Concursos Abertos Concursos 2020

Estudo, sonho e dedicação: conheça alunos aprovados com o Direção Concursos

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
10/01/2020, às 16:36 • 7 meses atrás

A jornada para aprovação em concurso públicos não é fácil e, muitas vezes, pode ser difícil passar pela espera e longas horas de estudo. Mas, a cada novo certame, encontramos histórias de superação, dedicação e de realizações de sonhos.

Aqui, você conhecerá a história de alunos do Direção Concursos aprovados em concursos, para recordar que, com estudo e dedicação, a aprovação chegará.

“Tentei sempre estudar no mínimo 3 ou 4 matérias por dia”

Quando Caio Gomes, 25 anos, interrompeu os estudos da faculdade de Engenharia Mecânica, ele decidiu focar nos concursos públicos. No começo, focou na carreira policial, no entanto, após reprovações em outras etapas do certame, Caio percebeu que não conseguiria se dedicar a um novo concurso policial.

“O TJAM foi o primeiro que apareceu e decidi fazê-lo por ter uma boa remuneração, bom quantitativo de vagas e eu tinha necessidade de garantir uma aprovação”, conta.

Para estudar para a carreira, Caio confessa que a rotina foi bem variada. “Tentei sempre estudar no mínimo 3 ou 4 matérias por dia, 4h por dia. Havia dias que estudava mais, outros dias um pouco menos. Ao final do dia de estudos, fazia cerca de 20 questões de cada matéria acerca dos assuntos estudados”.

E as dificuldades não foram poucas. Entre estudar as matérias com mais dificuldade, Caio também enfrentou a insuficiência de recursos para viagem, além da “ansiedade por ter internalizado uma obrigação em passar naquele concurso”.

Caio Gomes focará na área fiscal em 2020

Mesmo que Caio tenha ficado a 30 colocações do número de vagas imediatas, está muito satisfeito com o resultado. “Estou orgulhoso do meu progresso e esperançoso por uma nomeação dentre o prazo vigente”. E ele já começa a seguir os próximos passos após a aprovação no TJAM.

“Fui aprovado em 1º lugar no concurso para Coordenador Censitário de Subárea, na cidade de Alexandria (RN). Fui o 1º lugar geral do Estado nesse cargo, com 53 pontos”. Agora, ele decidiu focar na área fiscal e estuda para o ISS São Gonçalo do Amarante, cidade próxima da capital Natal.

O ânimo renovado e o concurso da vida

E o mais recente concurso do IBGE acabou se tornando a porta de entrada no mundo do serviço público para outros alunos. Como foi com Evandro Pereira, de 48 anos, aprovado em primeiro lugar para o cargo de Coordenador Censitário.

Estudando para concursos desde 2019, Evandro tinha como principal objetivo ser aprovado em tribunais, porém pela alta concorrência e necessidade de se preparar a longo prazo, ele montou um plano.

Evandro Afonso, agora, usará a Assinatura Ilimitada nos próximos estudos

Resolvi prestar outros concursos para treinar e se por acaso fosse aprovado, eu assumiria o cargo e continuaria os estudos para tribunais“, conta. Ao se preparar com o conteúdo do Direção Concursos, ele relata que fez a prova “bastante confiante de que tinha feito uma boa preparação”.

E não foi só o material que garantiu uma boa preparação: Evandro estudava quatro horas por dia, de segunda a sexta.

Quando viu que foi aprovado, Evandro ficou muito feliz e motivado. “A aprovação deu mais ânimo de continuar minha batalha e estudar com foco total para área de tribunais”.

Já para Ramiro Melo da Silva, 22 anos, o concurso IBGE era a porta que ele precisava para ter uma estrutura melhor – e também começar os estudos para tribunal. Estudante de licenciatura em Matemática e monitor de Cálculo 2, realizar concursos também significava seguir outro sonho: ser professor para concursos.

Além de estudar para tribunal, Ramiro também quer se tornar professor, porque ama ensinar

“A motivação [para fazer concursos] foi querer ter condições melhores para poder dar saltos mais longos”, conta. E, com isso, Ramiro se esforçou o máximo que podia. ” Eu mergulhei nisso como se fosse o concurso da minha vida, visto que essa vaga me ajudará a ter algo para me preparar para novos concursos, ter uma situação melhor e terminar a faculdade com mais calma”.

Sem rotina fixa, Ramiro usou todo tempo livre disponível para estudar, conciliando com faculdade. Ele entendia que todo conhecimento adquirido poderia ser utilizado para novas etapas no futuro. “Tudo que fiz foi pensando no longo prazo e não apenar no agora, apesar de precisar muito”.

E quando viu que foi aprovado, Ramiro se sentiu orgulhoso . “Na verdade, ainda estou sem acreditar. A sensação é única, é como ganhar na Mega-Sena tendo merecido.”

Além de Ramiro e Evandro, nossa aluna Emiliane também foi aprovada em primeiro lugar com o nosso curso preparatório do IBGE.

“Se uma matéria que eu não gosto, estudo mesmo assim”

Aprovada em primeiro lugar, a aluna Polyana Arthur alcançou a tão desejada posição através de disciplina e muito estudo. Apesar de estudar por um tempo, a aluna decidiu aprofundar os conhecimentos com o curso do Direção Concursos.

aluna que alcançou primeiro lugar detran sp
Polyana, inclusive, ganhou uma camiseta nossa ao participar de nosso simulado

No mês final anterior às provas, Polyana entrou em um ritmo detalhado e aprofundado de estudo. O estudo “minucioso e detalhado” deixou o “conteúdo bem fresco para encarar a prova do Detran SP”.

Além disso, a aprovação de Polyana mostra a importância de também focar na etapa discursiva. “Eu não imaginei que ficaria em primeiro lugar. Eu estava acompanhando através de um site de rankings e sempre figurava em quinto. Achava que ficaria em terceiro ou segunda e que seria chamada mais pra frente. Foi a redação que me levou ao primeiro lugar“, conta.

Ter disciplina nos estudos também se mostrou um ponto essencial para aprovação. Antes, Polyana estudava as matérias que mais gostava e percebeu que teria que enfrentar até o conteúdo que menos gosta. “Assim, não fica nada para trás”.

Para outras aprovadas no Detran-SP, Mayara e Danúbia, o interesse no cargo era por um motivo específico. Para elas, passar no concurso era uma oportunidade de trabalhar perto de onde moravam, pela seleção ter sido regionalizada.

Cada uma utilizou um método de ensino diferente. Mayara dividia 3 matérias por dia, incluindo as legislações específicas (Código de Trânsito e regulações de trânsito) todos os dias e usando somente PDF. Já Danúbia assistia a videoaulas, acompanhando e anotando nas leis secas. No outro dia, resolvia as questões do conteúdo estudado anteriormente.


Garanta você sua aprovação também e adquira nossa Assinatura Ilimitada!

aprovação edital aprovação em concursos públicos como estudar para concurso 2020 como estudar para tribunal como passar em concursos públicos como ser aprovado em concurso público concursos publicos 2020 concursos públicos como passar material de estudo concurso público

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.