Concursos Abertos Concursos 2020

Orçamento do STF prevê nomeações para próximo ano

Larissa Lustoza Larissa Lustoza comentários
14/08/2019, às 18:03 • 4 meses atrás

Aprovado nesta quarta-feira (14/8), em sessão administrativa, o STF aprovou a proposta orçamentária para 2020. Em contrapartida à diminuição do orçamento em relação ao ano anterior, a proposta autoriza 32 nomeações. Dessas, 15 servidores serão nomeados neste ano e 17 em 2020.

Importante ressaltar que não há concurso em vigência para o STF desde março de 2016. Por outro lado, o órgão supremo possui a tendência de realizar aproveitamentos de outros tribunais. Portanto, não há como definir com clareza se haverá a realização de um novo concurso STF.

De acordo com nota divulgada, o STF realizou ajustes na proposta para se adequar aos limites do Executivo. Segundo o órgão, “R$ 644 milhões serão reservados às despesas primárias com pessoal, custeio e investimento”.

Nota: O Supremo Tribunal Federal esclarece que não há previsão para realização de concurso público para provimento de cargos efetivos.

Cargos vagos

Atualmente, há 47 cargos vagos no STF. Desses, 22 são de Analistas Judiciários e 25 de Técnico Judiciários. O maior déficit se encontra nos cargos de:

  • Analista Judiciário – Área Administrativa (5)
  • Analista Judiciário – Área Judiciário (8)
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa (12)

Remuneração STF

Hoje, Analistas Judiciários iniciam a carreira com remuneração R$ 12.455,30 e chegam ao final com R$ 18.701,52. Essa remuneração também pode ser acrescida de outras gratificações que podem acrescentar de 1% até 35% do vencimento base.

Já Técnicos Judiciários iniciam com R$ 7.591,37 e alcançam R$ 11.398,39. Igual aos analistas, a remuneração pode ser aumentada com as gratificações que variam de 1% a 35% de acréscimo do vencimento base.

Lembrando que esses valores não são somados aos eventuais benefícios como auxílio-alimentação, auxílio-transporte e outros.

remuneração STF

Último concurso STF

O último concurso do STF ocorreu em 2013 e foi organizado pela Cebraspe. Na época, foram ofertadas 36 vagas, separadas em:

  • 3 vagas para Analista Judiciário – Área Administrativa
  • 3 vagas para Analista Judiciário – Área Apoio Especializado (Análise de Sistemas de Informação)
  • 3 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Comunicação Social)
  • 1 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Engenharia Elétrica)
  • 1 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Estatística)
  • 1 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Medicina do Trabalho)
  • 1 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Ortopedia)
  • 1 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Revisão de texto)
  • 3 vagas para Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado ( Suporte em T.I )
  • 4 vagas para Analista Judiciário – Área Judiciária
  • 8 vagas para Técnico Judiciário – Área Administrativa
  • 3 vagas para Analista Judiciário – Área Administrativa (Segurança Judiciária)
  • 4 vagas para Analista Judiciário – Área Administrativa (T.I)

As etapas do concurso consistiam em prova objetiva e prova discursiva. A prova objetiva era formada por 120 questões, divididas em 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos.

Os conhecimentos cobrados foram:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico
  • Língua Inglesa
  • Noções de Informática
  • Direito Constitucional
  • Direto Administrativo
  • Legislação Específica
  • Regimento Interno do STF
  • Conhecimentos Específicos de acordo com o cargo

Convocações concurso STF

De acordo com o último levantamento do próprio órgão, as convocações foram até as seguinte posições:

  • Analista Judiciário – Área Administrativa: 19º colocado
  • Analista Judiciário – Área Apoio Especializado (Análise de Sistemas de Informação): 5º colocado
  • Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Comunicação Social): 2º colocado
  • Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Engenharia Elétrica): 1º colocado
  • Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Estatística): 2º colocado
  • Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Medicina do Trabalho): 1º colocado
  • Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado (Revisão de texto): 2º colocado
  • Analista Judiciário – Área Área Apoio Especializado ( Suporte em T.I ): 9º colocado
  • Analista Judiciário – Área Judiciária: 68º colocado
  • Técnico Judiciário – Área Administrativa: 76º colocado
  • Analista Judiciário – Área Administrativa (Segurança Judiciária): 7º colocado
  • Analista Judiciário – Área Administrativa (T.I): 32º colocado

Resumo concurso STF

concurso stf concursos stf concursos tribunais concursos tribunais 2019 edital stf orçamento stf

Larissa Lustoza

Graduada em Jornalismo, já foi estagiária na área de Assessoria de Comunicação na Secretaria de Cultura do Distrito Federal, repórter por um ano no projeto de extensão da faculdade e estagiária no jornal online Metrópoles. Além disso, possui habilitação em design gráfico e em Lei de Acesso à Informação.