Logo Direção Concursos
Pesquisa
Banner artigos

Estratégias genéricas de Porter, a vantagem competitiva em concursos públicos.

icons
icons
icons
icons
icons
Imagem do autor do artigo

Marcelo Soares18/04/2022

18/04/2022

Fala pessoal!

Professor Marcelo Soares na área para mais um bate-papo.

Antes de começarmos, quero te deixar um convite muito especial: participe gratuitamente do Administração faixa preta, maior canal de questões comentadas de administração do Telegram. Já possuímos mais de 500 questões. Você tem acesso a comentários completos em áudio e videoaulas exclusivas. Asseguro que seu nível em Administração vai subir de faixa.

Pois bem. Feito o convite, vamos ao que interessa. Hoje, conversaremos sobre estratégias genéricas

Legal imaginar essas forças interagindo em todos os setores econômicos, né? Eu acho fantástico. Mas Porter afirma que as empresas devem construir vantagens competitivas, ou seja, devem buscar desempenhar suas atividades de forma singular, diferente das demais empresas, a fim de construir uma posição defensável no mercado, isto ocorre por meio da adoção de uma estratégia competitiva.

Estratégia competitiva é a busca de uma posição competitiva favorável em uma indústria, a arena fundamental onde ocorre a concorrência. A estratégia competitiva visa a estabelecer uma posição lucrativa e sustentável contra as forças que determinam a concorrência na indústria (PORTER, 1989)

Segundo Porter, existem três estratégias competitivas genéricas que uma empresa pode adotar:

Liderança em custo: A empresa que adota essa estratégia está fortemente direcionada para a eficiência, ganhos de escala e controle de custos. A ideia é entregar um produto dentro de padrões razoáveis de qualidade com preço abaixo da concorrência.

Diferenciação: As empresas voltadas para diferenciação, apesar de também buscarem a eficiência operacional, adotam uma posição estratégica direcionada a criar características percebidas pelos clientes como únicas capazes de justificar, na percepção de seu público alvo, um desembolso financeiro maior pelo produto (as margens de lucro por unidade vendida tendem a ser mais altas).

 Enquadram-se nessa categoria a maior parte dos produtos gourmet’s. O apelo desses produtos não é o preço como ocorre na liderança em custo, mas a qualidade dos seus insumos, a força da marca, dentro outros fatores. Além disso, a diferenciação tende a criar uma lealdade do mercado consumidor com a marca.

Enfoque (Nicho): A estratégia de enfoque baseia-se na ideia de atender a um público muito específico, sendo possível, ainda no enfoque adotar uma abordagem de liderança em custo ou de diferenciação. O que realmente diferencia o enfoque é a abrangência do mercado envolvido. Um exemplo de estratégia de enfoque com diferenciação é o adotado por empresas como Maserat, Lamborghini, Porsche e outras atuam no mercado os carros esportivos de luxo. Nesses casos, o mercado consumidor é necessariamente muito restrito a um público capaz de desembolsar algumas dezenas e mesmo centenas de milhões de reais na aquisição de um veículo.

Um aspecto interessantíssimo que Porter ressalta é que a empresa deve ter muita clareza sobre a estratégia que adota e sobre a necessidade de realizar trade-off no sentido de criar vantagens competitivas dentro daquela estratégia.

“Trade off? Vantagem competitiva? O que você está falando Marcelo?”

Funciona assim: uma empresa que adota a estratégia de diferenciação tem que continuamente adotar medidas que reforcem a diferenciação de seus produtos. Ou seja, devem fazer melhorias na diferenciação ainda que isso represente um aumento de seus custos e, em consequência do seu preço de venda. Da mesma forma, empresas que adotam uma estratégia de liderança em custo devem permanecer focadas no controle de custos priorizando procedimentos padronizados e de escala, ainda que isso represente uma perda de diferenciação do seu produto.

É muito comum as empresas perderem o foco e quererem abraçar o mundo em busca de novos mercados.

Nesse processo, perdem o rumo e ficam presas no meio do caminho entre uma estratégia e outra (“stuck in the middle”), o que, segundo Porter, é o pior cenário, pois a empresa não atende bem nem o público voltado à diferenciação nem o público voltado ao custo.

Que tal praticamos o que aprendermos com algumas questões?

FGV – Prefeitura de Salvador – BA – Técnico de Nível Superior II – Administração- 2017)

Com relação às estratégias competitivas genéricas, assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) O conceito de estratégia genérica decorre da necessidade de atuar de modo eficiente em todas as etapas da produção.

( ) A liderança de custo é buscada como alternativa para que a empresa não tenha que atuar na indústria como um todo.

( ) A diferenciação é uma estratégia competitiva que uma vez alcançada permite obter margens mais altas e lealdade.

As afirmativas são, respectivamente,

a) F – V – F.

b) F – V – V.

c) V – F – F.

d) V – V – F.

e) F – F – V.

COMENTÁRIO:

A questão engloba as estratégias competitivas genéricas de porter: 1) Liderança em custo, 2) Diferenciação e 3) Enfoque (nicho).

Vamos analisar as afirmativas.

(FALSO) O conceito de estratégia genérica decorre da necessidade de atuar de modo eficiente em todas as etapas da produção.

As estratégias genéricas são utilizadas para construir vantagem competitiva, ou seja, buscar desempenhar suas atividades de forma singular, diferente das demais empresas, a fim de construir uma posição defensável no mercado.

(FALSO) A liderança de custo é buscada como alternativa para que a empresa não tenha que atuar na indústria como um todo.

Empresas que adotam a liderança em custo devem permanecer focadas no controle de custos priorizando procedimentos padronizados e de escala, muito comum em indústrias. A estratégia genérica que busca atuar em uma parte específica do mercado é denominada de estratégia de nicho.

(VERDADEIRO) A diferenciação é uma estratégia competitiva que uma vez alcançada permite obter margens mais altas e lealdade.

As empresas voltadas para diferenciação, apesar de também buscarem a eficiência operacional, adotam uma posição estratégica direcionada a criar características percebidas pelos clientes como únicas capazes de justificar, na percepção de seu público alvo, um desembolso financeiro maior pelo produto (as margens de lucro por unidade vendida tendem a ser mais altas). A diferenciação tende a criar uma lealdade do mercado consumidor com a marca.

Portanto, alternativa E está correta (F-F-V).

GABARITO: E

FGV – Prefeitura de Cuiabá – MT – Especialista em Saúde – Administrador Hospitalar- 2015)

Porter identificou 3 estratégias competitivas genéricas que as organizações podem adotar e que podem ser utilizadas isoladamente ou em conjunto; a liderança de custo; a diferenciação e o foco.

Nesse sentido, analise as afirmativas a seguir.

I. A estratégia competitiva de diferenciação baseia-se nos esforços da empresa em ganhos de eficiência produtiva, com ampliação do volume de produção.

II. A estratégia competitiva de custos faz com que a empresa invista pesado em pesquisa e desenvolvimento como fator de atratividade.

III. A estratégia competitiva de foco significa que a firma atende necessidades específicas de um determinado grupo, oferecendo algo considerado único pelos seus clientes.

Assinale:

a) se somente a afirmativa I estiver correta.

b) se somente a afirmativa II estiver correta.

c) se somente a afirmativa III estiver correta.

d) se somente as afirmativas l e II estiverem corretas.

e) se todas as afirmativas estiverem corretas.

COMENTÁRIO:

Vamos analisar as afirmativas.

I. Errado. A afirmativa traz o conceito da estratégia de liderança em custo. As empresas voltadas para diferenciação, apesar de também buscarem a eficiência operacional, adotam uma posição estratégica direcionada a criar características percebidas pelos clientes como únicas capazes de justificar, na percepção de seu público

alvo, um desembolso financeiro maior pelo produto (as margens de lucro por unidade vendida tendem a ser mais altas).

II. Errado. A empresa que adota essa a estratégia de liderança em custo está fortemente direcionada para a eficiência, ganhos de escala e controle de custos. A ideia é entregar um produto dentro de padrões razoáveis de qualidade com preço abaixo da concorrência.

III. Certo. A afirmativa traz o conceito correto da estratégia em foco ou enfoque. A estratégia de enfoque baseia-se na ideia de atender a um público muito específico, sendo possível, ainda no enfoque adotar uma abordagem de liderança em custo ou de diferenciação. O que realmente diferencia o enfoque é a abrangência do mercado envolvido.

Espero que tenha curtido nosso bate-papo de hoje. Se quiser aprofundar seus conhecimentos em Administração, sugiro que conheça nossos cursos.

Além disso, se gosta de material gratuito de Administração, não deixa de conferir nosso canal no Telegram e nosso canal no Youtube.

Forte Abraço e até o nosso próximo encontro.

administracaoadministracaoparaconcursosconcursopublico
Marcelo Soares

Marcelo Soares

Auditor do Estado do Mato Grosso. Graduado em Administração, pós-graduado em Gestão Pública e mestre em Administração (Estratégia e Governança Corporativa). Aprovado e nomeado nos cargos de Auditor do Estado do Mato Grosso, Auditor Fiscal da Receita Municipal de Cuiabá, Auditor Governamental do Piauí, duas vezes para Analista Judiciário - área administrativa (TRF-1ª, TRT-11ª), Administrador da EBCT, Administrador da Secretaria de Cultura do Amazonas, Administrador da Secretaria de Infraestrutura do Amazonas, Agente de Fomento - área administrativa da AFEAM.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Cursos Preparatórios para Concursos Públicos em destaque

1 | 11

Artigos Relacionados

Receba nossas novidades!

Fique por dentro dos novos editais e de todas as principais notícias do mundo dos concursos.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.