Logo Direção Concursos
Pesquisa
Banner artigos

Concurso Polícia Penal DF: veja como preparar o estudo pós edital

icons
icons
icons
icons
icons
Imagem do autor do artigo

Jackeline Alvarenga10/03/2022

10/03/2022

Para aqueles que desejavam o edital o concurso Polícia Penal do DF (PPDF), a espera chegou ao fim, pois o edital, com 1.179 vagas, foi publicado hoje. O certame está sob a responsabilidade do Instituto AOCP. As provas objetivas ocorrerão na data provável de 12 de junho de 2022.

Trata-se de um concurso com várias fases, entretanto, neste artigo, focaremos na prova objetiva. Mas a fica a dica de uma pessoa aprovada no concurso da Polícia Federal: não deixe para se preparar para o teste físico somente após a prova objetiva. Isso é um grande erro, ok?

Concurso Polícia Penal DF – qual o Perfil da banca organizadora?

Instituto AOCP será a organizadora do concurso Polícia Penal DF. De forma geral, trata-se de uma banca conhecida por seus enunciados objetivos e diretos, sem muitas pegadinhas. Então, para aqueles que chegam na prova com bastante domínio da matéria, certamente, estarão em vantagem com relação aos demais.

Também possui a característica de se adequar e contextualizar à realidade do órgão e do cargo para os quais as provas foram elaboradas. Esse estilo deve se manter na prova da PPDF e, nesse sentido, quanto mais você souber da Polícia Penal do DF, melhor para você. Busque estar por dentro das atividades que envolvem a Polícia Penal, pois, certamente, esse hábito irá te ajudar.

Mas não se enganem, futuros policiais penais! O fato de as questões não serem muito complexas implica uma elevada nota de corte, assim, uma questão pode fazer a diferença entre a sua aprovação ou reprovação. Para alguns, o instituto AOCP se assemelha à FCC. Então fica a dica.

cursos para concurso Inés

Da prova

A prova objetiva do concurso Polícia Penal DF será composta por 150 questões. O julgamento de cada item da prova objetiva será CERTO ou ERRADO, sendo atribuído o valor de 1 (um) ponto para cada marcação em acordo com o gabarito oficial.

Vale ressaltar que das 150 questões, 40 serão de Direito Penitenciário e Criminologia e 25 de Português. Assim, fica claro o peso que essas duas matérias possuem; juntas, elas representam exatamente 50% da prova. Em terceiro lugar, temos Direito Penal e Processual Penal com 20 questões. Esse tipo de informação é fundamental para você montar seu cronograma de estudos e distribuir o tempo de que você dispõe considerando o peso de cada matéria na prova.

Futuros policiais penais, vocês têm três meses até a prova. É um tempo considerável. Deem o melhor de vocês, estudem com seriedade, disciplina e foco.

Disciplinas cobradas no concurso da PPDF

CONHECIMENTOS BÁSICOS

  • Língua Portuguesa e Redação Oficial
  • Noções de História e Geografia do Distrito Federal
  • Noções de Informática Noções de Raciocínio Lógico

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Noções de Administração Financeira e Orçamentária
  • Direito Penal e Direito Processual Penal
  • Direito Penitenciário e Criminologia
  • Direitos Humanos
  • Legislação aplicada aos servidores do Governo do DF (Lei Complementar nº 840/2011 e Lei Orgânica)
  • Legislação Especial

Dicas de estudos

É importante que o concurseiro se conscientize de que o nível e a quantidade/ qualidade de estudo antes do edital são tão importantes quanto a quantidade/qualidade e o nível de estudos após a publicação do edital.

Muitas vezes, por não ter sido publicado o edital, o candidato negligencia o estudo e não se dedica o suficiente. Se você se encaixa nesse perfil, agora é a hora de estudar com foco e dedicação, já que, possivelmente, haverá algumas matérias diferentes do edital passado e, necessariamente, você terá que fazer alguns ajustes referentes aos conteúdos já estudados, além de se adaptar para possíveis assuntos diferentes.

Não se trata de exagero e sacrifício antes da publicação do edital, mas da seriedade em entender que estudar sem a pressão de um edital publicado e prova com data marcada é bem mais estratégico, porque agora se inicia uma corrida contra o tempo, e você precisa fazer o seu melhor!

Para quem já está estudando há algum tempo, agora é a hora de aparar as arestas, verificar quais são suas maiores deficiências, fazer muitas questões, simulados, desenvolver um estudo ativo.

Nada de estudar com celular por perto ou qualquer outra coisa que posso tirar a sua atenção. Lembre-se de que o tempo é o seu ativo mais precioso e com o edital na praça cada minuto conta.

Não posso deixar de falar também sobre a importância de se corrigir as questões que você errou, é importante que você saiba o motivo pelo qual não acertou aquela questão. Algumas pessoas adotam o caderno dos erros, a fim de anotar tudo o que errou e, periodicamente, revisar esse conteúdo.

Muitos candidatos estão preocupados em “fechar o edital”, ou seja, estudar todo o conteúdo programático, mas se esquecem de algo fundamental: as revisões. É melhor você ir para a prova sabendo 80% do conteúdo de forma bem consolidada do que ter estudado todo o conteúdo sem revisões robustas. E essa não é apenas a minha opinião; diversos especialistas afirmam a mesma coisa. É preciso ter qualidade nos estudos, não apenas quantidade!

O estudo pós edital precisa ser bem objetivo, com bons materiais de estudo e bons professores. Nada de querer inventar a roda nesse período!

Então, futuros policiais penais do DF, nada de fazer corpo mole ou de se autossabotar. Agora, mais do nunca, vocês precisam manter o foco. Rumo à PPDF!

Questão na prática

INSTITUTO AOCP – 2021 Direito Processual Penal Ação Penal MPE-RS Técnico do Ministério Público- adaptada.

Julgue os itens abaixo:

1.Segundo o princípio da presunção de inocência, ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória.

2.O direito ao silêncio, previsto na Carta Magna como direito de permanecer calado, apresenta-se apenas como uma das várias decorrências do nemo tenetur se detegere, segundo o qual ninguém é obrigado a produzir prova contra si mesmo.

3.A queixa contra qualquer dos autores do crime obrigará ao processo de todos, e a autoridade policial velará pela sua indivisibilidade.

4.A autoridade policial não poderá mandar arquivar autos de inquérito. 

5.Nos atestados de antecedentes que lhe forem solicitados, a autoridade policial não poderá mencionar quaisquer anotações referentes à instauração de inquérito contra os requerentes.

Vamos aos comentários:

Item 1. Correto.

Mais do que uma previsão processual, essa é uma previsão constitucional que consagra o princípio da presunção de inocência.

Art. 5º, LVII da Constituição Federal– ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória;

Item 2. Correto

O princípio nemo tenetur se detegere significa que qualquer pessoa acusada da prática de um ilícito penal tem direito ao silêncio e a não produzir provas em seu desfavor, diga-se, ninguém é obrigado a “se descobrir”. O direito ao silêncio é apenas uma das ramificações desse princípio.

Item 3. Errado

A indivisibilidade será velada pelo Ministério Público, e não pela autoridade policial.

 Art. 48 do Código de Processo Penal. A queixa contra qualquer dos autores do crime obrigará ao processo de todos, e o Ministério Público velará pela sua indivisibilidade.

Item 4. Certo

Literalidade do CPP:

 Art. 17. A autoridade policial não poderá mandar arquivar autos de inquérito.

Item 5.  Correto

A resposta desse item também se encontra no CPP:

Art. 20, Parágrafo único. Nos atestados de antecedentes que lhe forem solicitados, a autoridade policial não poderá mencionar quaisquer anotações referentes a instauração de inquérito contra os requerentes.

Como você pode observar, futuro policial da PPDF, que a maioria das questões cobram a literalidade, conforme dito no início desse artigo. Isso quer dizer que é muito importante a leitura da lei seca. Leia diversas vezes, ok? Mas, ainda assim, é importante saber as principais súmulas, principalmente do STF.

Para maiores informações, o Direção Concursos fez uma live no seu canal do youtube sobre Concurso Polícia Penal DF: análise do edital 2022. Clique aqui para acessar o conteúdo.

Bons estudos e até o próximo artigo! Forte abraço.

Estude para qualquer concurso!

Uma condição especial nas nossas assinaturas está disponível para você que quer aproveitar o melhor momento na história dos Concursos Públicos.

Fizemos valores acessíveis para todos os bolsos!!!

Aqui está um pouco do que te espera:

  • Sistema de Questões: Acelere o seu progresso e tenha um treino focado nas suas reais necessidades.
  • Professores Experientes: Não é só sobre ensinar, é sobre mostrar o caminho da aprovação. Nossos professores concursados já viveram tudo que você está vivendo e vão te guiar.
  • Aulas em vídeo e PDF para mais de 220 concursos (inclusive o Concurso Nacional Unificado) e muito mais!

Não deixe para depois, muitos editais com salários generosos previstos serão publicados a qualquer momento. 

Quanto antes você garantir os melhores recursos para conquistar a aprovação, melhor!

Polícia Penal DFconcurso ppdfpolicia penalPPDF
Jackeline Alvarenga

Jackeline Alvarenga

Farmacêutica Industrial, aprovada nos seguintes concursos: Polícia Federal e Polícia Civil do Distrito Federal. 10 anos de experiência na iniciativa privada. Atuação tanto em indústrias farmacêuticas nacionais quanto multinacionais.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Cursos Preparatórios para Concursos Públicos em destaque

1 | 11

Receba nossas novidades!

Fique por dentro dos novos editais e de todas as principais notícias do mundo dos concursos.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.