Concursos Abertos Concursos 2022

Concurso Sefaz BA: FGV é a banca; edital em dezembro com 49 vagas

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
14/10/2021, às 10:09 • 2 semanas atrás

Mais um passo dado em direção à publicação do edital do concurso Sefaz BA (Secretaria de Fazenda da Bahia). A banca organizadora da seleção foi definida por dispensa de licitação.

A vencedora foi a FGV (Fundação Getúlio vargas). Na mesma informação, a Secretaria de Fazenda informa que o edital deverá ser publicado em dezembro deste ano. Confira:

O órgão explica que a escolha da entidade se dá devido à experiência na organização do concurso Sefaz BA para o cargo de auditor, que teve edital publicado em 2019.

Para ser um futuro Auditor Fiscal é preciso um material completo e direcionado. E o melhor é que a Black Friday do Direção está chegando. Montamos um grupo VIP para que você não perca a abertura dos “portões”. Vai ser uma chance, realmente, única de ter tudo de que precisa em um único lugar. Se eu fosse você já entraria nessa lista agora mesmo, por aqui.

O contrato entre as partes é de 240 dias. Veja a nota na íntegra:

  • “O Governo da Bahia acaba de definir a empresa organizadora do concurso público para agente de tributos do Estado. A empresa contratada é a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que possui experiência na organização e gestão de exames, concursos e avaliações para diversas instâncias da administração pública e do setor privado, em âmbito nacional e internacional.
  • O próximo passo é a publicação do edital, que deve ocorrer até a primeira quinzena de dezembro deste ano. Ao todo, serão ofertadas 49 vagas para agente de tributos estaduais, com ingresso em 2022.
  • O concurso para agente de tributos da Sefaz-BA integra as diretrizes da administração baiana para aprimorar a gestão financeira estadual. Neste mesmo sentido, o Governo da Bahia concluiu este ano a nomeação dos candidatos aprovados no concurso público para auditor fiscal, da mesma Pasta. Ao todo, foram três nomeações: 26 candidatos no último mês de maio, 20 candidatos em janeiro deste ano e 25 candidatos em setembro do ano passado.
  • Iniciativa conjunta da Secretaria da Administração (Saeb) e Sefaz-BA, o concurso para auditor fiscal foi lançado em fevereiro de 2019, sob a organização da Fundação Carlos Chagas (FCC), com vagas para as áreas de Administração, Finanças e Controle Interno, de Tecnologia da Informação e de Administração Tributária. O resultado final e a homologação do certame foram divulgados no dia 17 de dezembro do mesmo ano”.

O concurso Sefaz BA está autorizado para o provimento de 49 vagas no cargo de agente de tributos, cujo salário base é de R$ 1.600 somado com a Gratificação de Atividade Fiscal (GAF) de R$ 7 mil, além de uma Gratificação de Exercício Funcional de R$ 1.700 e PDF de R$ 3.100. Assim, o valor chega a R$ 13.400.

O Direção Concursos também preparou um grupo no Telegram com as principais notícias voltadas para a área fiscal. Clique aqui e participe!

Salário acima da média do Brasil significa que você deve estar preparado acima da média. A Assinatura Ilimitada te ajuda nessa caminhada. Toda a qualidade do Direção aliada ao que o QConcursos tem de melhor: você só encontra aqui. Clique, inscreva-se e economize dinheiro.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Captura-de-Tela-2021-10-06-a%CC%80s-05.55.00-1024x155.png

O que fazem os agentes de tributo?

Um agente de tributos aprovado em concurso Sefaz BA é responsável pelos seguintes atos:

  • I – arrecadar receitas estaduais;
  • II – planejar, coordenar e executar atividades de fiscalização de receitas estaduais, observado o Anexo II desta Lei;
  • III – constituir créditos tributários, limitando-se ao trânsito de mercadorias e à fiscalização de estabelecimentos de microempresas e de empresas de pequeno porte que sejam optantes pelo Simples Nacional;
  • II – executar procedimentos de fiscalização de receitas estaduais no trânsito de mercadorias, sob coordenação do Auditor Fiscal;
  • III – executar atividades de monitoramento de contribuintes de baixa capacidade contributiva;
  • IV – efetuar vistorias e diligências para coleta de informações e documentos;
  • V – realizar contagem física de estoques e examinar a respectiva documentação fiscal;
  • VI – coordenar e executar atividades de apoio técnico especializado na área tributária;
  • VII – executar atividades de captação, guarda e distribuição dos recursos públicos estaduais;
  • VIII – executar atividades de administração das aplicações no mercado financeiro dos recursos públicos estaduais, da dívida pública estadual e do patrimônio de títulos mobiliários do Estado;
  • IX – executar atividades relativas à operacionalização do sistema financeiro e de contabilidade;
  • X – efetuar a execução orçamentária, financeira, patrimonial e contábil do Estado;
  • XI – subsidiar a elaboração da programação financeira do Estado;
  • XII – subsidiar a elaboração dos Demonstrativos Contábeis do Balanço Geral do Estado, bem como os exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal;
  • XIII – planejar, coordenar e executar as demais atividades de apoio técnico especializado inerentes ao funcionamento da Secretaria da Fazenda nas áreas financeira, contábil, orçamentária, patrimonial, previdenciária, tecnológica, de recursos humanos e de administração geral;
  • XIV – executar atividades que auxiliem o Auditor Fiscal no exercício de suas atribuições.

É possível estudar com o melhor material do mundo dos concursos com um preço baixíssimo. A oportunidade só vai aparecer uma única vez, por um único dia. Clique aqui e não fique de fora.

Resumo concurso Sefaz BA

concursos publicos

Agora as notícias mais quentes do mundo dos concursos públicos, também podem ser acompanhadas no Instagram do Direção News. Basta clicar aqui e acompanhar nossas atualizações diariamente! CLIQUE AQUI E SIGA AGORA MESMO!

concurso estadual concurso sefaz ba concurso sefaz ba 2021 concursos estaduais sefaz ba sefaz ba 2021

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.