Concursos Abertos Concursos 2021

Concurso TRE MT: órgão aguarda orçamento para seleção em 2021

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
04/06/2020, às 16:58 • 4 meses atrás

Com exclusividade à equipe de jornalismo do Direção Concursos, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso informou que, apesar de não ter previsão, espera a liberação de orçamento do próximo ano para realizar um novo concurso TRE MT. O último edital do órgão expira em junho de 2020 e órgão ainda possui cargos vagos. Nesta matéria, você terá todos os detalhes mais importantes sobre um próximo concurso TRE MT.

Acompanhe pelo índice abaixo:

Situação atual do concurso TRE MT

Atualmente, o concurso TRE MT terá a validade do último edital expirada em junho de 2020. Em contato com o órgão, a equipe de jornalismo do Direção Concursos recebeu a informação de que não há previsão de um novo concurso, mas o tribunal aguardará a liberação de orçamento em 2021 para realizar um novo certame.

O levantamento do TRE MT de cargos realizado em abril de 2020 mostra que há 16 cargos vagos. Sendo 10 vacâncias de Analista Judiciário e 6 de Técnicos Judiciários.

Importante lembrar que, em 2017, o TSE havia suspendido os provimentos e nomeações de todos os tribunais regionais. No entanto, a medida foi flexibilidade ao decorrer dos anos e, em 2019, o TSE autorizou provimentos para alguns TREs. Na lista, o TRE MT recebeu autorização para prover uma vaga.

Além disso, no orçamento de 2020, a Justiça Eleitoral recebeu autorização orçamentária para prover 1.002 vagas. No entanto, a distribuição das vagas e realização de concursos públicos era de acordo com decisões do TSE e dos TREs.

Prepare-se para o concurso TRE MT com o curso regular dos TREs do Direção Concursos:

Cursos da área
Confira os cursos do Direção para esta área de estudos

Qual a remuneração do TRE MT?

De acordo com o padrão salarial do tribunal, servidores recebem de R$ 12 mil até R$ 7 mil de remuneração inicial. A remuneração é formada pelo vencimento básico e da Gratificação de Atividade Judiciária, que pode somar até 90% do vencimento base.

Com isso, um Analista Judiciário recém-aprovado pode ganhar inicialmente R$ 12.455,30. E, ao final da carreira, pode receber R$ 18.701,52.

concurso tre mt 2

Enquanto isso, um Técnico Judiciário recebe até R$ 7.591,37 de salário inicial e chega a até R$ 11.398,39.

concurso tre mt 3

Lembrando que estes valores ainda não foram acrescentados das parcelas variáveis – como Adicional de Treinamento. Além disso, servidores recebem outras vantagens e benefícios, que serão tratados no ponto a seguir.

Quais vantagens e benefícios do concurso TRE MT?

Além da remuneração base, os servidores do TRE MT possuem direito a certos benefícios e contam com diversas vantagens. Começando pelos auxílios, servidores do tribunal recebem:

  • auxílio alimentação: R$ 910,08
  • assistência pré-escolar: R$ 719,62
  • assistência médica e odontológica: R$ 215,00
  • auxílio transporte

Os servidores do TRE MT também podem ocupar cargos em comissão e funções de confiança, aumentando consideravelmente a remuneração.

Nos cargos em comissão, servidores que escolherem pelo salário integral podem receber até R$ 14 mil e, nas funções de confiança, podem contar com acréscimos de até R$ 3 mil.

concurso tre mt 5

Outra vantagem é a possibilidade de teletrabalho – ou, como popularmente conhecido, home office. O TRE MT já instalou o sistema no tribunal e, atualmente, seis servidores estão atuando em regime de teletrabalho.

Por que devo estudar para o concurso TRE MT?

Além das remunerações altas apontadas acima do concurso TRE MT, há diversos motivos que são relevantes para escolher estudar para o edital. Em síntese, algumas vantagens são:

  • Qualidade de vida laboral: além da remuneração, é possível perceber uma qualidade de vida no trabalho acima da média. Com diversos auxílios e benefícios, o servidor não será desamparado.
  • Possibilidade de remoção: como são órgãos federais, é possível que servidores com muito tempo de trabalho sejam transferidos facilmente para outros estados.
  • Baixa demanda laboral: a demanda deve ser maior no período eleitoral, ou seja, a cada dois anos. No restante do tempo, a demanda tende a ser menor se comparada com outras áreas da Justiça.
  • Possibilidade de aproveitamento em outros órgãos: as atribuições dos servidores do TRE são parecidas com de outros órgãos, possibilitando que um aprovado seja aproveitado em outro órgão.

Além disso, há matérias que já estão certas de serem cobrados no próximo edital, então o candidato já pode começar a se preparar desde já. A legislação da Justiça Eleitoral determina que todas as provas dos TREs cobrem:

  • Português;
  • Lei 8.112/1990;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Eleitoral;
  • Regimento Interno;
  • Informática;
  • Direito das Pessoas com Deficiência.

Como foi o último concurso TRE MT?

O último concurso TRE MT ocorreu em 2016 e foi organizado pelo Cebraspe. Foram ofertadas 12 vagas imediatas distribuídas da seguinte forma:

  • Analista Judiciário (Administrativa): CR
  • Analista Judiciário (Judiciária): 4 vagas
  • Analista Judiciário (Análise de Sistemas): CR
  • Analista Judiciário (Contabilidade): CR
  • Analista Judiciário (Engenharia): CR
  • Técnico Judiciário (Administrativa): 5 vagas
  • Técnico Judiciário (Programação de Sistemas): 3 vagas

Os candidatos passaram por duas etapas:

  • prova objetiva para todos os cargos
  • prova discursiva exceto para Técnico da área Administrativa

As provas podiam ser realizadas nas cidades de Barra das Graças/MT, Cuiabá/MT e Sinop/MT. As provas objetivas eram compostas por 60 questões distribuídas em Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos.

Conteúdo concurso TRE MT

Em conhecimentos gerais, foi cobrado o mesmo conteúdo para todos os cargos:

  • Língua Portuguesa
  • Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais
  • Noções de Gestão de Projetos e Processos
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Informática (exceto para Analista Judiciário- Análise de Sistemas e Técnico Judiciário – Programação de Sistemas)
  • Língua Inglesa (somente para Analista Judiciário – Análise de Sistemas e Técnico Judiciário – Programação de Sistemas)

Em conhecimentos específicos para Analista Judiciário – Área Administrativa, o conteúdo exigido foi:

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Eleitoral
  • Noções de Administração Geral e Pública
  • Noções de Administração Orçamentária e Financeira e Orçamento Público

Em conhecimentos específicos para Analista Judiciário – Área Judiciária, o conteúdo exigido foi:

  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Direito Eleitoral
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal

Em conhecimentos específicos para Técnico Judiciário – Área Administrativa, o conteúdo exigido foi:

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Eleitoral
  • Noções de Administração Pública
  • Noções de Administração de Recursos Materiais

Convocados TRE MT

Segundo as convocações mais recentes do tribunal, apesar da quantidade de vagas imediatas, foram convocados:

  • Técnico Judiciário – Área Administrativo: até o 39º colocado
  • Analista Judiciária – Área Judiciária: até o 56º colocado

Já conhece a Assinatura Ilimitada Digital do Direção Concursos?

O Qconcursos e o Direção Concursos se uniram para disponibilizar uma solução completa de estudos para concursos públicos. É teoria e prática na medida certa e em um único lugar. Pague por mês e não comprometa o limite do seu cartão.

Resumo concurso TRE MT

  • situação: aguardando orçamento de 2021
  • cargos: Analista Judiciário e Técnico Judiciário
  • cargos vagos: 16 vagas
  • remuneração inicial: de R$ 7 mil até R$ 11 mil
  • último concurso: 2016 – Cebraspe
  • link para último edital
concurso tre mt concurso tre mt 202 concurso tre mt 2020 edital tre mt edital tre mt 202 edital tre mt 2020

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.