meses.

Esse é mais um grande passo rumo à publicação do tão esperado edital, para provimento de cargos vagos no órgão de polícia. A previsão é que até 31 de outubro o documento seja divulgado.

senado e mais
Confira os cursos do Direção para o concurso PC RN

Concurso PC RN: banca FGV foi confirmada!

Na segunda semana de setembro, uma notícia abalou os candidatos a uma das 301 vagas no concurso PC RN.

Apesar de favorita, a banca Cebraspe não garantiu vaga e a organização ficou a cargo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

As vagas ficam divididas assim:

  • Delegado: 47 vagas;
  • Agente: 230 vagas;
  • Escrivão: 24 vagas

Governadora garante edital em 2020

Através das redes sociais, a governadora Fátima Bezerra garantiu edital e provas o mais breve possível. “Isso era um sonho da Polícia Civil e da população do Rio Grande do Norte, pois o concurso PC RN agora é uma realidade. Vai sair”, disse.

Portando, é bom os candidatos intensificarem suas preparações. Até 31 de outubro, de acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta, o edital da Polícia Civil estará na praça.

Concurso PC RN: salários e possíveis etapas

O concurso PC RN tem salários iniciais que podem chegar ao valor de até R$ 16.760,00. Isso é o que se paga aos delegados. Porém, com a reestruturação dos cargos, agentes e escrivães também tiveram um ótimo aumento.

Em novembro de 2019, a remuneração inicial aumentou para R$ 4.731,00 para esses cargos, graças a aprovação dessa reestruturação de cargos. Já passou da hora de manter o foco na seleção.

Provas de 2009

Naquele ano, foram ofertadas 438 vagas divididas entre os três cargos já citados. A banca responsável foi a Cespe e o concurso PC RN contou com as seguinte etapas, a depender do cargo escolhido. Veja:

  • Delegado Substituto e agente
    • a) Prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório
    • b) Prova escrita discursiva, de caráter eliminatório
    • c) Avaliação física, de caráter eliminatório
    • d) Exame psicotécnico, de caráter eliminatório
    • e) Curso de Formação, de caráter eliminatório
  • Escrivão
    • a) Prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório
    • b) Prova escrita discursiva, de caráter eliminatório
    • c) Prova prática – Operação de microcomputador, de caráter eliminatório
    • d) Exame psicotécnico, de caráter eliminatório
    • e) Curso de Formação. de caráter eliminatório

Assinatura ilimitada

Com a Assinatura Ilimitada, você terá acesso a vários pacotes completos de cursos para concursos públicos de diversos órgãos e esferas.

Não só isso, mas você utilizará da nossa ferramenta inédita e exclusiva: o PDF 2.0. Todos os problemas que um concurseiro pode imaginar, o PDF 2.0 resolve. Ainda há a opção de pagamento recorrente!

Então, clique abaixo e confira:

Resumo

  • Situação: banca definida
  • Cargos: Delegado, Agentes e Escrivães
  • Salário inicial : R$ 9.185,40 (delegados) e R$ 3.755,00 (agentes e escrivães)
  • Nível: superior em qualquer área
  • Último concurso: 2008 (Cespe/Cebraspe)
  • Banca: FGV
  • Vagas: 301 + CR
  • Último edital aqui
  • Cursos completos aqui
Notícias concurso PC RN

As principais notícias, avisos de eventos e dicas de estudo estão no Instagram do Direção Concursos: clique e confira!

carreira policial concurso estadual concurso PC RN concursos estaduais pc rn

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.