Logo Direção Concursos
Pesquisa
Banner artigos

Direito Constitucional para concursos públicos: Nacionalidade

icons
icons
icons
icons
icons
Imagem do autor do artigo

Carolina Couto04/03/2022

04/03/2022

Vamos trocar uma ideia sobre alguns artigos sobre uma das matérias que mais caem no que tange à Direito Constitucional para Polícia Federal e outros concursos importantes. Hoje vamos falar de Nacionalidade!

Quer conferir mais artigos meus?

Espécies de nacionalidade

Primeiramente, é necessário sabermos que existem duas espécies de nacionalidade, a nacionalidade primária (ou originária) e a nacionalidade secundária (ou derivada). Como muito bem ilustra o esquema da Professora Nathalia Masson:

Espécies de nacionalidade

A nacionalidade primária é aquela que dá origem aos chamados brasileiros natos.

Uma questão interessante sobre os brasileiros natos é que eles não podem ser extraditados sob nenhuma hipótese.

Veja o que diz o STF:

  • O brasileiro nato, quaisquer que sejam as circunstâncias e a natureza do delito, não pode ser extraditado, pelo Brasil, a pedido de Governo estrangeiro, pois a Constituição da República, em cláusula que não comporta exceção, impede, em caráter absoluto, a efetivação da entrega extradicional daquele que é titular, seja pelo critério do jus soli, seja pelo critério do jus sanguinis, de nacionalidade brasileira primária ou originária. [HC 83.113 QO, rel. min. Celso de Mello, j. 26-6-2003, P, DJ de 29-8-2003.]

Nesse primeiro artigo da série sobre nacionalidade, trataremos da aquisição nacionalidade primária pelo critério territorial, a que acredito que 99% das pessoas que leem esse artigo se enquadram.

A nacionalidade primária pode ser adquirida pelo critério territorial ou sanguíneo.

O critério territorial para aquisição da nacionalidade (ou critério ius solis) tem fundamento no Art. 12, I, a da Constituição Federal:

Art. 12. São brasileiros:

I – natos:

a) os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país;

Portanto, aqueles que nascem no Brasil, são brasileiros natos, a única exceção fica por conta dos nascidos no Brasil que sejam filhos de pais estrangeiros E que os pais estejam a serviço do seu país (país de origem dos pais).

Ex: diplomatas que residem no Brasil, mas estão a serviço do seu país. Nesse caso, a criança é filha de pais estrangeiros E os pais estão a serviço do seu país de origem. Portanto, não será brasileira.

Agora julguem esse item do Cespe:

[CESPE – 2014 – Câmara dos Deputados – Técnico Legislativo]

Com relação aos princípios fundamentais e aos direitos e garantias fundamentais, julgue o item a seguir. Nesse sentido, considere que a sigla CF, sempre que empregada, se refere à Constituição Federal de 1988:

Se um casal formado por um cidadão argentino e uma cidadã canadense for contratado pela República do Uruguai para prestar serviços em representação consular desse país no Brasil e, durante a prestação desses serviços, tiver um filho em território brasileiro, tal filho, conforme o disposto na CF, será brasileiro nato.

( ) Certo

( ) Errado

Gabarito: Correto

“Carol, tu acabaste de dar um exemplo igual e falou que não seria brasileiro nato, não estou entendendo mais nada”. Calma, vou te explicar, essa foi uma pegadinha clássica do Cespe.

Percebam que o casal é formado por um argentino e uma canadense. Agora vem a pegadinha, eles estão a serviço de um terceiro país, o Uruguai. Portanto, não estão a serviço do SEU país, não se enquadrando na exceção. O filho deles será brasileiro nato.

No próximo artigo falaremos sobre a aquisição de nacionalidade pelo critério sanguíneo (ou do ius sanguinis)

Um emprego para a VIDA TODA

Mais de 100 mil vagas estão disponíveis em concursos públicos (mesmo para quem nunca estudou para um edital). 

O Direção Concursos oferece o melhor material do mercado e um time qualificado de professores para você partir do zero à aprovação em um emprego para a vida toda!

Clique no botão abaixo e garanta as melhores condições para sua preparação!

semana do trabalhador direcao concursos 2024
Carolina Couto

Carolina Couto

Aprovada em primeiro lugar no concurso da PCDF. Também foi aprovada nos concursos da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Atualmente, é agente da PF e professora do Direção Concursos.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Cursos Preparatórios para Concursos Públicos em destaque

1 | 11

Receba nossas novidades!

Fique por dentro dos novos editais e de todas as principais notícias do mundo dos concursos.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.