Concursos Abertos Concursos 2020

Concurso PC RN: certame sai da PGE; parecer técnico é aguardado

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
05/11/2019, às 17:47 • 2 semanas atrás


				<![CDATA[]]>

Nesta terça-feira (5/11), o processo do concurso PC RN saiu da PGE. De acordo com a diretora da Associação de Delegados da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, o concurso PC RN se encontrava na Procuradoria Geral do Estado, esperando um parecer técnico a respeito da contratação da banca.

Agora, o processo se encontra na Secretaria de Administração e Recursos Humanos.

O edital está previsto para novembro. O certame será para 302 vagas:

  • Delegado – 41
  • Escrivão – 26
  • Agente – 235

Confira um apanhado geral sobre o concurso PC RN

Em março de 2019 o site da Polícia Civil do RN confirmou edital para o segundo semestre deste ano.

PC RN se reuniu para definir próximas etapas do concurso PC RN

A Delegada-geral da PC RN, Ana Cláudia Saraiva, reuniu-se, na manhã da quarta-feira (13/3/2019), com a Secretária de Administração e Recursos Humanos do Estado (SEARH), Virgínia Ferreira, e com o presidente da Comissão de Concurso da Polícia Civil, José Ediran Magalhães, a fim de traçar metas que darão continuidade ao concurso PC RN 2019.

Edital no segundo semestre de 2019

A expectativa é que o edital seja publicado no segundo semestre. Por essa razão, uma reunião foi agendada com o objetivo de definir providências relacionadas à escolha da empresa que realizará o concurso.

Confira neste link a notícia publicada no site PC RN.

Comissão de concurso reformulada

Após a primeira comissão ser desfeita e a licitação da banca organizadora revogada, o concurso PC RN volta ao começo e tem previsão de edital ainda este ano. Foi publicada, no Diário Oficial, a reformulação da comissão para analisar e revisar o projeto básico do concurso.

Confira nossos cursos da área policial e seja aprovado!

Entenda o que aconteceu

A realização do concurso PC RN para Delegado, Agente e Escrivão estava autorizado desde 2016 e previsto para 2017. A primeira comissão foi formada em novembro, pela portaria 770 de 4 de novembro de 2016.

Porém, o Ministério Público do Estado recomendou suspender as ações feitas pela comissão após averiguar irregularidades no processo.

Na época, a banca já estava escolhida: o Instituto Acesso. Mas, assim como a portaria da comissão, a licitação foi revogada.

Agora, a comissão foi reformulada e o concurso volta ao começo. O processo de escolha da banca, divulgação dos documentos, regras da seleção, tudo será reexaminado, mas a previsão é de edital ainda este ano.

Déficit de pessoal

Segundo um levantamento realizado pelo portal G1, através de dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação, o Rio Grande do Norte é um dos estados que possui o maior déficit de pessoal em segurança.

De acordo com a Lei Complementar 417 de 31 de março de 2010, o estado deveria ter 4.000 agentes, 350 delegados e 800 escrivães. Mas a realidade é diferente: são, atualmente, 1.065 agentes, 174 delegados e 188 escrivães.

Sobre os cargos na PC RN

No último concurso PC RN, foram ofertadas 68 vagas para Delegado, 263 para Agente de Polícia e 107 (6 para PcD) para Escrivão.

Na época, a remuneração era de R$ 7.857,18 (Delegado) e R$ 2.085,78 (Agente de Polícia e Escrivão). Em janeiro de 2009, porém, com o reajuste, os salários iniciais aumentaram.

Um Escrivão, por exemplo, começaria com R$2.500,13 e chegar até a R$ R$4.234,00 pela progressão de carreira. Veja abaixo a tabela de progressão de valores:

Além disso, segundo o art. 154 do Estatuto dos Policias Civis do Rio Grande do Norte, o servidor ainda tem direito a salário-família, auxílio-funeral, auxílio-natalidade, auxílio-reclusão, pensão e recompensa.

Remuneração atual

Último concurso PC RN

As etapas da última prova PC RN contou com prova objetiva, discursiva, avaliação física (somente para Delegado e Agente de Polícia), prova prática (somente para Escrivão), exame psicotécnico e curso de formação.

A avaliação física foi composta por barra, flexão, abdominal e corrida de doze minutos. Os requisitos foram diferentes para homens e mulheres. Veja abaixo:

Aprovados em todas as etapas, foram convocados para o curso de formação os classificados: até a 90ª posição, para Delegados; até a 320ª, para Agente; até 130ª para Escrivão (até a 7ª para PcD)

Conhecimentos para a prova

Todos os cargos exigiram os conhecimentos básicos em Língua Portuguesa, Noções de Informática e Atualidades.

LÍNGUA PORTUGUESA

1 compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regência nominal e verbal. 11 Significação das palavras.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

1 Conceitos básicos de informática. 2 Sistemas Operacionais LINUX. 3 BR Office: Editores de textos (Writer) e planilhas eletrônicas (Calc). 4 Conceitos de Internet e ferramentas comerciais de navegação, de correio eletrônico, de busca e pesquisa.

ATUALIDADES

Domínio de tópicos atuais e relevantes de diversas áreas, tais como política, economia, sociedade, educação, tecnologia, energia, ecologia, relações internacionais, desenvolvimento sustentável e segurança pública, suas inter-relações e suas vinculações históricas.

Para os conhecimentos específicos, foram pedidos:

Acesse as provas completas aqui

Resumo concurso PC RN 2019

  • Cargos: Delegado, Agentes e Escrivães
  • Salário inicial : R$9.185,40 (delegados) e R$ 2.500,13 (agentes e escrivães)
  • Último concurso: 2008 (Cespe/ Cebraspe)
  • Banca: a definir (provável Cespe/ Cebraspe)
  • Vagas: a definir
  • Situação: autorizado
  • Último edital aqui

Conheça nossos cursos para a área policial

concurso 2019 policia civil concurso 2019 rn concursos 2019 concursos natal 2019

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.