Logo Direção Concursos
Pesquisa

Concurso Receita Federal: qual unidade devo escolher?

Concurso Receita Federal: qual unidade devo escolher?

O concurso Receita Federal (Receita Federal do Brasil) aguarda a autorização para as mais de 3 mil vagas solicitadas ao Ministério da Economia. Por enquanto ainda não há previsão de quando o concurso será realizado, mas para os cargos de Analista ou Auditor da Receita Federal a preparação a longo prazo provavelmente será a sua primeira opção.

Nos concursos a nível nacional, há sempre a possibilidade de ser lotado em unidades que ficam longe da sua cidade natal, e no caso do concurso Receita Federal as possibilidades e localidades de trabalho se estendem por todas as regiões e estado do país. Os candidatos aprovados poderão ser lotados nas unidades centralizadas dos Estados do AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO.

Além disso, os candidatos poderão ser lotados em uma das 551 unidades descentralizadas. Uma escolha um tanto quanto difícil, mas e se você fosse aprovado no concurso Receita Federal hoje já teria em mente algum estado/região para escolher atuar?

Por bem ou por mal, a escolha da unidade de atuação só é disponibilizada ao candidato após o curso de formação e, via de regra, a prioridade de escolha é dada aos candidatos aprovados nas primeiras colocações. A sensação é mesmo a de dar um – belo – tiro no escuro, mas podemos te ajudar a mirar no melhor alvo com algumas importantes dicas.

Existem muitas possibilidades…

Como dito anteriormente, desde o concurso de 2009 a escolha do posto de trabalho do concurso Receita Federal é uma opção para aqueles que foram aprovados nas primeiras colocações. O professor e coordenador do coaching do Direção Concursos, Mário Machado, foi aprovado em 2009 e também precisou escolher a unidade em que iria trabalhar.

“Fui aprovado em 73º lugar dentro das 450 vagas ofertadas, ainda havia algumas vagas nas grandes capitais como Brasília e São Paulo, mas decidi escolher por Foz do Iguaçu (RS)-. Na época eu não tinha filhos ou qualquer outro tipo de compromisso, então levei em consideração a qualidade de vida e o custo que teria vivendo naquele lugar”, afirma.

Mas a possibilidade da escolha nem sempre será cabível ao candidato e isso também deve ser levado em consideração. As grandes capitais são alvo de grande parte dos aprovados, o que muitas vezes não é esperado pelo aluno que se prepara para o certame.

“Muitas vezes os candidatos dão preferência pelas unidades localizadas no centro, pela facilidade de locomoção ou por estar perto da família, mas também existe as unidades localizadas nas fronteiras, mais distantes, que também podem oferecer vantagens ao servidor”, pontua Mário Machado.

As vantagens citadas pelo professor correspondem aos pontos que a Receita Federal concede ao servidor pelo tempo e condições de trabalho. A cada ponto acumulado maiores as chances de progressão e preferências de escolha o servidor terá. Para candidatos lotados em regiões fronteiriças, a pontuação costuma valer o dobro da que é disponibilizada nas unidades das grandes metrópoles.

“Há casos em que o candidato escolhe trabalhar nas regiões de fronteira justamente por essa sistemática de pontuação. Ele sabe que a longo prazo poderá trabalhar em uma localidade ainda melhor da que foi disponibilizada após o curso de formação”.

Em síntese, não há uma regra para a “melhor” escolha do candidato aprovado no concurso Receita Federal. Há sempre questões maiores a serem ponderadas e levadas em consideração, mas é importante estar preparado para possíveis mudanças após a aprovação, assim como em qualquer outro concurso federal.

Veja todos os detalhes aqui!

Material de estudos para a Receita Federal

Você já viu que a realização do novo concurso está caminhando a passos largos, então, para concorrer de forma justa e competitiva é necessário ter um material completo e acessível.

Por isso o Direção Concursos preparou um material de estudos completo para o novo edital da Receita Federal o conteúdo disponibilizado conta com material para os cargos de Auditor e Analista. Clique na imagem abaixo e confira:

senado e mais

Resumo e situação do concurso

  • Situação: solicitado
  • Vagas: 699 solicitadas
  • Remuneração inicial: Analista Tributário: R$ 12.142,39 (jan/2019, sem bônus); Auditor Fiscal: R$ 21.029,09 (jan/2019, sem bônus).
  • Banca: não definida
  • Escolaridade: Ensino Superior
  • Cargo: auditor fiscal federal e analista
  • Link do último edital
  • Cupom RFB30: 30%OFF até 23/4/2021

Assinatura Ilimitada

Prepare-se para a sua aprovação de maneira mais ágil, enxuta e completa com o incrível PDF 2.0: fruto da parceria entre Direção e Qconcursos, a plataforma proporciona uma nova experiência em estudos para concursos, totalmente integrada, com tecnologia avançada e que te dará a segurança de estar a cada dia mais próximo do seu sonho.

concurso mp am e mais

O Direção Concursos também preparou um grupo no Telegram com as principais notícias voltadas para a área fiscal. Clique aqui e participe!

 Concursos PúblicosConcurso Receita FederalReceita Federalconcurso receita federaledital receita federalnovo concurso receita federalreceita federal 2020
Redação Direção Concursos

Redação Direção Concursos

Redação do Direção Concursos. Só passa quem está bem informado. Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de tudo no mundo dos concursos públicos.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.