Logo Direção Concursos
Pesquisa
Banner artigos

Ucrânia e Rússia: por que os países estão em guerra?

icons
icons
icons
icons
icons
Imagem do autor do artigo

Danuzio Neto24/02/2022

24/02/2022

Olá, pessoal! Sou professor Danuzio Neto e, hoje, vou falar um pouco sobre a tensão na fronteira da Rússia com a Ucrânia e como a OTAN tem a ver com todo o conflito.

O mundo inteiro tinha visto imagens de tropas do exército russo se direcionado para a fronteira com a Ucrânia. A partir da madrugada do dia 24 de fevereiro, no entanto, as ameaças se tornaram ataques ao território ucraniano.

Para entender tudo, primeiro vamos sintetizar o que está acontecendo neste momento em alguns pontos, confira:

Ou, caso queira, confira live em que explico exatamente o que está acontecendo.

Cursos de Atualidades, Geografia e História para concursos públicos

O que está por trás do conflito Rússia x Ucrânia

O principal ponto por trás da crescente tensão é a possível adesão da Ucrânia e Geórgia à OTAN.

A Rússia exigiu que a OTAN garanta que não vai se ampliar e aderir a Ucrânia e a Geórgia. Além disso, o país exige que os americanos e os seus aliados desistam de fazer manobras e implantações militares na Europa do Leste.

É importante apontar que o tratado da OTAN, no artigo quinto, diz que se um membro for atacado militarmente, é como se todos os membros fossem atacados.

Como a Ucrânia ainda não faz parte da OTAN, o máximo que os países podem fazer é enviar armamento, o que já está acontecendo com o Reino Unido. Na visão de Putin, a Ucrânia é russa e nem deveria ser um país.

A Rússia, de acordo com o Financial Times, está mais que preparada para as consequências de possíveis sanções financeiras do que outros países europeus.

Após a Crimeia, o país aumentou as reservas cambiais e depende menos de investidores estrangeiros.

O ponto de vista da Ucrânia

A Ucrânia declarou que Moscou não pode impedi-la de construir laços mais próximos com a Otan.

Na realidade, a Ucrânia insiste que a Rússia está tentando desestabilizar o país, com o presidente ucraniano inclusive alegando um planejamento de golpe.

O próprio ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, anunciou que um golpe poderia ser parte do plano russo antes de uma invasão militar.

E os Estados Unidos?

Os Estados Unidos declararam, por meio de um telefone em janeiro de 2022 para o presidente ucraniano, o apoio ao país.

Em ligação com o presidente Putin, o presidente americano Biden reforçou, novamente, que os Estados Unidos e os aliados irão responder “decisivamente e imporão consequências rápidas e severas” à Rússia. Agora, a expectativa é de que Biden anuncie sanções à Rússia.

Apesar disso, instaram seus cidadãos e diplomatas a deixarem o país.

Além disso, os EUA junto com outras potências europeias aumentaram o contingente militar na região e imagens de tropas militares e armamento circularam nas redes sociais.

Ao todo, os países que sugeriram a retiraram dos cidadãos foram: Japão, Letônia, Noruega, Coreia do Sul, Israel, Macedônia do Norte, Holanda, Montenegro, Dinamarca, Grécia, Estônia, Grã-Bretanha, Bélgica, Finlândia, Canadá, Nova Zelândia, Kuwait, Alemanha, Emirados Árabes Unidos e Lituânia.

Cursos de Atualidades, Geografia e História para concursos públicos

O encontro entre Putin e Macron

Na escalada da tensão entre os dois países, diversos representantes de outras nações buscaram se posicionar como mediadores do conflito e, talvez, o encontro mais emblemático tenha sido entre o presidente da França, Emmanuel Macron, e Vladimir Putin.

O encontro, definitivamente, marcou a mídia pela inusitada cena dos dois presidentes conversando há metros de distância em uma longa mesa.

Rússia e Ucrânia
Fonte: G1/Sputnik – Reuters

De acordo com o que fontes informaram à Reuters, o presidente francês teria recusado realizar o teste de Covid-19 por receio de ter o seu DNA roubado pelos russos. Esta seria a razão pela longa mesa entre os dois governantes.

A viagem de Bolsonaro

Recentemente, Bolsonaro esteve na Rússia, em visita ao presidente Putin. De acordo com o que fontes diplomáticas informaram à BBC Brasil, o Brasil tem uma posição de não se intrometer no assunto entre Rússia e Ucrânia.

Grandes abraços, pessoal!

Professor Danuzio Neto

Telegram:https://t.me/profdanuzioneto

Instagram: https://instagram.com/danuzioneto

concursos publicos

Um emprego para a VIDA TODA

Mais de 100 mil vagas estão disponíveis em concursos públicos (mesmo para quem nunca estudou para um edital). 

O Direção Concursos oferece o melhor material do mercado e um time qualificado de professores para você partir do zero à aprovação em um emprego para a vida toda!

Clique no botão abaixo e garanta as melhores condições para sua preparação!

semana do trabalhador direcao concursos 2024

Fique por dentro de todas as novidades de concurso público por meio do canal do Direção News, no youtube. Acesse aqui!

Sem categoriaatualidadesatualidades em concurso públicorussia
Danuzio Neto

Danuzio Neto

Professor de Geopolítica, Atualidades, Ética, Geografia e História para concursos. É Auditor Fiscal da Secretaria da Fazenda de São Paulo, tendo exercido também os cargos de Técnico Judiciário do TRT da 16ª Região e Escriturário do Banco do Brasil. É formado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Cursos Preparatórios para Concursos Públicos em destaque

1 | 11

Receba nossas novidades!

Fique por dentro dos novos editais e de todas as principais notícias do mundo dos concursos.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.