Concursos Abertos Concursos 2022

Concurso TJ RS para analista judiciário: edital publicado, salários até R$ 7 mil

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
21/07/2021, às 16:16 • 2 meses atrás

				<![CDATA[]]>

Foi publicado o edital de um concurso público para o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (concurso TJ RS) para os cargos de Analista Judiciário (Engenharia CiviIl) e Técnico em Informática. Os salários iniciais vão de R$ 4.712,55 até R$ 7.352,93. Mais informações aqui.

Lembrando que a banca IBGP foi contratada para a realização de diversos novos concursos para analista judiciário (concurso TJ RS).

As vagas são destinadas para os cargos de desenhista, engenheiro civil e técnico em informática, que exigem dos candidatos nível superior e médio/técnico. No momento, ainda não foi divulgado o edital de desenhista.

Com diversos editais já publicados e outros já anunciados, a definição da banca organizadora confundiu muitos candidatos que aguardam o novo edital para Oficial PJ-H e Assistente Social, que seguem previstos.

Para esclarecer todas as suas dúvidas, preparamos um apanhado geral de todos os requisitos, salários e detalhes dos últimos editais do novo concurso TJ RS para analista judiciário.

senado e mais

Concurso TJ RS analista judiciário: requisitos

De acordo com o Plano de Cargos e salários do órgão, o candidato que tiver interesse em concorrer a uma das vagas do concurso deverá preencher os seguintes requisitos:

Analista Judiciário – Área Especializado: Engenharia Civil

Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de Engenharia Civil, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e registro legal para o exercício profissional no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Desenhista, Classe M

Diploma ou certificado, devidamente registrado de curso de nível médio ou equivalente. Certificado de habilitação ou treinamento, reconhecido oficialmente ou cursando matéria de curso onde seja ministrada matéria e/ou exija prática de desenhos.

Técnico em Informática, Classe M

Diploma ou certificado, devidamente registrado, de nível médio ou equivalente. Possuir curso de aperfeiçoamento na área (mínimo de 80 horas) e experiência mínima comprovada de 1 ano em serviços conexos com as funções do cargo.

Concurso TJ RS analista judiciário: remunerações e benefícios

Todos os cargos do novo edital para o TJ RS contam com a jornada de 40 horas semanais. Os candidatos aprovados terão direitos aos seguintes vencimentos básicos:

  • Engenharia Civil: R$ 7.352,93;
  • Desenhista: R$ 4.712,55; e
  • Técnico em Informática: R$ 4.712,55.

Além do vencimento básico, os servidores têm direito a:

  • auxílio-alimentação, no valor de R$ 554,62;
  • auxílio-creche, no valor de R$ 578,93;
  • auxílio transporte, no valor de R$ 206,80; e
  • plano de saúde.

Concurso TJ RS analista judiciário: últimos editais

Os cargos de desenhista, engenheiro civil e técnico informática tiveram os últimos editais publicados em 2012 e 2014, respectivamente. Todos foram organizados pela FAURGS.

Os candidatos aos cargos de nível superior foram avaliados por meio de prova objetiva e avaliação de títulos, já o cargo de técnico em informática contou apenas com prova objetiva.

Foi exigido conhecimento nas seguintes disciplinas:

Engenheiro Civil

  • Língua Portuguesa – 26 questões;
  • Matemática – 20 questões;
  • Legislação – 12 questões;
  • Microinformática – 12 questões

Desenhista

  • Língua Portuguesa – 18 questões;
  • Matemática – 14 questões;
  • Conhecimentos Específicos – 18 questões;
  • Legislação – 10 questões;
  • Microinformática – 10 questões

Técnico em informática

  • Língua Portuguesa – 20 questões;
  • Língua Inglesa – 12 questões;
  • Conhecimentos Específicos – 26 questões;
  • Legislação – 12 questões.

Concurso TJ RS analista judiciário: atribuições

Engenheiro Civil: elaborar o planejamento e os projetos, em geral, de regiões, zonas, obras, estruturas, transportes e explorações de recursos naturais, relacionados às obras e reformas desenvolvidas pelo Poder Judiciário Estadual; elaborar estudos, projetos e pareceres técnicos da sua área de atuação; realizar análises, avaliações, vistorias, enfim, a fiscalização de obras e serviços técnicos prestados para o Poder Judiciário; supervisionar a direção e a execução de obras e serviços técnicos; responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo; realizar outras atividades correlatas à sua especialidade e relacionadas às atividades desempenhadas pela unidade de lotação.

Desenhista: desenhar plantas, cortes, fachadas e detalhes de prédios; elaborar gráficos e desenhos em perspectiva; preparar croquis e passar para a escala; executar desenhos arquitetônicos e de projetos de obras; fazer cálculos de coordenadas geográficas; elaborar e desenhar letreiros e cartazes, clichês, organogramas, fluxogramas e gráficos em geral; fazer desenhos didáticos em geral; desenhar projetos de ajardinamento; elaborar esquemas de sistema elétrico e telefônico; proceder à reconstituição de plantas; desenhar formulários em geral; executar a redução e ampliação de plantas; colaborar na confecção de maquetes; responsabilizar-se pela guarda e conservação de material de trabalho, bem como por equipes auxiliares necessárias à execução das atividades próprias do cargo; executar tarefas afins.

Técnico em informática: testar e documentar aplicativos a serem adquiridos/instalados em equipamentos de informática; apresentar soluções na utilização de softwares aplicativos; auxiliar os usuários na elaboração de soluções com a utilização de aplicativos comerciais; prestar assistência aos usuários para resolução de problemas com a utilização de softwares aplicativos, bem como os desenvolvidos pelo setor; instalar e configurar softwares; verificar equipamentos adquiridos, bem como a instalação dos acessórios e respectivos softwares; efetuar levantamento e apresentar soluções para a instalação de redes; elaborar orçamentos, cronogramas e análise de viabilidade técnica e econômica para a instalação de redes de computadores; efetuar análise de tráfego na rede, usuários conectados, acesso externo; implantar servidores de redes; implantar redes em estações de trabalho; estudar, racionalizar e projetar redes de computadores; avaliar, revisar e melhorar as redes de computadores existentes; ter conhecimentos sobre o funcionamento de hardware e software de redes; definir e documentar novas redes e alterações de redes; acompanhar a instalação de cabeamento lógico de redes; assistir as áreas afins quanto à utilização de redes de computadores; administrar prazos, recursos e planos de teste na instalação de redes; definir normas e padrões de utilização, segurança e funcionamento das redes; verificar os softwares de rede adquiridos, bem como a sua instalação; auxiliar e/ou elaborar informações técnicas relativas a redes de computadores; executar tarefas afins.

Resumo do concurso

  • O que: concurso TJ RS
  • Banca: IBGP
  • Cargos: Analista Judiciário (Engenharia Civil) e Técnico em Informática
  • Escolaridade: nível médio/técnico e superior
  • Salários: de R$ 4.712,55 até R$ 7.352,93
  • Período de inscrição: 22/7 até 20/8
  • Taxa de inscrição: R$ 93 até R$ 212
  • Data das provas objetivas: 5/12/2021
  • Link para o edital do concurso TJ RS

Está te faltando motivação e disciplina? São dois fatores que mudam o seu destino no mundo dos concursos. Confira a dica rápida do professor Ronaldo Fonseca:

Assinatura ilimitada

Com a Assinatura Ilimitada, você terá acesso a vários pacotes completos de cursos para concursos públicos de diversos órgãos e esferas.

Não só isso, mas você utilizará da nossa ferramenta inédita e exclusiva: o PDF 2.0. Todos os problemas que um concurseiro pode imaginar, o PDF 2.0 resolve. Ainda há a opção de pagamento recorrente!

Então, clique abaixo e confira:

concurso tj rs 2
concurso tj rs 1

As principais notícias, avisos de eventos e dicas de estudo estão no Instagram do Direção Concursos: clique e confira!

concurso tj rs edital tj rs edital tj rs 2020 tj rs

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.