Concursos Abertos Concursos 2022

Concurso TJDFT: edital publicado; provas em maio!

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
28/01/2022, às 04:00 • 5 meses atrás

				<![CDATA[]]>

O novo edital do concurso público para o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (concurso TJDFT) foi publicado.

Organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), são 112 vagas imediatas ofertadas mais oportunidades em cadastro de reserva, que foram implementadas após retificação. Veja detalhes aqui!

As inscrições iniciaram no dia 7 de fevereiro e seguiram abertas até 14 de março de 2022. Os salários iniciais chegam a até R$ 12 mil. Saiba mais detalhes aqui.

O Direção Concursos já tem grupo de estudos especialmente voltado para o edital do concurso para o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, participe clicando aqui!

Navegue por todos os detalhes do novo edital TJDFT clicando nos tópicos do índice abaixo:

Aulão presencial de véspera

Quer ter uma aula presencial com os melhores professores do mercado? É a sua chance! No dia 28 de maio, você que vai ser técnico do TJDFT tem um compromisso para lá de especial! Clique aqui e garanta sua vaga, pois elas são LIMITADAS!

Divisão de vagas concurso TJDFT 2022

O concurso TJDFT oferta, ao todo 112 vagas para os cargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário. A distribuição entre as especialidades ficou da seguinte forma:

  • ANALISTA JUDICIÁRIO
    • APOIO ESPECIALIZADO ADMINISTRAÇÃO (3 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO ANÁLISE DE DADOS (5 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO ANÁLISE DE SISTEMAS (5 VAGAS)
    • JUDICIÁRIA SEM ESPECIALIDADE (36 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO ARQUIVOLOGIA (1 VAGA)
    • APOIO ESPECIALIZADO CONTABILIDADE (3 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO ENGENHARIA ELÉTRICA (2 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO ESTATÍSTICA (2 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO MEDICINA – MEDICINA DO TRABALHO (2 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO MEDICINA – PSIQUIATRIA (2 VAGAS)
    • JUDICIÁRIA OFICIAL DE JUSTIÇA AVALIADOR FEDERAL (5 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO PSICOLOGIA (4 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (5 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO SERVIÇO SOCIAL (9 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO SUPORTE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (4 VAGAS)
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO
    • ADMINISTRATIVA SEM ESPECIALIDADE (20 VAGAS)
    • APOIO ESPECIALIZADO ENFERMAGEM (4 VAGAS)

Além disso, o material completo para o novo certame poderá ser adquirido. Clique na imagem abaixo e confira:

cursos para o concurso TJDFT
Confira os cursos do Direção para este concurso

Cargos vagos

Apesar de, em um primeiro momento, o novo certame ofertar vagas somente em Cadastro Reserva para o quadro de Técnicos, o órgão possui atualmente 246 cargos vagos para a carreira.

De acordo com o Portal da Transparência do órgão, em levantamento realizado em dezembro de 2021, além do quadro de Técnicos, outros cargos também registram vacâncias:

  • Analistas Judiciário: 144 cargos vagos;
  • Técnicos Judiciários 246 cargos vagos;
  • Auxiliares Judiciários: 5 cargos vagos;

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre concursos públicos? O Direção Concursos preparou um grupo no Telegram com as principais notícias. Clique aqui e participe!

Estrutura remuneratória do TJDFT

Apesar de atuação restrita ao Distrito Federal e Territórios, importa saber que o TJDFT é um órgão do Poder Judiciário Federal, ou seja, tem a mesma estrutura remuneratória dos demais órgãos dessa espécie, como um TRF ou TRE, por exemplo.

estrutura remuneratória tribunal de justiça do distrito federal e territórios

Veja no detalhe. Um técnico judiciário recebe, inicialmente, o valor de até R$ 7.591,36 iniciais. Já um analista recebe, iniciais, R$ 12.455,30. A esse valor ainda é acrescido R$ 910 de auxílio alimentação.

O auxílio-qualificação se dá através da apresentação de títulos. O servidor, a depender de sua formação, pode agregar de 5% até 12%, caso tenha graduação (5%), especialização (7,5%), mestrado (10%) ou doutorado (12%).

Já no caso do auxílio-treinamento, o servidor poderá acrescer no salário 3% em cima do vencimento base. Será 1% a cada 120 horas de estudo, limitado à 360 horas.

Requisitos específicos por cargo

  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: JUDICIÁRIA
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em
      Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades relacionadas ao suporte técnico às funções dos magistrados, à elaboração de relatórios, de pesquisas e de pareceres de natureza jurídica, preparo e execução de atos referentes a processos judiciais, bem como assessoramento às áreas jurídicas.
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA: ADMINISTRATIVA
    • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades que consistem na execução de tarefas relacionadas à redação de expedientes simples e(ou) padronizados, operação de microcomputador, atendimento ao público, ações relativas ao andamento dos processos judiciais e administrativos, bem como transportes de processos e documentos em geral.
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRATIVA SEM ESPECIALIDADE
    • REQUISITO: Diploma de nível superior em Direito, registrado no MEC, expedido por instituição oficial ou legalmente reconhecida; ou conforme publicação em Edital de Concurso Público.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: Realizar atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, organização, coordenação, supervisão, assessoramento, estudo, pesquisa, além da execução de tarefas que envolvam processamento de feitos, apoio a julgamentos, análise e pesquisa de legislação, de doutrina e de jurisprudência nos vários ramos do Direito, estudo e pesquisa do Poder Judiciário brasileiro, bem como elaboração de laudos, pareceres, atos e informações jurídicas.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: MEDICINA – RAMO: PSIQUIATRIA
    • REQUISITO: Diploma de Bacharel em Medicina e certificado(s) de especialização na(s) área(s), registrado no MEC e expedido por instituição oficial ou legalmente reconhecida. Registro no Conselho Regional da categoria; ou conforme publicação em Edital de Concurso Público.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades de nível superior, referentes à supervisão, à coordenação e à execução de trabalhos, concernentes ao tratamento e(ou) à prevenção da saúde individual e coletiva dos magistrados, servidores e seus dependentes.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: PSICOLOGIA
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no Conselho Regional da categoria.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades relacionadas à coordenação e à supervisão de ações que visem à promoção da saúde mental e ocupacional, bem como à formação de políticas de recursos humanos, de benefícios sociais e de desenvolvimento organizacional.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ANÁLISE DE SISTEMAS
    • REQUISITO: Diploma, devidamente registrado, de graduação na área de tecnologia da informação reconhecido e concluído em instituição de nível superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) acrescido de curso de pós-graduação na área de tecnologia da informação de, no mínimo 360 horas, fornecidos por instituição reconhecida pelo MEC.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades de nível superior relacionadas com desenvolvimento, implantação e manutenção de sistemas informatizados.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: SUPORTE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
    • REQUISITO: Diploma, devidamente registrado, de graduação na área de Tecnologia da Informação reconhecido e concluído em instituição de nível superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) acrescido de curso de pós-graduação na área de Tecnologia da Informação de, no mínimo 360 horas, fornecidos por instituição reconhecida pelo MEC.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades de nível superior, de natureza técnica, relacionadas ao planejamento, à organização, à coordenação, à supervisão, ao assessoramento, ao estudo e à pesquisa, que envolverá tarefas inerentes às seguintes áreas de atuação: tecnologias de rede, banco de dados, segurança da informação e microinformática.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: JUDICIÁRIA – ESPECIALIDADE: OFICIAL DE JUSTIÇA AVALIADOR FEDERAL
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades que consistem na execução de citações, notificações, intimações, execuções de medidas preventivas e assecuratórias, penhoras, arrestos, sequestros, despejos, buscas e apreensões, avaliações de bens e valores, praça de bens imóveis, reintegrações e imissões de posse e demais diligências ordenadas pelo juízo e lavratura dos respectivos autos e certidões nos processos.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE
    • REQUISITO: Diploma de nível superior em Ciências Contábeis e registro no Conselho Regional da categoria.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: o aprovado no concurso TJDFT nesse cargo deve desenvolver atividades relacionadas à programação, supervisão, coordenação ou execução especializada de trabalhos voltados à administração orçamentária, financeira e patrimonial, contabilidade e auditoria. Além disso, o servidor deve prestar assessoramento especializado em todos os níveis funcionais do sistema de controle interno.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ENGENHARIA ELÉTRICA
    • REQUISITO: diploma de nível superior em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro no Conselho Regional da categoria.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: o aprovado deverá realizar atividades de estudo e execução, de projetos de Engenharia Elétrica, para a manutenção de instalações, aparelhos e equipamentos elétricos do TJDFT.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de curso superior de bacharelado em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional da categoria.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: atividades de nível superior, referentes à programação, supervisão, planejamento, coordenação, controle ou execução relacionados à pesquisa, estudos, análises e projetos sobre: administração de pessoal, de material e patrimônio, do orçamento- finanças, de organização e métodos e de modernização administrativa.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICA
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de curso de nível superior em Estatística, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional da categoria.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: o aprovado do concurso do TJDFT deverá executar atividades de nível superior, referentes à supervisão, coordenação ou execução qualificada de atividades concernentes ao planejamento, ao controle, à realização e avaliação de pesquisas e levantamentos em estudos estatísticos, bem como à construção, ao aperfeiçoamento e à implantação de instrumentos de coleta, sistemas de codificação e banco de dados automatizados.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: MEDICINA – RAMO: MEDICINA DO TRABALHO
    • REQUISITO: Diploma de Bacharel em Medicina e certificado(s) de especialização na(s) área(s), registrado no MEC e expedido por instituição oficial ou legalmente reconhecida. Registro no Conselho Regional da categoria; ou conforme publicação em Edital de Concurso Público.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: o aprovado precisa desenvolver atividades de nível superior, referentes à supervisão, coordenação e execução de trabalhos, concernentes ao tratamento e/ou prevenção da saúde individual e coletiva dos magistrados, servidores e seus dependentes.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: SERVIÇO SOCIAL
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de curso de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional da categoria.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: atividades de nível superior ligadas ao planejamento, execução, avaliação, coordenação e supervisão de ações pertinentes ao desenvolvimento, diagnóstico e tratamento dos servidores, magistrados e seus dependentes, no âmbito de abrangência dos serviços do Órgão, objetivando o ajustamento pessoal e social em relação ao meio em que vive.
  • ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ANÁLISE DE DADOS
    • REQUISITO: Curso de graduação na área de Tecnologia da Informação reconhecido e concluído em instituição de nível superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) acrescido de curso de pós-graduação na área de Ciência de Dados, Engenharia de Dados, Business Intelligence, Big Data Analytics, Inteligência Artificial, ou similares de, no mínimo 360 horas, fornecidos por instituição reconhecida pelo MEC.
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades de nível superior relacionadas com a análise de dados informatizados.
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
    • REQUISITO: Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Informática, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades de nível nível superior relacionadas à segurança da informação da instituição.
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA: APOIO ESPECIALIZADO – ESPECIALIDADE: ARQUIVOLOGIA
    • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de curso de nível superior em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro na Delegacia Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades de nível superior, relacionadas ao planejamento e à organização de serviços de arquivo, bem como as concernentes à gestão informacional, à conservação e à restauração de documentos de interesse administrativo e/ou histórico
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA: PROGRAMAÇÃO DE SITEMAS
    • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), devidamente registrado na Secretaria de Educação, acrescido de cursos de programação de sistemas, totalizando, no mínimo, 180 horas/aula
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: compreende a execução de atividades de nível intermediário relacionadas com a programação de sistemas informatizados.
  • TÉCNICO JUDICIÁRIO – ÁREA: ENFERMAGEM
    • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) e de curso profissionalizante de Auxiliar de Enfermagem (Decreto n.º 5.154, de 23 de julho de 2004), expedidos por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), 11 devidamente registrados na Secretaria de Educação, acrescidos de registro no Conselho Regional da categoria
    • DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: atividades de nível intermediário, de natureza pouco repetitiva, envolvendo trabalho de enfermagem em grau auxiliar, participação no planejamento da assistência aos enfermos, bem como atividades operacionais de apoio ao tratamento médico, cirúrgico e odontológico, sob supervisão superior.

Provas e Etapas TJDFT

O quadro abaixo apresenta as disciplinas e o número de questões para as especialidades de Análise de Dados, Análise de Sistemas, Segurança da Informação e Suporte em Tecnologia da Informação do cargo de Analista Judiciário, Área de Apoio Especializado:

  • Língua Portuguesa: 10
  • Língua Inglesa: 05
  • Noções de Direito Administrativo e de Direito Constitucional: 05
  • Ética no Serviço Público, Regimento Interno e Lei de Organização Judiciária: 05
  • Conhecimentos Específicos: 35

O quadro a seguir apresenta as disciplinas e o número de questões para o cargo de Analista Judiciário, Área Judiciária: Sem Especialidade e Oficial de Justiça Avaliador Federal:

  • Língua Portuguesa: 10
  • Ética no Serviço Público, Regimento Interno, Lei de Organização Judiciária, Provimento Geral da Corregedoria e Provimento Judicial Aplicado ao Processo Judicial Eletrônico: 10
  • Conhecimentos Específicos: 40

O quadro a seguir apresenta as disciplinas e o número de questões para o cargo de Analista Judiciário, Área de Apoio Especializado, todas as especialidades (exceto Análise de Dados, Análise de Sistemas, Segurança da Informação e Suporte em Tecnologia da Informação):

  • Língua Portuguesa: 10
  • Noções de Direito Administrativo e de Direito Constitucional: 05
  • Ética no Serviço Público, Regimento Interno e Lei de Organização Judiciária: 05
  • Conhecimentos Específicos: 40

O quadro a seguir apresenta as disciplinas e o número de questões para o cargo de Técnico Judiciário (Área Administrativa: Sem Especialidade):

  • Língua Portuguesa: 10
  • Ética no Serviço Público, Regimento Interno, Lei de Organização Judiciária, Provimento Geral da Corregedoria e Provimento Judicial Aplicado ao Processo Judicial Eletrônico: 10
  • Conhecimentos Específicos: 40

O quadro a seguir apresenta as disciplinas e o número de questões para o cargo de Técnico Judiciário (Área de Apoio Especializado, Especialidade: Enfermagem):

  • Língua Portuguesa: 10
  • Ética no Serviço Público, Regimento Interno e Lei de Organização Judiciária: 10
  • Conhecimentos Específicos: 40

Concurso TJDFT: nota de corte

O último concurso TJDFT foi aberto em outubro de 2015 e ofereceu 80 vagas para os níveis médio e superior. No total, foram registradas 71.831 inscrições.

A prova objetiva, assim como as demais etapas do concurso TJDFT, foram organizadas pela empresa Cebraspe. A avaliação contava com 120 pontos na prova objetiva, além de 40 pontos na discursiva.

Veja a nota de corte aqui!

Assinatura Ilimitada!

Que tal revolucionar a sua forma de estudar? Confira agora a nossa assinatura ILIMITADA e inicie sua aprovação rumo ao edital dos sonhos! São mais de 14 mil vídeo aulas, mais de 13 mil aulas em PDF e mais de 600 cursos para você! Vai querer perder essa oportunidade?

Não posso perder!

Resumo concurso TJDFT

  • Situação: edital publicado
  • Banca: FGV
  • Cargos: Técnico e Analista
  • Vagas: 112
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Salários: até R$ 12 mil iniciais
  • Link do edital TJDFT 2022

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre essa carreira? O Direção Concursos preparou um grupo no Telegram com as principais notícias voltadas para a área de Tribunais. Clique aqui e participe!

notícias concurso TJDFT

Agora as notícias mais quentes do mundo dos concursos também podem ser acompanhadas no instagram do Direção News. Basta clicar aqui e acompanhar nossas atualizações diariamente! CLIQUE AQUI E SIGA AGORA MESMO!

banca definida concurso federal concurso tjdft concurso tjdft previsto concursos federais edital tjdft tjdft

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.