Concursos Abertos Concursos 2020

O que os concursos INSS, Ibama, Depen e Bacen têm em comum?

Maurício Miranda Sá Maurício Miranda Sá comentários
16/09/2019, às 09:49 • 4 semanas atrás

O professor Arthur Lima, coordenador do Direção Concursos, em seu canal no YouTube, falou sobre alguns concursos que, em linhas gerais, têm muito em comum e vamos descobrir, logo mais, quais são esses concursos e quais os pontos de semelhança entre eles.

Segundo o professor, esses são alguns das seleções mais procuradas do país. Mas será que têm chance de acontecer num curto/ médio prazo? É isso que veremos agora.

Quais são?

Os concursos citados no vídeo são: Depen, Dnit, Mapa, Anvisa, Bacen, Ibama, INSS, PF, PRF, CVM e STN.

Todos esses órgãos e entidades fazem parte do Poder Executivo Federal, ou seja, dependem de liberação daquele que, a princípio, não pretende autorizar nenhum a curto prazo: o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Portanto, enquanto o ministro não autorizar esses concursos, é bom o concurseiro ir buscando outros órgãos para se dedicar num curto prazo.

Outro ponto em comum entre esses concursos, é que a maioria não acontece há bastante tempo, com exceção dos concursos INSS e IBGE (2016), PF e PRF (que aconteceram em 2018/ 2019).

Então quais destes poderão sair do papel?

Com a negativa do ministro Paulo Guedes, algum desses concursos poderá sair do papel? A resposta é: talvez!

Quais são os caminhos alternativos?via judicial ou amigável. Dois desses concursos já iniciaram esse “percurso” judicial: o INSS e o Ibama.

INSS e a via judicial…

O INSS já está bem adiantado, inclusive, já tendo Ação Civil Pública (ACP) proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) exigindo a abertura de uma nova seleção, para acabar com o alto déficit no instituto.

O próximo passo é a audiência de mediação que acontecerá para resolver essa briga que, no fim, poderá ou não ter um final feliz para a massa concurseira.

Ibama e a via judicial…

Outro concurso que também busca outros meios para publicar seu novo edital é o IBGE.

Mas, ao contrário da INSS, o Instituto ainda está na fase de recomendação feito pelo MPF.

Assim, o Governo Federal tem 10 dias para responder a recomendação, o que provavelmente não acontecerá, e assim o MPF poderá agir, quem sabe também com ACP.

Qual a via “amigável”?

Paulo Guedes solicitou 6.000 vagas autorizadas para ele no orçamento de 2020.

Ou seja, ele poderá, em algum momento, autorizar o provimento dessas vagas, ou algumas delas, de acordo com seu discernimento de importância em órgãos que necessitem delas.

Recomendação dada pelo professor Arthur Lima

O professor e coordenador Arthur Lima recomenda NÃO ESTUDAR, unicamente, focado em algum desses concursos.

A chance de algum deles acontecer é baixa e, assim, pode causar alguma frustração pela não abertura desses concursos.

Dessa maneira, faça um esforço de estudo conjugado entre um órgão que está apto a acontecer concretamente, com estes que talvez sejam seu objetivo final.

#noticias concursos mais procurados concursos públicos

Maurício Miranda Sá

Jornalista no Direção Concursos e Servidor Público Federal lotado no TSE (Tribunal Federal Eleitoral), estudou Jornalismo, Rádio e TV na UFRN, Publicidade na UNP, Gerenciamento de Projetos pela ESPM e atuou como assessor de comunicação em diversos órgãos e instituições, como o Dnocs (Departamento Nacional de Obras Contras as Secas), Sindifern (Sindicato dos Auditores Fiscais do RN) e, por cinco anos, foi responsável pela divisão de comunicação da empresa Temos Casa e Art Design, produtos que desenvolveu, produziu e dirigiu no Rio Grande do Norte, sendo um complexo de comunicação com programa de TV, programete de Rádio, revista e portal na internet.