Logo Direção Concursos
Pesquisa

Policiais civis passam a ter aposentadoria especial em Goiás

Policiais civis passam a ter aposentadoria especial em Goiás

Em cerimônia realizada na Escola Superior da Polícia Civil em Goiânia, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, sancionou a Lei de Integralidade e Paridade da Polícia Civil do Estado de Goiás, que assegura a aposentadoria especial à categoria (concurso PC GO).

A lei acrescenta o parágrafo 3º ao art. 73 da Lei Complementar nº 161, de 30 de dezembro de 2020, permitindo que os policiais civis se aposentem com proventos correspondentes à totalidade da remuneração do cargo efetivo.

Por meio de suas mídias sociais, Caiado ressaltou essa era uma espera de 20 anos para os policiais civis do estado que, anteriormente, tinham desconto de mais de 40% de seus vencimentos na aposentadoria.

Vale a pena ressaltar que um novo edital de concurso PC GO é aguardado com a oferta de 470 vagas, com a seguinte divisão por cada carreira que poderá estar presente no certame:

  • Agentes: 350
  • Escrivães: 100
  • Papiloscopistas: 20

Vale a pena ressaltar que recentemente, em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (ALEGO), o secretário-adjunto da Secretaria de Economia do Estado de Goiás, Francisco Sérvulo Freire, informou que os aprovados nos concursos da segurança pública do estado podem tomar em 2022. Confira!

Concurso PC GO: atribuições dos cargos

Para te ajudar a escolher qual carreira prestar o concurso, confira quais são as atribuições de cada cargo que pode ser ofertado no edital da PC GO. As informações foram extraídas de editais passados realizados pelo órgão:

  • Agente de Polícia:
    • efetuar diligências a fim de prender criminosos; apreender objetos furtados e localizar pessoas; fazer investigações, realizar rondas noturnas e diurnas; policiar zonas impróprias para menores; dar plantão; seguir elementos suspeitos da prática de infração penal; fazer coletas de informações; prender infratores em flagrante ou em virtude de mandado da autoridade competente; conduzir pessoas à presença da Autoridade de Polícia Judiciária, quando necessário ao esclarecimento de fatos delituosos; elaborar relatório das investigações realizadas; dirigir viaturas policiais e zelar pela sua conservação e limpeza; desempenhar outras tarefas compatíveis com as atribuições do cargo (Decreto Estadual nº 213, de 1970, e Lei Estadual nº 16.901, de 2010).
  • Escrivão de Polícia:
    • reduzir a termos ocorrências, declarações e depoimentos; expedir intimações, citações e notificações; redigir portarias, ofícios, mandados, termos, autos, ordens de serviço, editais, circulares, boletins etc., preencher guias para identificação, recolhimento e soltura de presos; protocolar ofícios, requerimentos e representações; catalogar e arquivar em pastas próprias todos os documentos relativos ao serviço; organizar os livros de cargas e descargas de remessa de autos, de conclusões de inquéritos e de ofícios, documentos e demais papéis dos cartórios policiais; dar plantão; lavrar termos de fiança e recolher respectivos valores às repartições competentes, dentro do prazo legal; organizar mapas de estatísticas policiais; acompanhar autoridades policiais em suas diligências; fornecer certidões, mediante despacho da autoridade policial; executar os trabalhos de datilografia/digitação necessários ao desempenho de suas funções; desempenhar outras tarefas compatíveis com as atribuições do cargo (Decreto Estadual nº 213, de 1970, e Lei Estadual nº 16.901, de 2010). (concurso PC GO)
  • Papiloscopista:
    • Atividade de nível superior, envolvendo a execução, orientação, supervisão e fiscalização de todos os trabalhos papiloscópicos de coleta, análise, classificação, subclassificação, pesquisa e arquivamento, emissão de pareceres técnicos, bem como a prestação de assistência às autoridades policiais e aos peritos criminais e promoção do desenvolvimento de pesquisas e estudos objetivando o aprimoramento dos sistemas de identificação, em específico: realizar o serviço de identificação e zelar pelos equipamentos, documentos e materiais utilizados ou colhidos na identificação e nas pesquisas papiloscópicas e necropapiloscópicas; colher, classificar e comparar impressões digitais, palmares e plantares; preparar, examinar e manter o arquivo datiloscópico, onomástico e monodactilar; realizar a identificação civil e criminal, por meios convencionais ou eletrônicos, mediante o preenchimento de prontuários e planilhas, inclusive quanto aos caracteres qualitativos e cromáticos do indivíduo; elaborar pareceres papiloscópicos, necropapiloscópicos e documentos científicos ou administrativos; elaborar relatórios e prestar esclarecimentos sobre a identidade de pessoas, quando requisitados por autoridades; realizar pareceres técnicos papiloscópicos e necropapiloscópicos, externos e laboratoriais; realização de levantamentos papiloscópicos dos locais de crime; reprodução da face humana através de computação gráfica; manter organizados e preservar os álbuns e arquivos; proceder estudos com a finalidade de aprimoramento profissional; ocupar funções na Polícia Civil do Estado de Goiás e em outros órgãos da Secretaria de Segurança Pública do Estado, quando designado; prestar a colaboração adequada às autoridades judiciárias, civis e militares quando solicitado, bem como aos demais profissionais da área de segurança pública; ministrar instrução sobre as matérias de sua especialidade; desempenhar outras tarefas compatíveis com as atribuições do cargo, inclusive as de natureza administrativa.

Resumo concurso

  • Situação: autorizado
  • Vagas: 470
  • Cargos: diversos
  • Escolaridade: nível superior
  • Salários: podem chegar até R$ 10 mil
  • Último edital do concurso PC GO: 2016, Cespe
  • Link para último edital PC GO

Fevereiro vai ser MELHOR que janeiro!

Se janeiro foi bom para o mundo dos concursos, não se engane: fevereiro pode ser AINDA MELHOR.

Muita gente acha que o ano só começar depois do carnaval.

Spoiler: o nome deles não vai sair no Diário Oficial como aprovado em 2024.

Você que quer estar entre os primeiros e ser aprovado ainda neste ano, só tem uma DIREÇÃO a seguir. Clique na imagem abaixo e mude seu destino:

Mateus Melis

Mateus Melis

Jornalista do Direção Concursos. Formado em Jornalismo pelo UniCEUB, possui experiência nas áreas de assessoria de imprensa, redação e análise de inteligência e imagem.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.