Logo Direção Concursos
Pesquisa

Nota de corte de concurso – que pontuação é necessária?

Nota de corte de concurso – que pontuação é necessária?

Você sabe a nota de corte do concurso que pretende realizar? Este artigo reúne as notas de corte de diversos concursos recentes para o seu conhecimento.

E se você quiser entender como usar a nota de corte nos seus estudos, o Direção Concursos realizará um webinário focado neste assunto. Ele estará disponível a partir do dia 15 de agosto, às 10 horas da manhã. Confira:

O que é nota de corte?

Nota de corte é o nome dado para a pontuação que separa os candidatos aprovados e nomeados do restante da lista. Como assim? Em todos editais há a determinação do mínimo de pontos para um candidato ser considerado aprovado.

Entretanto, essa pontuação não significa que ele será chamado, pois depende do número de vagas imediatas e nível dos outros concorrentes. Por isso, chamamos nota de corte a pontuação que o candidato precisaria tirar para ser considerado efetivamente aprovado dentro do número de nomeados.

Como calcular nota de corte?

Todo concurso possui a própria metodologia para cálculo, descrita e detalhada no respectivo edital. Quando a classificação final é divulgada, é possível saber qual a pontuação do último aprovado dentro do número de vagas imediatas (nota de corte).

Nesta matéria, em alguns concursos, calculamos o aproveitamento do concurso. Isso quer dizer qual seria a porcentagem de acertos necessários para estar dentro do número de aprovados.

Quais concursos têm a nota de corte mais baixa?

De acordo com o que percebemos na produção deste conteúdo, concursos policiais tendem a ter notas de cortes menores devido a grande quantidade de vagas e de nomeações. Segundo nossas observações, a porcentagem de aproveitamento nesses tipos de certames é por volta de 50% a 60%.

Quais concursos são mais fáceis de passar?

Notas de corte baixa não necessariamente representam que os devidos concursos são mais fáceis de passar. Pelo contrário, pode até representar que as provas estavam tão difíceis, que até o candidato mais bem preparado obteve uma nota regular.

Além disso, as notas podem ser influenciadas pela quantidade de inscritos, número de vagas e nomeações de excedentes. Ao final, não existe concurso mais fácil de passar, mas existem melhores formas de se preparar para se ter uma boa nota.

Conhecer a nota de corte do seu concurso pode ser útil para a sua preparação?

Os especialistas ouvidos pelo Direção Concursos entendem que sim. Segundo o professor Erick Alves, “embora não seja possível prever a nota de corte do próximo concurso com base no resultado anterior, ter uma ideia da nota de corte pode auxiliar o aluno a ter uma ideia de onde ele precisa chegar“.

Isto porque, segundo o professor, não é normal que a nota de corte de um concurso dê um grande salto de um concurso para o próximo, especialmente quando a banca organizadora permanece a mesma. Como ressalta o professor Mário Machado, “ao saber que a nota de corte do seu concurso gira em torno de 80%, por exemplo, o aluno sabe que não é preciso gabaritar a prova. Isto tem impacto direto no planejamento dos seus estudos.”

O professor Arthur Lima lembra ainda que é preciso ter cuidado ao comparar notas de corte de diversos concursos. Vários fatores influenciam, como o número de vagas disponibilizadas, a existência ou não de prova discursiva, a existência ou não da regra em que um erro anula um acerto.

Segundo Arthur, “as notas das discursivas costumam ser mais elevadas que as das provas objetivas. Assim, concursos onde a prova discursiva tem um peso muito elevado tendem a ter notas de corte mais altas. Por outro lado, quando uma questão errada anula uma certa, como é comum nas provas do Cespe, a tendência é que a nota de corte seja puxada para baixo”.

Notas de corte de diversos concursos

Nesta seção estamos disponibilizando as notas de corte de diversos concursos recentes. Não encontrou o seu concurso? Deixe um comentário solicitando a nota de corte, e a equipe do Direção Concursos vai correr atrás e disponibilizar aqui a informação. Portanto, salve o link deste artigo nos Favoritos do seu navegador.

Vá direto ao ponto de seu interesse:

Nota de corte TCE AM

Em 2013, a nota de corte foi:

  • Analista Técnico de Controle Externo (Ministério Público): 357.70
  • Analista Técnico de Controle Externo (Auditoria Governamental): 375.15

Já no concurso de 2015, também organizado pela FCC, a nota de corte foi de 123.28. Ao todo, dezoito candidatos foram convocados para a Avaliação de Títulos. Com isso, a nota de corte foi de 123.28

Concurso TCM SP 2015

O último concurso TCM SP foi organizado pela FGV e a pontuação era formada por 100 pontos de prova objetivas e 75 pontos de discursiva – 175 pontos ao todo. Além disso, o candidato precisava ser considerado apto no Curso de Formação.

Veja abaixo a nota de corte do último convocado para o Curso de Formação:

Agente de Fiscalização: Administração

  • nota de corte (vagas imediatas): 157,6 (73 objetivas + 84,6 discursiva)
  • nota de corte (último convocado): 141,8 (69 objetivas + 72,8 discursiva)

Agente de Fiscalização: Ciências Contábeis

  • nota de corte (vagas imediatas): 150,8 (68 objetivas + 82,8 discursiva)
  • nota de corte (último convocado): 131 (71 objetivas + 60 discursiva)

Agente de Fiscalização: Ciências Jurídicas

  • nota de corte (vagas imediatas): 147,8 (69 objetivas + 78,8 discursiva)
  • nota de corte (último convocado): 138,9 (62 objetivas + 76,9 discursiva)

Agente de Fiscalização: Economia

  • nota de corte (vagas imediatas): 167,3 (75 objetivas + 92,3 discursiva)
  • nota de corte (último convocado): 130,5 (66 objetivas + 64,5 discursiva)

Agente de Fiscalização: Engenharia Civil

  • nota de corte (vagas imediatas): 138,2 (61 objetivas + 77,2 discursiva)
  • nota de corte (último convocado): 115,2 (51 objetivas + 64,2 discursiva)

Agente de Fiscalização: Tecnologia da Informação

  • nota de corte (vagas imediatas): 158,4 (65 objetivas + 93,4 discursiva)
  • nota de corte (último convocado): 119,4 (57 objetivas + 62,4 discursiva)

Nota de corte Banco do Brasil

O concurso Banco do Brasil de 2018 ofertou 30 vagas imediatas, além da mesma quantidade para Cadastro de Reserva. A pontuação máxima era de 100 pontos.

O último classificado obteve 60 pontos, ou seja, 60% do aproveitamento da prova.

Em 2015, o edital do Banco do Brasil trouxe 95 vagas imediatas, distribuídas diversas regiões – todas no nordeste do país.

Por serem muitas, reunimos algumas notas das microrregiões que ofertaram as maiores quantidades de vagas (imediatas+cadastro de reserva).

Microrregião 7 da Macro 1

  • Ampla concorrência: 80,5
  • Pretos e Pardos: 71,0
  • PcD: 66,5

Microrregião 12 da Macro 3

  • Ampla concorrência: 79
  • PcD: 77,5

Microrregião 14 da Macro 4

  • Ampla concorrência: 78
  • Pretos e Pardos: 75,5
  • PcD: 68,5

Microrregião 25 da Macro 6

  • Ampla concorrência: 79

Microrregião 26 da Macro 7

  • Ampla concorrência: 81
  • Pretos e Pardos: 78
  • PcD: 74,5

Nota de corte TRF4

O concurso TRF4 ofertou oportunidades, em sua grande maioria, para o Cadastro de Reserva. Por isso, confira as notas de algumas posições da seleção para a Sede Seccional:

SA – SEDE SECCIONAL

Analista Judiciário – Judiciária

  • 1º colocado: 17.43 – 87% de aproveitamento
  • 5º colocado: 16.48 – 82% de aproveitamento
  • 10º colocado: 15.83 – 79% de aproveitamento

Oficial de Justiça

  • 1º colocado: 18.58 – 93% de aproveitamento
  • 5º colocado: 17.67 – 88% de aproveitamento
  • 10º colocado: 17.25 – 86% de aproveitamento

Técnico Judiciário – Administrativa

  • 1º colocado: 18.67 – 93% de aproveitamento
  • 5º colocado: 17.90 – 89% de aproveitamento
  • 10º colocado: 17.23 – 86% de aproveitamento

Para conferir notas de outras regiões, clique aqui.

Nota de corte Senado

O último concurso Senado ocorreu em 2011 e teve as seguintes notas de corte:

  • Técnico – Policial Legislativo: o último colocado nomeado fez 114.416 pontos de 160 possíveis, ficando na 70ª posição. Ou seja, seu aproveitamento foi de 71%
  • Analista – Processo Legislativo: o último candidato nomeado fez 134,527 pontos de 160 possíveis, e ficou em 70ª, com aproveitamento de 84%.
  • Analista – Administração: no último concurso, a última colocada teve uma pontuação de 122,000 de 160 possíveis, ou seja, um aproveitamento de 76%, ficando na 79ª posição
  • Analista – Contabilidade: em 2011, o cargo teve como último nomeado um candidato com pontuação de 123,800 de 160 possíveis, ficando na 13ª posição. O aproveitamento foi de 77%.
  • Analista – Informática: a pontuação foi de 127,127 de 160 possíveis e o aproveitamento chegou aos 79%.
  • Analista – Registro e Redação: no último concurso, a nota de corte foi de 155,643 de 160 possíveis, sendo o aproveitamento de 97%, ficando na 29ª colocação.

Nota de corte Depen

As provas objetivas do último concurso Depen possuíam pontuação máxima de 160 pontos e as discursivas de 80 pontos. Com isso, a nota de corte foi:

  • Nota de corte: 177,70
  • A nota equivale a 74% de aproveitamento
  • Sendo 99 pontos das provas objetivas 78,60 da prova discursiva
  • Provas objetivas: 61,9% de aproveitamento
  • Provas discursivas: 98% de aproveitamento

Das 120 vagas para o cargo, 24 eram destinadas aos candidatos que se consideram negros. Veja abaixo, então, a nota de corte do último candidato aprovado na 1ª fase:

  • Nota de corte: 176,71
  • A nota equivale a 73,6% de aproveitamento
  • Sendo 97 pontos das provas objetivas 79,71 da prova discursiva
  • Provas objetivas: 60,6% de aproveitamento
  • Provas discursivas: 99,6% de aproveitamento

Lembrando que as provas objetivas possuíam pontuação máxima de 160 pontos e as discursivas de 80 pontos.

Nota de corte MP SP

O último concurso MP SP ocorreu em 2014 com a oferta de 33 vagas imediatas para ampla concorrência. No entanto, mais candidatos foram chamados e a nota de corte, com isso, diminuiu.

Usando somente as vagas imediatas, a nota de corte seria 96,667. Mas foram chamados até o 418º colocado e a nota de corte foi para 88,333. A pontuação máxima era de 100 pontos.

Nota de corte BRB

O concurso BRB de 2019 foi organizado pela Iades, com a aplicação de provas objetivas e discursiva. e não houve etapa discursiva. A prova discursiva tinha pontuação máxima de 60 pontos enquanto a discursiva valia 10 pontos.

Foram ofertada 100 vagas imediatas e registro em Cadastro Reserva. Mais informações sobre o concurso BRB, você encontra aqui.

Com isso, o candidato da 100º posição tirou 56,06 pontos, sendo 49,06 na etapa objetiva e 7,0 na etapa discursiva.

Nota de Corte INSS

No concurso para Técnico do INSS em 2015/2016, a pontuação máxima possível era de 120 pontos. A banca foi o Cespe. Informações completas sobre o concurso INSS, aqui.

Veja abaixo a nota do último aprovado dentro das vagas de ampla concorrência em diversas cidades:

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para o INSS

  • São Paulo/SP (leste) – 2 vagas: 102 pontos (85%)
  • São Paulo/SP (norte) – 5 vagas: 102 pontos (85%)
  • Belo Horizonte/MG – 2 vagas: 103 pontos (85,8%)
  • Curitiba/PR – 4 vagas: 104 pontos (86,6%)
  • Recife/PE – 3 vagas: 104 pontos (86,6%)
  • São Luís/MA – 14 vagas: 101 pontos (84,1%)
  • Manaus/AM – 15 vagas: 98 pontos (81,6%)
  • Santarém/PA – 11 vagas: 99 pontos (82,5%)

Nota de Corte Receita Federal

Veja a seguir as notas de corte dos últimos 3 concursos para Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil:

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Auditor da Receita Federal 

  • AFRFB 2014: 74% (último dentro das vagas), 71% (último dos excedentes);
  • AFRFB 2012: 65% (último dentro das vagas), 62% (último dos excedentes);
  • AFRFB 2009: 80% (último dentro das vagas), 78% (último dos excedentes).

Ficou curioso com a grande variação das notas de corte da Receita Federal? O professor Arthur Lima explicou que, em 2012, a nota de corte foi muito baixa porque muitos candidatos foram eliminados na prova discursiva.

Assim, na prática, quem não foi eliminado acabou sendo aprovado. Já as notas de 2009 foram as mais elevadas porque, nesta edição do concurso, a prova discursiva teve um peso muito elevado (36% da nota final), contribuindo para a elevação das médias dos candidatos. Mais informações sobre o concurso RFB, aqui.

Nota de Corte PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal)

O último concurso de Agente da PCDF foi em 2013, organizado pelo Cespe, e teve 300 vagas, sendo 285 para a ampla concorrência. A pontuação máxima possível era de 175 pontos (120 na objetiva, 40 na discursiva, 5 nos títulos e 10 no curso de formação). O último aprovado dentro das vagas obteve 117,70 pontos (67,2% da pontuação máxima possível).

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Agente e Escrivão da PCDF

O último concurso de Escrivão da PCDF foi em 2013, também organizado pelo Cespe. Foram oferecidas 98 vagas, das quais 93 eram para a ampla concorrência. Assim como no concurso de agente, a pontuação máxima possível era de 155 pontos (120 na objetiva, 20 na discursiva, 5 nos títulos e 10 no curso de formação). O último aprovado dentro das vagas obteve 85,24 pontos (54,9% da pontuação máxima possível). Informações completas sobre o concurso PCDF, aqui.

Nota de corte CG DF

A última prova CG DF ocorreu em 2013, organizado pela Fundação Universa. O concurso ofertava 60 vagas para Auditor de Controle Interno, sendo metade voltada para a especialidade Finanças e Controle e a outra, para a especialidade de Planejamento e Orçamento.

O candidato precisava passar por 5 etapas: prova objetiva, prova discursiva, sindicância de vida pregressa, curso de formação e avaliação de títulos.

As provas objetivas tinham a pontuação máxima de 170 pontos e a prova discursiva valia 10 pontos (total de 180 pontos). Segundo o edital, os candidatos até a 200ª posição teriam a prova discursiva corrigida e os candidatos até a 120ª posição seriam convocados.

Entretanto, diversos candidatos foram eliminados por não alcançarem a pontuação mínima nas etapas objetivas e discursiva.

Ao final, nota de corte para a especialidade de Finanças e Controle foi de 105,03 – aproveitamento de 58,35%. 

E para a especialidade de Planejamento e Orçamento foi de 96,41 – aproveitamento de 53,56%. 

Lembrando que essa nota é relativa às partes objetivas e discursivas. Caso esteja interessado em mais informações sobre o concurso CGDF, confira matéria completa aqui.

Nota de Corte PRF (Polícia Rodoviária Federal)

No concurso da PRF em 2019, a nota máxima possível na primeira etapa era de 140 pontos (120 na prova objetiva e 20 na discursiva). O panorama completo do último concurso, você encontra aqui.

Veja as notas dos últimos classificados dentro das vagas de ampla concorrência em diversas localidades:

  • Acre – 13 vagas: 107,71 pontos
  • Amapá – 20 vagas: 109,87 pontos
  • Amazonas – 16 vagas: 110,6 pontos
  • Bahia – 13 vagas: 112,1 pontos
  • Goiás – 20 vagas: 110,53 pontos
  • Maranhão – 13 vagas: 113,4 pontos
  • Mato Grosso – 43 vagas: 108,94 pontos
  • Mato Grosso do Sul – 26 vagas: 112,07 pontos
  • Minas Gerais – 6 vagas: 110,27 pontos
  • Pará – 60 vagas: 107,43 pontos
  • Piauí – 16 vagas: 111,63 pontos
  • Rio de Janeiro – 7 vagas: 112 pontos
  • Rondônia – 55 vagas: 108,3 pontos
  • Roraima – 11 vagas: 109,31 pontos
  • Rio Grande do Sul – 16 vagas: 112,44 pontos
  • São Paulo – 14 vagas: 113,39 pontos
  • Tocantins – 18 vagas: 109,57 pontos

Nota de Corte Polícia Federal

O concurso da Polícia Federal 2018 ofereceu 180 vagas para Agente e 80 para Escrivão, das quais 135 e 60 eram para a ampla concorrência, respectivamente. A pontuação máxima possível era de 133 pontos (120 na prova objetiva e 13 na discursiva).

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para a Polícia Federal

Com isso, sobre a nota da prova objetiva (120 pontos)a nota de corte para Agente correspondeu a 56,6% de aproveitamento – 68 pontos. Esta nota seria suficiente para ficar entre os 540 para entrar na próxima etapa.

Para Escrivão, seriam convocados os aprovados na etapa objetiva e discursiva até a 240ª colocação. Na época, foram ofertadas 60 oportunidades imediatas para Ampla Concorrência.

Com isso, a nota de corte sobre a prova objetiva (120 pontos) para Escrivão correspondeu a 40,8% de aproveitamento – 49 pontos. Esta nota seria suficiente para ficar entre os 240 para entrar na próxima etapa.

Logo, as notas de corte na etapa objetiva para passar para as próximas etapas são as seguintes:

  • Escrivão: 40,8% de aproveitamento (49 pontos)
  • Agente: 56,6% de aproveitamento (68 pontos)

Nota de Corte ICMS GO (SEFAZ/GO)

O edital do concurso de Auditor-Fiscal da Receita Estadual de Goiás (ICMS/GO) trouxe 28 vagas, sendo 27 destinadas à ampla concorrência. Os candidatos podiam fazer, no máximo 180 pontos.

A nota da última pessoa classificada dentro das vagas foi de 154 pontos, isto é, 85,5%.

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para os concursos Fiscais

Nota de Corte ICMS SC (SEFAZ/SC)

O último concurso da SEFAZ/SC ofereceu 90 vagas para Auditor-Fiscal, distribuídas em 3 grupos. A pontuação máxima possível era de 500 pontos em cada caso.

Veja a nota de corte na ampla concorrência de cada especialidade:

  • Auditoria e Fiscalização – 57 vagas: 423 pontos (84,6%)
  • Gestão Tributária – 14 vagas: 426 pontos (85,2%)
  • Tecnologia da Informação – 14 vagas: 347 pontos (69,4%)

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para os concursos Fiscais

Nota de Corte TJ SP (Escrevente)

O último concurso do TJ SP para a capital e região de Campinas ocorreu em 2017, e foi organizado pela VUNESP. Este concurso vence em Dezembro de 2019, e um novo edital pode ser publicado ainda neste ano. Informações completas sobre o concurso TJ SP, aqui.

A pontuação máxima era de 100 pontos, equivalente à nota 10. Veja abaixo as notas de corte para a ampla concorrência em diversas localidades:

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Escrevente do TJ SP

Veja também as nota de corte para candidatos negros:

Nota de corte TJ SE

O último concurso TJ SE ocorreu em 2014, organizado pelo Cespe/ Cebraspe. Na época, a área que mais chamava atenção era de Técnico Judiciário – Área Administrativa/ Judiciária, que ofertava 17 vagas. Porém, o tribunal convocou, ao todo, 308 aprovados.

A nota de corte, foi então, de 66 pontos, aproveitamento de 55%. Mais informações sobre o concurso TJ SE, aqui.

Nota de corte TJ SC

O último concurso TJ SC ocorreu em 2018 e foi dividido por nove regiões. A banca organizadora foi a FCC e a pontuação máxima foi de 70 pontos. Além disso, a seleção ofertou, em sua maioria, Cadastro de Reserva. Por isso, veja a pontuação de algumas colocações para cada região e cargo:

Analista Administrativo

Região I – Capital

  • 1º colocado: 60 pontos (aproveitamento de 85,7%)
  • 20º colocado: 54 pontos (aproveitamento de 77,1%)
  • 50º colocado: 51 pontos (aproveitamento de 72,8%)
  • 120º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)

Região II – Criciúma

  • 1º colocado: 56 pontos (aproveitamento de 80%)
  • 20º colocado: 44 pontos (aproveitamento de 62,8%)
  • 50º colocado: 38 pontos (aproveitamento de 54,2%)
  • 70º colocado: 35 pontos (aproveitamento de 50%)

Região III – Lages

  • 1º colocado: 56 pontos (aproveitamento de 80%)
  • 20º colocado: 41 pontos (aproveitamento de 58,5%)
  • 35º colocado: 35 pontos (aproveitamento de 50%)

Região IV – Joinville

  • 1º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 20º colocado: 44 pontos (aproveitamento de 62,8%)
  • 50º colocado: 38 pontos (aproveitamento de 54,2%)

Região V – Blumenau

  • 1º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)
  • 20º colocado: 44 pontos (aproveitamento de 62,8%)
  • 50º colocado: 37 pontos (aproveitamento de 52,8%)

Região VI – Itajaí

  • 1º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 20º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 50º colocado: 41 pontos (aproveitamento de 58,5%)
  • 100º colocado: 36 pontos (aproveitamento de 55,7%)

Região VII – São Bento do Sul

  • 1º colocado: 51 pontos (aproveitamento de 72,8%)
  • 20º colocado: 39 pontos (aproveitamento de 55,7%)
  • 38º colocado: 35 pontos (aproveitamento de 50%)

Região VIII – Chapecó

  • 1º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)
  • 20º colocado: 43 pontos (aproveitamento de 61,4%)
  • 50º colocado: 39 pontos (aproveitamento de 55,7%)
  • 70º colocado: 36 pontos (aproveitamento de 55,7%)

Região IX – Joaçaba

  • 1º colocado: 56 pontos (aproveitamento de 80%)
  • 20º colocado: 41 pontos (aproveitamento de 58,5%)
  • 44º colocado: 35 pontos(aproveitamento de 50%)

Técnico Judiciário Auxiliar

Secretaria do Tribunal de Justiça

  • 1º colocado: 67 pontos (aproveitamento de 95,7%)
  • 20º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 50º colocado: 62 pontos (aproveitamento de 88,5%)
  • 100º colocado: 60 pontos (aproveitamento de 85,7%)
  • 200º colocado: 58 pontos (aproveitamento de 82,8%)
  • 300º colocado: 56 pontos (aproveitamento de 80%)

Região III – Anita Garibaldi

  • 1º colocado: 62 pontos (aproveitamento de 88,5%)
  • 20º colocado: 46 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 50º colocado: 38 pontos (aproveitamento de 54,2%)
  • 66º colocado: 35 pontos (aproveitamento de 50%)

Região III – Bom retiro

  • 1º colocado: 61 pontos (aproveitamento de 87,1%)
  • 20º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 48º colocado: 35 pontos (aproveitamento de 50%)

Região III – Curitibanos

  • 1º colocado: 62 pontos (aproveitamento de 88,5%)
  • 20º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 50º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 100º colocado: 39 pontos (aproveitamento de 55,7%)

Região III – Lages

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 50º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)
  • 100º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)

Região III – Otacílio Costa

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 50º colocado: 39 pontos (aproveitamento de 55,7%)

Região III – São Joaquim

  • 1º colocado: 60 pontos (aproveitamento de 85,7%)
  • 20º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 50º colocado: 50 pontos (aproveitamento de 71,4%)
  • 100º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)

Região IV – Joinville

  • 1º colocado: 65 pontos (aproveitamento de 92,8%)
  • 20º colocado: 60 pontos (aproveitamento de 85,7%)
  • 50º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 100º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 200º colocado: 52 pontos (aproveitamento de 74,2%)
  • 300º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)

Região V- Blumenau

  • 1º colocado: 64 pontos (aproveitamento de 91,4%)
    20º colocado: 59 pontos (aproveitamento de 84,2%)
  • 50º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 100º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)
  • 200º colocado: 48 pontos (aproveitamento de 68,5%)
  • 300º colocado: 44 pontos (aproveitamento de 62,8%)

Região VI – Balneário Camboriú

  • 1º colocado: 65 pontos (aproveitamento de 92,8%)
  • 20º colocado: 59 pontos (aproveitamento de 84,2%)
  • 50º colocado: 54 pontos (aproveitamento de 77,1%)
  • 100º colocado: 51 pontos (aproveitamento de 72,8%)
  • 200º colocado: 45 pontos (aproveitamento de 64,2%)
  • 300º colocado: 40 pontos (aproveitamento de 57,1%)

Região VI – Camboriú

  • 1º colocado: 65 pontos (aproveitamento de 92,8%)
  • 20º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 50º colocado: 52 pontos (aproveitamento de 74,2%)
  • 100º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 200º colocado: 41 pontos (aproveitamento de 58,5%)

Região VI – Itajaí

  • 1º colocado: 67 pontos (aproveitamento de 95,7%)
  • 20º colocado: 59 pontos (aproveitamento de 84,2%)
  • 50º colocado: 56 pontos (aproveitamento de 80%)
  • 100º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)
  • 200º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 300º colocado: 45 pontos (aproveitamento de 64,2%)

Região VI – Tijucas

  • 1º colocado: 65 pontos (aproveitamento de 92,8%)
  • 20º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 50º colocado: 51 pontos (aproveitamento de 72,8%)
  • 100º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 200º colocado: 42 pontos (aproveitamento de 60%)
  • 300º colocado: 37 pontos (aproveitamento de 52,8%)

Região IX – Joaçaba

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 50º colocado: 54 pontos (aproveitamento de 77,1%)
  • 100º colocado: 51 pontos (aproveitamento de 72,8%)
  • 200º colocado: 46 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 300º colocado: 42 pontos (aproveitamento de 60%)

Analista Jurídico

Secretaria do Tribunal de Justiça

  • 1º colocado: 64 pontos (aproveitamento de 91,4%)
  • 20º colocado: 58 pontos (aproveitamento de 82,8%)
  • 50º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 100º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)

Região I – Capital

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 50º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 120º colocado: 52 pontos (aproveitamento de 74,2%)

Região II – Criciúma

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 54 pontos (aproveitamento de 77,1%)
  • 50º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 70º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 170º colocado: 39 pontos (aproveitamento de 55,7%)

Região III – Lages

  • 1º colocado: 57 pontos (aproveitamento de 81,4%)
  • 20º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 35º colocado: 36 pontos (aproveitamento de 55,7%)
  • 100º colocado: 38 pontos (aproveitamento de 54,2%)

Região IV – Joinville

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 56 pontos (aproveitamento de 80%)
  • 50º colocado: 52 pontos (aproveitamento de 74,2%)
  • 100º colocado: 48 pontos (aproveitamento de 68,5%)

Região V – Blumenau

  • 1º colocado: 60 pontos (aproveitamento de 85,7%)
  • 20º colocado: 52 pontos (aproveitamento de 74,2%)
  • 50º colocado: 47 pontos (aproveitamento de 67,1%)
  • 100º colocado: 42 pontos (aproveitamento de 60%)

Região VI – Itajaí

  • 1º colocado: 61 pontos (aproveitamento de 87,1%)
  • 20º colocado: 53 pontos (aproveitamento de 75,7%)
  • 50º colocado: 50 pontos (aproveitamento de 71,4%)
  • 100º colocado: 46 pontos (aproveitamento de 65,7%)

Região VII – São Bento do Sul

  • 1º colocado: 61 pontos (aproveitamento de 87,1%)
  • 20º colocado: 49 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 50º colocado: 43 pontos (aproveitamento de 61,4%)

Região VIII – Chapecó

  • 1º colocado: 63 pontos (aproveitamento de 90%)
  • 20º colocado: 55 pontos (aproveitamento de 78,5%)
  • 50º colocado: 51 pontos (aproveitamento de 72,8%)
  • 100º colocado: 46 pontos (aproveitamento de 65,7%)

Região IX – Joaçaba

  • 1º colocado: 61 pontos (aproveitamento de 87,1%)
  • 20º colocado: 52 pontos (aproveitamento de 74,2%)
  • 50º colocado: 46 pontos (aproveitamento de 65,7%)
  • 100º colocado: 40 pontos (aproveitamento de 57,1%)

Nota de corte IBGE

O último concurso do IBGE para o cargo efetivo de Técnico ocorreu em 2015/16 e foi realizado pela banca FGV. A pontuação máxima era de 60 pontos. Veja quais foram as notas de corte em algumas cidades (ampla concorrência):

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para o IBGE

  • São Paulo – 24 vagas: 53 pontos (88,3%)
  • Registro/SP – 1 vaga: 50 pontos (83,3%)
  • São Sebastião/SP – 1 vaga: 54 pontos (90%)
  • Sumaré/SP – 1 vaga: 53 pontos (88,3%)
  • Suzano/SP – 1 vaga: (81,6%)

Mais informações a respeito do concurso IBGE, aqui.

Nota de Corte PC SP (Polícia Civil de São Paulo)

O último concurso para Agente de Telecomunicações da PC/SP ocorreu em 2018, oferecendo 300 vagas, das quais 285 foram destinadas à ampla concorrência. A nota máxima era de 80 pontos, e o último classificado dentro das vagas fez 71 pontos (88,75%).

Para o cargo de Escrivão foram oferecidas 800 vagas, das quais 760 foram destinadas à ampla concorrência. A nota máxima era de 100 pontos. Já a nota de corte da prova preambular foi de 70 pontos, isto é, 70%.

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Escrivão da PC SP

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Investigador da PC SP

Para Investigador da PCSP foram oferecidas 600 vagas, das quais 570 foram para a ampla concorrência. A nota máxima era de 100 pontos, e o corte ficou em 73 pontos (73%). Saiba mais sobre o concurso PC SP, aqui.

Nota de corte PC RJ

O concurso mais recente para a PC RJ aconteceu em 2014 para o cargo de Papiloscopista. Foram 75 vagas ofertadas para ampla concorrência. O concurso era composto por duas fases.

A primeira era dividida em quatro etapas: prova de conhecimentos, prova de capacidade física, exame psicotécnico e exame médico. Já a segunda era realizada na Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra – ACADEPOL.

Na prova de conhecimentos, o total de pontos era 100 e eram chamados os candidatos até a 225ª posição. Nesse caso, a nota de corte foi de 76 pontos (76% de aproveitamento).

Já para Perito, o último concurso aconteceu em 2013 e ofertou 100 vagas para diversos cargos, com reserva de 5% para PcD. Assim como para Papiloscopista, a seleção contava com duas fases e suas respectivas etapas.

Na Prova de Conhecimentos, era considerado aprovado o candidato que alcançasse 50% dos pontos em cada módulo da prova. Todos que obtivessem a pontuação mínima eram chamados para a próxima etapa. A prova era formada por:

Área de conhecimentoQuestões
Língua Portuguesa30
Conhecimentos Específicos70

Para Delegado, o último concurso ocorreu em 2012 com a oferta de 100 vagas. A primeira fase era composta por 5 fases: prova Objetiva Preliminar, prova discursiva, prova oral, exame psicotécnico e exame médico com prova de capacidade física.

Todos os candidatos que alcançassem 50 pontos em cada matéria da prova objetiva era aprovado e considerado apto para a próxima etapa. Na época, a prova objetiva teve a seguinte estrutura:

ConhecimentoQuestõesPontos por questão
Direito Penal205
Direito Processual Penal205
Direito Administrativo205
Direito Constitucional205
Direito Civil1010
Medicina Legal1010

Outras informações sobre o concurso PC RJ, você encontra aqui.

Nota de corte PC MG

O último concurso PC MG foi lançado em 2018 para o caro de Escrivão de Polícia I, organizado pela Fumarc. O certame ofertou 119 vagas A seleção teve cinco etapas: Provas de Conhecimentos Objetiva, Prova de Digitação, Exames Biomédicos e Biofísicos, Prova Títulos e Investigação Social.

Para a prova de Digitação foram convocados os 714 candidatos com a melhor pontuação da prova de conhecimentos objetivos, cuja pontuação máxima era 60.

Assim, a nota de corte foi 43,00 – aproveitamento de 71,6%.

Nota de corte PC AL

O último concurso PC AL foi realizado em 2012, organizado pela banca Cespe. Foram oferecidas, na época, 228 vagas para Agente de Polícia, 3 para Delegado e 114 para Escrivão de Polícia.

A primeira etapa do certame constava com 6 etapas: prova objetiva, prova discursiva, teste de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e exame médico.

A nota final para os cargos de Agente e Escrivão era o somatório da nota final da parte objetiva e discursiva. As outras etapas eram de caráter eliminatório. O máximo de pontos era de 140 pontos.

Era reprovado nas provas objetivas os candidatos que não alcançassem 10 pontos na parte de Conhecimentos Básicos, 21 pontos na parte de Conhecimentos Específicos e 36 no conjunto das duas.

Logo, a nota de corte para Agente foi de 71,18 – aproveitamento de 50,8%. Para Escrivão, a nota de corte foi 40,02. Lembrando que as notas finais são dos candidatos que não foram eliminados nas etapas anteriores. Informações completas sobre o concurso PC AL, aqui.

Nota de corte TCU (Auditor)

O último concurso para Auditor de Controle Externo do TCU ocorreu em 2015, e a banca foi o Cespe. A pontuação máxima possível era de 300 pontos (200 na parte objetiva e 100 na discursiva).

Veja a seguir as notas dos últimos aprovados dentro das vagas de ampla concorrência para a especialidade Auditoria Governamental:

  • Rio Branco/AC – 2 vagas: 182,51 (60,8%)
  • Macapá/AP – 1 vaga: 177,36 (59,1%)
  • Manaus/AM – 1 vaga: 197,63 (65,8%)
  • Brasília/DF – 27 vagas: 192 (64%)
  • Cuiabá/MT – 1 vaga: 191,96 (63,9%)
  • Belém/PA – 1 vaga: 183,13 (61%)
  • Boa Vista/RR – 1 vaga: 176,57 (58,8%)

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para o TCU

Veja ainda a nota do último aprovado dentro das vagas para a especialidade Tecnologia da Informação:

  • Brasília/DF – 28 vagas: 171,8 (57,2%)

Confira mais informações sobre o concurso TCU, aqui.

Nota de Corte TRT RJ (Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro)

O concurso do TRT RJ foi realizado em 2018 pela banca Instituto AOCP.

Para o cargo de Técnico Judiciário da Área Administrativa (TJAA), a pontuação máxima possível era de 165 pontos. Ainda não é possível determinar a nota de corte, pois os concursos de Tribunais costumam chamar muitos candidatos do cadastro de reserva. Assim, veja a pontuação obtida por algumas posições do concurso (lembrando que no último concurso foram chamados mais de 700 técnicos):

  • 1º colocado: 163,33 pontos
  • 10º colocado: 156,32 pontos
  • 30º colocado: 153,83 pontos
  • 50º colocado: 152,33 pontos
  • 100º colocado: 150,33 pontos
  • 200º colocado: 148 pontos

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Técnico do TRT PR

Para o cargo de Analista Judiciário da Área Judiciária, era possível fazer até 165 pontos também. Veja as notas de alguns classificados:

  • 1º colocado: 158,24 pontos
  • 10º colocado: 154,54 pontos
  • 30º colocado: 152,35 pontos
  • 50º colocado: 150,50 pontos
  • 100º colocado: 147,97 pontos
  • 200º colocado: 144,62 pontos

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para AJAJ do TRT PR

Para o cargo de Analista Judiciário da Área Administrativa, era possível fazer até 165 pontos também. Veja as notas que a equipe do Direção Concursos selecionou:

  • 1º colocado: 156,37 pontos
  • 10º colocado: 151,00 pontos
  • 20º colocado: 147,50 pontos
  • 30º colocado: 146,40 pontos
  • 40º colocado: 145,00 pontos

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para AJAA do TRT PR

Nota de Corte TJ AM (Tribunal de Justiça do Amazonas)

O último concurso do TJ AM foi realizado em 2013 e a organização ficou a cargo da banca FGV. Para o cargo de Assistente Técnico Judiciário (nível médio), que tem a maior procura, foram disponibilizadas 124 vagas imediatas para a ampla concorrência na cidade de Manaus/AM. A pontuação máxima possível era de 60 pontos, e a nota do último classificado dentro das vagas foi de 50 pontos (83,3% do total).

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Técnico do TJ AM

Para o cargo de Analista Judiciário I, com formação em Direito, foram disponibilizadas 20 vagas imediatas para a ampla concorrência na cidade de Manaus/AM. A pontuação máxima possível era de 80 pontos, e a nota do último classificado dentro das vagas foi de 67 pontos (83,75% do total).

Aulas demonstrativas (gratuitas) do Direção Concursos para Analista Judiciário (Direito) do TJAM

Outras informações sobre o concurso TJ AM aqui.

Nota de corte TJ CE

Em 2014, o último concurso para TJ CE foi organizado pela Cespe/Cebraspe. Na época, foram ofertadas 238 vagas, divididas entre 118 para analistas (nível superior) e 120 para Técnico (nível médio).

As provas objetivas contaram com 180 pontos e a prova discursiva vale 20 pontos. A pontuação total que o candidato podia alcançar, então, era de 200 pontos. Outras informações sobre o concurso TJ CE, aqui.

Segue abaixo a nota de corte dos cargos que ofereceram maior quantidade de vagas:

  • Analista Judiciário – Especialidade: Judiciária: 160.34 (aproveitamento de 80,17%)
  • Analista Judiciário – Especialidade: Execução de Mandatos: 155.17 (aproveitamento de 77,58%)
  • Técnico Judiciário – Área: Judiciário: 172.5 (aproveitamento de 86,25%)
  • Técnico Judiciário – Área: Técnico-Administrativa: 153.19 (aproveitamento de 76,59%)

Nota de corte TJ MG

No concurso TJ MG da 1ª instância, em 2017, o candidato precisava marcar 73 pontos, entre 80 possíveis (91,2%), para ficar dentro das 10 vagas de Oficial de Apoio Judicial (Classe D) ofertadas. Os candidatos também foram submetidos a uma avaliação prática de digitação, mas de caráter apenas eliminatório. Mais informações sobre o concurso TJ MG 1ª instância aqui.

Já na 2ª instância, no concurso para formação de cadastro de reserva em 2011, o último convocado para Oficial Judiciário/Oficial Judiciário marcou 53 pontos de 60 possíveis (88,3%). Para a função de Técnico Judiciário/Técnico Judiciário, o mínimo ficou em 143 pontos de 150 (95,3%). Outras informações sobre o concurso TJ MG 2ª instância aqui.

Aulas demonstrativas e gratuitas do Direção Concursos para o TJ MG (Oficial)

Aulas demonstrativas e gratuitas do Direção Concursos para o TJ MG (Técnico)

Nota de corte TJ RJ

O último concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro foi em 2014. A seleção para técnico foi organizada pela Fundação Getúlio Vargas. De 100 pontos possíveis na prova objetiva, a nota de corte foi a seguinte:

TÉCNICO JUDICIÁRIO – sem especialidade (FGV)

  • 1ª REGIÃO (último convocado – 454º colocado): 74 pontos
  • 2ª REGIÃO (último convocado – 55º colocado) : 71 pontos
  • 4ª REGIÃO (último convocado – 125º colocado) 71 pontos

Os cargos de Analista Judiciário contavam com uma prova objetiva de 70 pontos e uma etapa discursiva de 100 pontos. Com isso, a nota de corte foi:

ANALISTA JUDICIÁRIO – Execução de Mandatos (FGV)

  • 4ª REGIÃO (último convocado – 23º colocado): 106 pontos (48 objetiva + 58 discursiva )
  • 1ª REGIÃO (último convocado – 32º colocado): 108 pontos (50 objetiva + 58 discursiva)

O concurso TJ RJ foi organizado pela FCC. Para o cargo de Analista Judiciário (sem especialidade) foi aplicada somente uma prova objetiva, com pontuação máxima de 90 pontos. A nota de corte:

ANALISTA JUDICIÁRIO – sem especialidade (FCC)

  • 1ª REGIÃO (último convocado – 22º colocado): 84 pontos
  • 2ª REGIÃO (último convocado – 7º colocado): 80 pontos
  • 3ª REGIÃO (último convocado – 6º colocado): 79 pontos
  • 4ª REGIÃO (último convocado – 8º colocado): 84 pontos
  • 8ª REGIÃO (último convocado – 5º colocado): 78 pontos

Leia mais sobre o concurso TJ RJ

Nota de corte TJ RS

O último certame ocorreu em 2009, organizado pela Fundação Conesul de Desenvolvimento. Na época, foram ofertadas 4 vagas para Oficial de Justiça, Classe O. A única etapa era a prova objetiva, que valia 100 pontos. A nota de corte foi 97,00 – aproveitamento de 97%.

Já concurso para Oficial de Justiça PJ-H foi organizado pelo FAURGS em 2014. Foram ofertadas 116 vagas para o cargo e a pontuação máxima era de 80 pontos. Porém, foram chamados os candidatos aprovados até a 227ª posição. A nota de corte, nesse caso, foi de 69 pontos, aproveitamento de 86,25%.

Outras informações sobre o concurso TJ RS aqui.

Nota de corte TJ PR

Com a oferta de 160 vagas imediatas para Técnico Judiciário, o último concurso TJ PR ocorreu em 2013. O certame contava com uma etapa de provas objetivas e outra discursiva. O total de pontos possível era 110 pontos.

Apesar de só oferecer 160 vagas, devido a desistências e outros fatores, foram chamados os candidatos até a 348ª posição. Nesse caso, a nota de corte foi de 77,5 pontos, aproveitamento de 70,45%. Outras informações sobre o concurso TJ PR aqui.

Nota de corte Sefaz RJ

O certame de 2013 oferecia 50 vagas para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual – 3ª categoria. Apesar disso, apenas 24 concorrentes conquistaram, pelo menos, a pontuação mínima necessária : 130 pontos em 200. O 24º aprovado anotou 131 pontos, ou seja, 65,5% de aproveitamento. Novidades sobre um próximo concurso Sefaz RJ aqui.

Nota de corte Sefaz RS

O último concurso para auditor da Sefaz RS ocorreu em 2014, ofertando 100 vagas, sendo somente 74 para ampla concorrência.

Na época, a prova foi dividida em três blocos e a pontuação máxima era de 260 pontos. O Bloco I valia 100 pontos e tinha questões de Língua Portuguesa; Matemática e Raciocínio Lógico; Direito Empresarial, Penal e Civil e Tecnologia da Informação.

Já o Bloco II valia 80 pontos e cobrava as matérias Direito Tributário; Direito Administrativo e Constitucional; e Contabilidade. O último bloco, o Bloco III, tinha o mesmo valor – 80 pontos – e cobrava Legislação Tributária Estadual do RS e Auditoria Contábil e Fiscal.

A nota de corte para ampla concorrência foi de 196 pontos, um aproveitamento de 75,38%. Saiba novidades sobre o próximo concurso Sefaz RS aqui.

Nota de corte TCDF

O último concurso TCDF para Auditor foi em 2013. O cargo será novamente contemplado com vagas no próximo edital. Na oportunidade, foram ofertadas 16 vagas de ampla concorrência. O 16º colocado anotou 113.63 pontos de 200 possíveis. Eram 150 pontos possíveis nas provas objetivas e 50 na discursiva. A pontuação do 16º foi equivalente a um aproveitamento de 56,5% das questões.

Já para Técnico, o último certame ofereceu 10 vagas para ampla concorrência. A prova objetiva valia 120 pontos e a discursiva, 30 pontos. O 10º colocado teve o aproveitamento de 78%, com 116.99 pontos. Outras informações sobre o próximo concurso TC DF aqui.

Aulas demonstrativas e gratuitas do Direção Concursos para Auditor TCDF

Nota de corte TCM RJ

Organizado pela banca IBFC, o último concurso TCM RJ ofereceu 18 vagas para Técnico de Controle Externo (atual Auditor de Controle Externo). Dessas vagas, 13 eram destinadas para ampla concorrência.

O concurso contava com duas fases: prova objetiva e prova discursiva. As provas objetivas valiam 100 pontos enquanto a discursiva, 60 pontos. A nota final era dada pela soma da pontuação de cada etapa, sendo o máximo 160 pontos.

Seguindo as 13 vagas reservadas no edital, a nota de corte seria 144.5 – aproveitamento de 90,3%.

Porém, foram chamados mais candidatos além das 13 vagas. As convocações seguiram até ao 68º candidato. Nesse caso, a nota de corte diminui para 138, aproveitamento de 86,25%. Mais informações sobre o concurso TCM RJ aqui.

Nota de corte do concurso TCE RJ

O último concurso no TCE RJ ofereceu 24 vagas para Analista de Controle Externo, área de Controle Externo. O candidato passava por cinco etapas: prova objetiva, prova discursiva, avaliação de títulos, comprovação de aptidão física e mental e cumprir os requisitos à investidura. A banca organizadora foi a FEMPERJ.

A prova objetiva valia 100 pontos. A parte discursiva era composta por quatro questões discursivas somadas de uma redação – o total chegava a 100 pontos. Ao todo, a nota final chegava a pontuação máxima de 200 pontos.

Nesse caso, nota de corte dentro da vagas do edital foi 157,50 aproveitamento de 78,75%. Dentro do cadastro de reserva, a nota de corte foi de 131,00, aproveitamento de 65,5%. Outras informações sobre o próximo concurso TCE RJ, você encontra aqui.

Nota de corte Detran SP

No concurso Detran SP 2013, o candidato não era autorizado a concorrer em mais de uma região. Portanto, as notas de corte foram diferentes em cada praça. Na capital paulista, o candidato a Oficial Estadual de Trânsito precisou de 86 pontos, enquanto o Agente Estadual de Trânsito necessitava de 80 pontos. A nota máxima era de 100 pontos.

Para ver as notas de corte em todas as regiões, clique aqui.

Confira os nossos cursos para o concurso Detran SP

Notas de corte TRF 3

Confira as notas de corte dos aprovados DENTRO DAS VAGAS do concurso TRF 3 2020.

Nota de corte TJDFT

O último concurso para TJDFT foi em 2017, para diversos cargos. As áreas com a maior quantidade de vagas era Analista Judiciário (Judiciário), com 23 vagas, e Técnico Judiciário (Administrativo), com 26. Organizado pelo Cespe, o máximo de pontos possível era 160.

A nota de corte para Analista Judiciário foi de 118.97, o que corresponde a 74,3% de aproveitamento. Já para Técnico Judiciário, a nota de corte foi 118.04 – 73,77% de aproveitamento. Outras informações sobre o concurso TJDFT, aqui.

Nota de corte TRT 10ª região

Também organizado pelo Cespe, o último concurso para TRT 10ª região ocorreu em 2012. Na época, a maior parte das vagas eram para Cadastro de Reserva. Os cargos que ofereciam as maiores quantidade de vagas para provimento imediato foram Analista Judiciário – Área Administrativa (5), Analista Judiciário – Área Judiciária (3) e Técnico Judiciário – Área Administrativa (15).

O total de pontos possíveis era 130. Para Analista Judiciário – Área Administrativa, a nota de corte foi de 104.93, aproveitamento de 81,48%. Já para Analista Judiciário – Área Judiciária, a nota de corte foi 97.00 , aproveitamento de 74,61%.

Por fim, para Técnico Judiciário – Área Administrativa, a nota de corte foi de 98.71, aproveitamento de 75,93%.

Entretanto, o TRT 10ª região convocou mais candidatos que o número indicado no edital. Para Analista Judiciário – Área Administrativa, foi convocado até o ocupante da 102ª posição. Nesse caso, a nota de corte diminui de 104.93 para 95.83, aproveitamento de 73,71%.

Para Analista Judiciário – Área Judiciária, as nomeações foram até a 136ª posição. A nota de corte diminuiu de 97.00 para 81.88, com aproveitamento de 62,9%.

E a maior quantidade de nomeações foi para a área de Técnico Judiciário – Área Administrativa. Foram chamados os candidatos aprovados até a 254ª posição. Nesse caso, a nota de corte cai para 86.18, aproveitamento de 66,29%.

Nota de corte TRE CE

O último concurso do TRE CE foi em 2011, organizado pela Fundação Carlos Chagas. Foram ofertadas 19 vagas para Técnico Judiciário – Área Administrativa.

A nota das provas objetivas foram avaliadas em uma escala de 0 a 10, calculada através da média aritmética ponderada da pontuação em Conhecimentos Básicos e Conhecimentos Específicos. Além disso, havia a prova discursiva, com pontuação indo, também, de 0 a 10.

A nota final era a média ponderada dos pontos em cada etapa, considerando peso 1 para Conhecimentos Básicos, peso 3 para Conhecimentos Específicos e peso 2 para Prova Discursiva.

A nota de corte para Técnico Judiciário foi 9.0 pontos, aproveitamento de 90%. Informações a respeito do próximo concurso TRE CE aqui.

Nota de corte Caixa

O último concurso da Caixa foi organizado pelo Cespe em 2014. O cargo era Técnico Bancário Novo, distribuído em diversos estados e municípios. Foram convocados 3016 candidatos e 2299 foram admitidos.

As provas eram objetivas e discursiva. As objetivas foram divididas em 14 questões de Língua Portuguesa, 36 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. O total de pontos possível era 204.

Segue abaixo, a listagem com as regiões que mais admitiram candidatos e as notas de corte:

  • Brasília/DF: 162.39 (79,6% de aproveitamento)
  • Centro-Rio de Janeiro/ RJ: 164.99  (80,87% de aproveitamento)
  • Centro, Oeste e Sudeste – São Paulo/ SP: 161.59 (79,2% de aproveitamento)

Outras informações sobre o concurso Caixa aqui.

Outras notas de corte de concurso

Como dito acima, salve este link nos favoritos do seu navegador, pois a nossa equipe continuará preenchendo as notas de corte de diversos concursos recentes. Caso não tenha encontrado o seu, deixe um comentário aqui mesmo.

todos os cursos
Clique na imagem e confira todos os cursos do Direção!

Assessoria de comunicação

Direção Concursos

Concursos 2019Concursos AbertosNoticianota concursonota de cortenota de corte concursoresutlado concurso
Victor Gammaro

Victor Gammaro

Jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Trabalhou durante dois anos em agência de comunicação, além de experiência de três anos na redação do Correio Braziliense, como repórter da editoria de esportes. Entre outros eventos de relevância, cobriu as Olimpíadas do Rio de Janeiro, Copa do Mundo da Rússia e as Eleições Federais, em 2018. Coordenador de Jornalismo e Operações no Direção Concursos.

Tenha acesso completo a todo o conteúdo do Direção Concursos

Acesse todas as aulas e cursos do site em um único lugar.

Utilizamos cookies para proporcionar aos nossos usuários a melhor experiência no nosso site. Você pode entender melhor sobre a utilização de cookies pelo Direção Concursos e como desativá-los em saiba mais.