Concursos Abertos Concursos 2021

Edital Senado – visão completa do último certame

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
18/06/2019, às 16:30 • 2 anos atrás

Com a aprovação na LOA 2019 para o provimento de 40 vagas para o Senado, muitos candidatos têm esperança de um próximo concurso.

O último edital ocorreu em 2011/2012, com diversas oportunidades para cargos de nível médio e superior. A equipe do Direção Concursos sabe a importância de usar o último edital como base para os estudos, por isso, trouxemos um material completo sobre a seleção de 2011.

Aqui, você ficará sabendo a respeito de:

Banca, quantidade de vagas e cargos

O último concurso Senado ocorreu 2011 com quatro editais lançados para diferentes cargos: Consultor Legislativo, Analista Legislativo, Técnico Legislativo e Polícia Legislativo. Todos foram organizados pela FGV.

Para o cargo de Consultor Legislativo, foram ofertadas 9 vagas imediatas. Elas foram distribuídas nas subáreas:

  • Direito Constitucional, Administrativo, Eleitoral e Processo Legislativo
  • Direito Penal, Processual Penal e Penitenciário
  • Direito Tributário e Direito Financeiro
  • Educação
  • Meio Ambiente
  • Minas e Energia
  • Saúde
  • Transportes
  • Assessoramento em Orçamento

Já para Analista Legislativo, foram ofertadas 133 vagas para ampla concorrência e 9 reservadas para PcD. As vagas foram para diversas especialidades em diversas áreas:

cargo Analista Legislativo - Senado Federal

Para Técnico Legislativo, foram ofertadas 79 vagas para ampla concorrência e 5 reservadas para Pessoas com Deficiência.

Veja abaixo a divisão de especialidades:

Técnico Legislativo - Senado Federal

Por fim, o edital de Policial Legislativo ofertou 25 vagas.

Remuneração atual dos cargos – Senado Federal

Atualmente, as remunerações na carreira legislativa do Senado são bem atraentes. O Técnico Legislativo tem como remuneração inicial, cerca de R$20,5 mil. Já o Analista Legislativo e o Consultor Legislativo, começam a carreira recebendo por volta de R$26 mil. Esses valores já estão com os benefícios somados.

REMUNERAÇÃO CONSULTOR LEGISLATIVO
REMUNERAÇÃO ANALISTA LEGISLATIVO
REMUNERAÇÃO TÉCNICOS LEGISLATIVOS

Prazos e datas importantes

A partir daqui, iremos tratar dos editais de Técnico Legislativo e Policial Legislativo, pois ambos possuem maior demanda e oportunidades para nível médio.

Os editais foram lançados no dia 22 de dezembro de 2011 e as inscrições iam do dia 26 de dezembro a 5 de fevereiro de 2011. As provas foram aplicadas no dia 11 de março do ano seguinte.

Ou seja, ao final, houve um período de aproximadamente três meses entre publicação de edital e aplicação das provas.

Etapas concurso Senado Federal

O concurso para Técnico Legislativo contou com duas etapas: prova objetiva e provas discursivas. As provas objetivas somavam 120 pontos enquanto a discursiva contava com 40 pontos máximos.

Para Policial Legislativo, as etapas foram:

  • prova objetiva;
  • prova discursiva;
  • prova de aptidão física;
  • avaliação psicológica;
  • investigação social documental e
  • Curso de Formação

Conteúdo cobrado concurso Senado

Tanto para Técnico Legislativo e Policial Legislativo, a estrutura das provas objetivas e discursivas era a mesma. A provas objetivas tinham 70 questões, divididas da seguinte forma:

  • língua portuguesa: 20 (peso 2)
  • conhecimentos gerais; 10 (peso 1)
  • noções de informática: 10 (peso 1)
  • conhecimentos específicos: 30 (peso 2)
conteúdo prova objetiva - senado federal

Para a etapa discursiva, o candidato precisava realizar uma redação e responder uma questão discursiva.

prova discursiva - senado federal

A etapa de Aptidão Física – somente para Policial Legislativo – tinha os seguintes exercícios físicos: flexão de braços, abdominal, barra e corrida. Os índices variam de acordo com o sexo do candidato. Veja abaixo:

Resumo concurso Senado Federal 2011

concurso do senado federal 2019 concurso legislativo 2019 concurso legislativo senado 2019 concurso senado 2019 concurso senado federal 2019

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.