Concursos Abertos Concursos 2020

Concurso Prefeitura de São Paulo: prefeito sanciona lei; 570 vagas e até R$ 8,5 mil iniciais

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
31/07/2020, às 09:20 • 4 dias atrás

Em 2019, um Projeto de Lei foi enviado à Câmara de Vereadores de São Paulo, prevendo um concurso inédito no município (Concurso Prefeitura de São Paulo), com a criação de 570 vagas, teve desfecho positivo na Casa Legislativa.

Em 30 de julho de 2020, o texto foi aprovado pelo prefeito Bruno Covas. A reorganização administrativa inclui a extinção, transformação e criação de entidades. A nova legislação torna a estrutura da Administração enxuta, porém robusta, promovendo uma parceria entre o setor público e o setor privado.

Quer saber mais sobre esse concurso? Esta matéria irá trazer tudo que você precisa saber, mas antes quer deixar um recado, para aqueles que pretendem estudar com os melhores materiais e professores, pagando um valor que cabe no seu bolso:

Assinatura ilimitada

Com a Assinatura Ilimitada, você terá acesso a vários pacotes completos de cursos para concursos públicos de diversos órgãos e esferas.

Não só isso, mas você utilizará da nossa ferramenta inédita e exclusiva: o PDF 2.0. Todos os problemas que um concurseiro pode imaginar, o PDF 2.0 resolve. Ainda há a opção de pagamento recorrente!

Então, clique abaixo e confira:

Concurso Prefeitura de São Paulo

Com a reestruturação, a Prefeitura vai fortalecer o poder regulatório e de indução da Administração Municipal com a criação da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de São Paulo, a SP Regula, e uma remodelação para dar lugar à São Paulo Investimentos e Negócios, a SPIN.

Das 22 entidades existentes, foram extintas 8 entidades e criada a agência SP Regula.

Segundo o prefeito Bruno Covas, o projeto de lei sancionado foi enviado à Câmara Municipal ano passado e amplamente discutido pela sociedade pelos vereadores e vereadoras.

“Estamos enxugando para absorver, dentro da administração direta, vários serviços e ações desenvolvidas pela administração indireta e a ideia não é deixar de prestar nenhum serviço, mas enxugar a máquina pública”, explicou Covas.

A primeira reorganização, de acordo com o prefeito, deve ocorrer na Autarquia Hospital Municipal (AHM) com criação de espaço dentro da própria Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para fazer o mesmo serviço.

Vagas

Serão 570 vagas, divididas da seguinte maneira:

  • Cargos de nível médio: 400 vagas;
  • Cargos de nível superior: 170 vagas.

Falando sobre dinheiro

A remuneração inicial dos cargos pode chegar ao valor de até R$ 8,500 e essa é mais uma excelente oportunidade no serviço público de São Paulo. Vale salientar que os procedimentos para essa nova seleção devem ser iniciados já em 2021.

Cursos da área
Confira os cursos do Direção para esta área de estudos

Concurso Prefeitura de São Paulo: SP Regula

Das 570 vagas previstas na Prefeitura de São Paulo, 550 serão destinadas à nova Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de São Paulo (SP Regula), que terá as seguintes atribuições no município:

  • cumprir e fazer cumprir a legislação e demais normativos aplicáveis relacionados ao serviço municipal delegado, incluindo instrumentos de delegação do serviço público;
  • garantir a aplicação do princípio da isonomia ao uso do serviço municipal delegado;
  • receber reclamações dos usuários;
  • aplicar sanções legais;
  • buscar a modicidade de tarifas e demais contraprestações.

Assim, as 550 vagas serão distribuídas em dois cargos: técnico em fiscalização de serviços públicos (400) e analista de regulação de serviços públicos (150). As escolaridades exigidas serão as dos níveis médio e superior, respectivamente.

Serão pagos os valores iniciais de R$ 2.800 (técnico) e R$ 8.500 (analista), com progressão salarial que pode atingir R$ 6.390 e R$ 17.278 em final de carreira. Confira abaixo:

  • Carreira – Técnico em fiscalização de serviços públicos
    • Classe A, nível I – R$ 2.800;
    • AII – R$ 2.912;
    • AIII – R$ 3.028;
    • AIV – R$ 3.150;
    • BI – R$ 3.650;
    • BII – R$ 3.796;
    • BIII – R$ 3.947;
    • B IV – R$ 4.150;
    • C I – R$ 4.605;
    • CII – R$ 4.790;
    • CIII – R$ 4.981;
    • C IV – R$ 5.180;
    • DI – R$ 5.680;
    • DII – R$ 5.908;
    • DIII – R$ 6.144;
    • DIV – R$ 6.390.

  • Carreira – Analista de regulação fiscalização de serviços públicos
    • AI – R$ 8.500;
    • AII – R$ 8.840;
    • AIII – R$ 9.103;
    • AIV – R$ 9.460;
    • BI – R$ 10.460;
    • BII – R$ 10.878;
    • B III – R$ 11.314:
    • BIV – R$ 11.766;
    • CI – R$ 12.766;
    • CII – R$ 13.277;
    • CIII – R$ 13.808;
    • CIV – R$ 14.360;
    • DI – R$ 15.360;
    • DII – R$ 15.975;
    • DIII – R$ 16.613;
    • DIV – R$ 17.278.

Também foi aprovada a criação de 20 vagas para o quadro de pessoal da SP Investe, Agência Paulistana de Desenvolvimento e Investimentos. O cargo de Analista de Investimentos para R$ 8.500 iniciais e exige nível superior.

A tabela de progressão salarial é a mesma do Analista servidor da SP Regula.

Concurso Prefeitura de São Paulo 2018

Em 2018, foi publicado o último concurso para Prefeitura de São Paulo aconteceu, ofertando 168 vagas de nível superior, distribuídas da seguinte maneira:

  • 34 para Engenheiro Civil
  • 2 para Engenheiro do Trabalho
  • 14 para Agrônomo
  • 10 para Engenheiro Florestal
  • 58 para Arquiteto
  • 50 para Analista de Planejamento e Desenvolvimento Organizacional (Ciências Contábeis)

À época, foram aplicadas provas objetivas e discursivas, de caráter eliminatório e classificatório. A provas objetiva trouxe 80 questões, distribuídas em:

  • 15 de Português;
  • 5 de Raciocínio Lógico-Matemático;
  • 10 de Realidades Municipais;
  • 10 de Administração Pública;
  • 50 de Conhecimentos Específicos;

Resumo concurso Prefeitura de São Paulo

  • Situação: aprovado
  • Banca: não definida
  • Cargos: técnico e analista
  • Vagas: 570
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Salários: Até R$ 8500,00 iniciais
  • Ano: 2021
Concurso Municipal concurso prefeitura de são paulo concursos municipais prefeitura de são paulo

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.